Ash vs Leon - A Batalha para Decidir o Treinador mais Forte do Mundo


Ao entrar no estádio de Wyndon, Ash deseja boa sorte a Goh no Projeto Mew. Em seu camarim, ele fala algumas palavras para animar sua equipe antes de ser interrompido pela aparição inesperada de Dawn e Chloe, que vieram torcer por ele pessoalmente. Do outro lado, em seu próprio camarim, Leon pensa como esta ocasião o lembra de sua primeira batalha contra Sonia, quando criança.

O estádio inteiro está cheio de emoção enquanto a batalha final está prestes a começar. Então, os dois finalistas entram em campo: Ash, o primeiro campeão de Alola, natural de Kanto, que derrotou o campeão de Hoenn Steven Stone nas quartas de final e a campeã de Sinnoh Cynthia nas semifinais; e Leon, o monarca reinante e o campeão invicto de Galar. A torcida que Ash recebe é suficiente para fazer a Equipe Rocket desistir de sua transmissão e se concentrar em torcer por ele. Nas arquibancadas, Lupo é acompanhado por Sonia para torcer por Leon.

Ash e Leon estão animados por finalmente se enfrentarem em uma batalha séria. Como de costume, Dan começa a explicar as regras, declarando que a partida será uma batalha completa de seis contra seis, sem limite de tempo ou restrições de troca. No entanto, sua explicação usual de apenas uma Mega Evolução, Movimento-Z ou Dinamax sendo permitida por Treinador é interrompida por Leon, que quer ver Ash com todo o seu poder nesta batalha e pede que ele use todos os três, para que ele possa enfrentar e vencer todos eles com todo o seu poder. Todo o estádio concorda unanimemente com isso e, após uma breve discussão com a administração do Campeonato de Coroação Mundial, Dan oficializa essa exceção das regras usuais, que Ash também aprova.

Com isso estabelecido, Ash e Leon enviam seu primeiro Pokémon, Ash começa com Pikachu e Leon começa com Cinderace. Ao sinal inicial de Dan, os dois Pokémon lançam seus primeiros movimentos. As Areias Escaldantes de Cinderace superam o Choque do Trovão de Pikachu e causam dano super efetivo, embora o ataque de Pikachu ainda seja disparado e consiga um acerto. Para a surpresa de Ash, no entanto, Cinderace dá de ombros sem causar dano algum. Leon revela que seu Cinderace tem a habilidade Libero, que muda seu tipo para combinar com o tipo de movimento que ele usa, o que significa que, no momento, Cinderace é do tipo Terrestre. Vendo que Pikachu está em clara desvantagem de tipo nesta situação, Ash retira seu amigo de combate enquanto Leon faz o mesmo com Cinderace.


Em seguida, Ash e Leon escolhem Gengar e Inteleon, fazendo Ash sentir que está lutando contra os parceiros de Goh. Inteleon supera a Bola Sombria de Gengar com Tiro Certeiro, antes de prosseguir para afastar o ataque com sua cauda e preparar um Pulso Sombrio. Enquanto Gengar consegue evitar o ataque se escondendo em sua própria sombra, Leon permanece inabalável e faz Inteleon usar Aqua Jato enquanto gira no lugar, criando uma espiral de água. Ash e Dawn reconhecem essa tática como Escudo Contra-ataque, que Ash usou contra Cynthia nas semifinais e impressionou Leon o suficiente para ele copiá-lo. Com a própria tática de Ash sendo virada contra ele, Gengar está em apuros, mas, consegue se libertar e usa Fogo Fátuo, evaporando a água e cobrindo o campo em uma nuvem de vapor.

Enquanto Inteleon está momentaneamente cego, Ash recolhe Gengar e usa Gigamax assim que a névoa desaparece. O que se segue é um confronto entre o Terror G-Max de Gengar e o Tiro Certeiro duplo de Inteleon, com ambos os lados conseguindo acertar o outro. Devido ao efeito do Terror G-Max, Inteleon se torna incapaz de mudar, embora Lupo permaneça confiante de que seu irmão mais velho pode controlá-lo. A próxima troca de ataques vem na forma de um Corrosão Max de Gengar e um Pulso Sombrio duplo de Inteleon. Enquanto Inteleon faz o seu melhor para evitar o Movimento Max e consegue acertar um Pulso Sombrio crítico no meio da boca de Gengar, ele ainda acaba sendo atingido, enquanto Gengar retorna ao tamanho normal como resultado do acerto crítico. Observando Inteleon, Dan declara-o incapaz de lutar, dando a Ash o primeiro nocaute da final e provocando celebração tanto na multidão quanto entre os Pokémon de Ash no Laboratório do Professor Carvalho.

Retirando Inteleon de combate, Leon promete honrar o trabalho que fez e declara que vai alcançar Ash. Para seu terceiro Pokémon, Leon escolhe Mr. Rime, enquanto Ash fica com Gengar e ordena uma Bomba de Lodo. Leon contra-ataca com Liofilização, que não apenas congela e quebra a Bomba de Lodo, mas também congela o campo de batalha e cobre Gengar de gelo. Gengar de repente estremece, o que também ocorre com o Mr. Rime, fazendo Ash sorrir. Uma tentativa fracassada de usar a Liofilização novamente confirma a suspeita de Leon: a habilidade Corpo Amaldiçoado de Gengar foi ativada, desativando temporariamente a Liofilização. No entanto, a primeira Liofilização ainda foi suficiente para deixar Gengar congelado, dando a Leon a oportunidade de fazer o Mr. Rime configurar o Terreno Psíquico e atacar seu oponente imobilizado com uma Força de Expansão, derrotando Gengar e nivelando novamente a batalha. Enquanto Ash retira Gengar de combate, Leon declara que está dedicando esta vitória a Inteleon, lembrando a Ash que, em uma Batalha Completa como essa, o importante é acumular dano no oponente e alcançar cada vitória em equipe.

Para seu terceiro Pokémon, Ash chama Sirfetch'd, confundindo Leon sobre por que Ash escolheria um Pokémon com uma desvantagem de tipo. Ash ordena Cortador de Fúria, e enquanto o Mr. Rime inicialmente consegue se defender com sua bengala gelada, Sirfetch'd eventualmente encontra uma abertura e consegue acertar um golpe super eficaz. Sirfetch'd tenta seguir com Balanço Violento, porém sua espada de alho-poró é agarrada por Mr. Rime, permitindo-o que acerte facilmente uma Força de Expansão super eficaz, ainda mais forte graças ao Terreno Psíquico. O golpe faz com que Sirfetch'd perca seu escudo, deixando-o aberto para um Pinote Triplo.


Mr. Rime continua a ofensiva com outra Força de Expansão, mas Sirfetch'd consegue se esquivar graças ao Detectar, antes de usar sua espada de para saltar com vara sobre seu oponente e recuperar seu escudo a tempo de se defender de outro Pinote Triplo. Ash ordena outro Cortador de Fúria, mas em vez de Mr. Rime, ele surpreende a todos ordenando que Sirfetch'd ataque o campo de batalha. A intenção de Ash se torna aparente segundos depois, quando o movimento do tipo Inseto consegue destruir o Terreno Psíquico, retirando uma das vantagens de Mr. Rime.

Tendo conseguido o que ele propôs a fazer com Sirfetch'd, Ash o troca por Lucario, com os dois Pokémon performando um high five figurativo enquanto trocam de lugar. Ash não perde tempo em Megaevoluir seu parceiro, que expressa sua determinação liberando uma explosão de Aura que é sentida por todos no Estádio de Wyndon. Lucario começa com Soco Projétil, mas Mr. Rime ainda tem o campo de batalha de gelo a seu favor, desviando do ataque de Lucario e acertando-o com duas séries consecutivas de Pinote Triplo. Seguindo as instruções de Ash, Lucario fecha os olhos e usa seu sentido de Aura para sentir os movimentos do Mr. Rime enquanto prepara uma Aura Esférica. Mr. Rime vai para outro Pinote Triplo, mas Lucario sente o ataque e o evita antes de perder a Aura Esférica, derrotando o Pokémon e restaurando o campo de batalha ao normal.

O próximo Pokémon escolhido por Leon é Dragapult. Ash faz Lucario usar Multiplicar, seguido por Soco Projétil. Enquanto Lucario consegue marcar um golpe direto, o contra-ataque de Dragapult vem na forma de um Lança Chamas, do qual Ash imediatamente chama Lucario, substituindo o Pokémon Aura por Dracovish. O tipo de dragão de Ash carrega com Investida do Dragão, mas o ataque é interrompido pelo golpe Dardos Dracônicos de Dragapult. Quando o segundo Dardos Dracônicos está prestes a atingir, Ash faz Dracovish pará-lo mordendo-o. Fazer isso faz com que Dracovish comece a tremer inesperadamente, embora seja interrompido por outro golpe de Dardos Dracônicos.

Quando Dracovish se levanta, os espinhos ao longo de seu corpo começam a brilhar em vermelho e ficam cobertos de energia vermelha, para confusão geral. Leon diz a Dragapult para usar Choque do Trovão, marcando um golpe direto, antes de Dragapult atacar com o golpe final. Antes do golpe final, os espinhos cobertos de energia de Dracovish prendem Dragapult, permitindo que Dracovish acerte uma Branquimordida nele. Dragapult ainda está longe de estar imobilizado, como Leon demonstra ao ordenar um Cauda do Dragão. Dracovish tenta parar isso congelando Dragapult com Presa de Gelo, mas é incapaz de congelá-lo completamente, permitindo que a Cauda do Dragão faça contato e simultaneamente liberte Dragapult do gelo.


Devido ao efeito da Cauda do Dragão, Dracovish é enviado de volta para sua Poké Bola e Dragonite entra na batalha à força. Dragapult ataca seu oponente com Dardos Dracônicos, enquanto Dragonite usa Dança do Dragão, usando os Dardos Dracônicos para acelerar sua rotação. Em vez da intensa rotação repelindo os Dardos do Dragão, no entanto, eles grudam na cauda de Dragonite. O Pokémon Dragão tenta atacar os dois Dreepy com Garra do Dragão, mas eles se mostram rápidos demais para acertar, para sua irritação. Quando o Dreepy retorna a Dragapult, Dragonite tenta atacá-lo e acaba sendo atingido pela Cauda do Dragão e é substituído à força por Lucario como resultado. Depois de se acalmar com uma respiração profunda, Ash ordena um Soco Projétil, que faz contato. Depois de bloquear um Choque do Trovão com Reversão, Lucario tenta usar Soco Projétil novamente, mas acaba paralisado no lugar. Acontece que o Choque do Trovão conseguiu paralisá-lo. Com Lucario imobilizado, Dragapult usa outro Lança Chamas nele, fazendo com que Lucario volte à sua forma normal e desmorone, sendo considerado incapaz de lutar.


Ao ser chamado por Ash, Dragonite retorna ao campo de batalha para retomar o confronto entre os tipos de dragão. Dragonite cria um poderoso Furacão, que joga Dragapult ao redor e até afeta o público. Despreocupado, Leon faz Dragapult lançar um Choque do Trovão em todas as direções, não apenas dissipando o furacão, mas também atingindo Dragonite. O tipo Dragão de Ash voa alto no ar e usa Meteoro do Dragão, derrubando com sucesso outra tentativa de Dardos Dracônicos enquanto os dois tipos de dragão atacam um ao outro. Seguindo as ordens de Ash, Dragonite pega Dragapult e cai no chão junto com seu próprio Meteoro do Dragão, suportando um Choque do Trovão enquanto repete a estratégia "Meteoro Dragonite" da visita de Ash ao Laboratório do Professor Carvalho. Quando a nuvem de poeira se dissipa, Dragonite ainda está de pé, enquanto Dragapult finalmente foi derrotado, resultando em aplausos altos daqueles que assistem à batalha. Leon retira Dragapult de combate e elogia as habilidades de Ash, mas também aponta que todos os Pokémon restantes de Ash estão desgastados quando ele envia Rillaboom como seu quinto Pokémon.

Enquanto Ash está na liderança em termos de Pokémon restantes, com ele tendo quatro em comparação com os três de Leon, os membros de sua equipe estão ficando exaustos da luta que já fizeram. Seu Dragonite inicia o confronto contra o Rillaboom de Leon, contrariando seu Toque do Tambor com Furacão, causando dano super efetivo. Rillaboom responde a isso batendo seu tambor ainda mais forte, fazendo com que as raízes bloqueiem a maior parte do movimento e joguem Dragonite no chão. Devido ao efeito do Toque do Tambor, Dragonite tem sua velocidade reduzida. Ash segue com a estratégia "Meteoro Dragonite" que derrotou Dragapult, mas Leon está preparado para isso agora e tem Rillaboom golpeando todos os meteoros com Toque do Tambor antes de produzir outra raiz para pegar Dragonite à la Chicote de Vinha e enviá-lo de volta ao chão uma vez mais. Dragonite ruge com determinação e imediatamente carrega de volta com Garra do Dragão, que Rillaboom recebe com Acrobático, movendo-se agilmente ao redor da enxurrada de Garra do Dragão antes de dar o golpe final de palma aberta, mostrando como Leon pode lidar com oponentes mesmo enquanto está sob um ataque com desvantagem de tipo.


O próximo Pokémon a se juntar à batalha do lado de Ash é Sirfetch'd. Os dois Pokémon colidem com Ofensiva Meteórica e Potência Equina, colocando poder bruto contra poder bruto. Em última análise, Sirfetch'd vence o confronto de força bruta e envia Rillaboom voando de volta. No entanto, Rillaboom ainda não se rendeu, e se levanta enquanto se apoia em seu tambor. Com Sirfetch'd momentaneamente imobilizado devido ao uso de Ofensiva Meteórica, Rillaboom tem uma chance grátis de atacar e envia Sirfetch'd voando com Potência Equina antes de seguir com Toque do Tambor. Sirfetch'd desliza em direção a Rillaboom surfando em seu escudo e se esquiva das raízes enquanto se prepara para usar o Cortador de Fúria, abandonando seu escudo quando Rillaboom salta em direção a ele com Acrobático. Agarrando o escudo, Rillaboom interrompe o Cortador de Fúria antes que ele possa fazer contato, jogando o escudo de volta em seu dono e depois jogando Sirfetch'd no chão. Ele luta para se levantar, mas acaba não conseguindo. Em apenas duas rodadas, Leon virou a maré e se tornou aquele com mais Pokémon restantes em seu arsenal disponível.


Leon agradece a Ash por ter lhe dado a chance de mostrar todo o seu potencial; no entanto, ele também se sente triste ao pensar que essa emocionante batalha terminará em breve. Ash declara que a partida ainda não acabou e envia Dracovish, que ainda está com seus espinhos brilhantes. Segue-se um confronto entre Toque do Tambor e Presa de Gelo, e enquanto Dracovish é momentaneamente jogado para trás, ele rapidamente prende as raízes enfiando suas pontas nelas e depois as mordendo. As raízes cobertas de gelo quebram em segundos, para grande frustração de Rillaboom. Dracovish continua seu ataque com Investida do Dragão, carregando o espírito de seu amigo caído Sirfetch'd enquanto Rillaboom enfrenta o ataque de frente com Potência Equina. Os dois movimentos poderosos se chocam quando Rillaboom tenta empurrar para trás, mas sua resistência finalmente se esgota e entra em colapso, nivelando as probabilidades mais uma vez.


Leon responde a este nocaute enviando o Pokémon que iniciou esta batalha, Cinderace, que não perde tempo em desferir um grande golpe com Chute de Pulo Alto, sua habilidade Libero transformando-o em um tipo Lutador no processo. Segue-se uma colisão entre Arma de Água e Bola Incendiária, cancelando ambos os movimentos. Dracovish em seguida tenta pousar um Branquimordida, mas é rebatido e enviado voando de volta por um Cabeça de Ferro. Com Dracovish visivelmente com pouca energia, Ash está determinado a fazer o próximo ataque e ordena um Investida do Dragão. Cinderace carrega o Chute de Pulo Alto, salta sobre o ataque de Dracovish e lança seu ataque de cima, pondo fim ao tempo do Pokémon Fóssil na batalha.


Com Ash tendo apenas um Pokémon, Leon retira Cinderace da batalha para que ele possa terminar a partida com seu ás, Charizard. Quando o último Pokémon de Ash, Pikachu, entra novamente no campo de batalha, Leon leva um momento para revelar a Ash como Charizard foi o primeiro Pokémon que ele pegou e lutou, tornando-os parceiros inseparáveis, ao longo da vida com uma longa história juntos. Ash garante que o mesmo também vale para ele e Pikachu, e é por isso que ele pretende que Pikachu seja o único a derrotar Charizard. Sorrindo para a confiança de Ash, Leon declara que eles sendo parceiros é a razão pela qual ele pretende terminar isso com Charizard, retira seu parceiro e usa o Gigamax.

Inabalável, Ash pede um Choque do Trovão, que Charizard contra-ataca com Desabamento Max. Enquanto Pikachu consegue pular sobre o movimento, a breve tempestade de areia criada pelo Desabamento Max interrompe o Choque do Trovão antes que ele possa disparar. Apesar disso, o salto que Pikachu fez para evitar o ataque o colocou no mesmo nível da cabeça de Charizard, permitindo que ele usasse uma Cauda de Ferro. Charizard Gigamax nem sequer sente o golpe e quando Pikachu pousa de volta no chão, Charizard o cerca em um vórtice de Maxidraco. Embora Pikachu consiga suportar o ataque, Ash não pode deixar de ficar impressionado com o poder do Gigamax. Olhando para sua Pulseira-Z, ele sabe que há apenas uma coisa que ele pode fazer para igualar esse poder e joga seu boné para Pikachu. Com os amigos, familiares e Pokémon de Ash de Alola assistindo tudo pela televisão, Ash executa o Movimento-Z, assinatura dele e de Pikachu, o Choque do Trovão Fulminante. Com o pico de excitação, Leon encontra todo o poder de Ash com o seu e ordena que Charizard use o Queimada G-Max. Os ataques se chocam em uma demonstração de poder que sacode todo o Estádio Wyndon e cria um vórtice gigante de fogo e eletricidade. Leon exclama que ele sempre sonhou em colocar o poder Gigamax contra um Movimento-Z, e Ash também concorda.


Enquanto os dois ataques devastadores continuam sua luta pelo domínio, em Hammerlocke, a Professora Magnólia está observando Eternatus na Usina de Energia sob o Estádio de Hammerlocke, percebendo que as partículas Galar do Pokémon Lendário estão reagindo de uma maneira que ela nunca viu antes. Com um rugido, o Pokémon gigante solta um canhão Dynamax no ar e sai do Estádio. Enquanto a Professora Magnólia teme a possibilidade de outro Dia Mais Sombrio, em Wyndon, o confronto entre os ataques finais de Ash e Leon termina em uma explosão devastadora de energia. No entanto, apesar do estado Gigamax de Charizard terminar após seu terceiro ataque, as nuvens escuras sobre o Estádio de Wyndon não desaparecem como costumam fazer. Na plateia, Sonia teoriza que o confronto entre Gigamax e um Movimento-Z, combinado com o uso anterior de Mega Evolução por Ash, é a razão por trás dessa situação incomum. As coisas só continuam a ficar ainda mais inesperadas e incomuns quando Eternatus aparece de repente sobre o Estádio e solta um rugido alto.

Relatando a situação para sua avó, Sonia informa a Professora Magnólia sobre a alta atividade de partículas de Galar na área, que é provavelmente a razão pela qual Eternatus foi atraído para lá. Com um rugido, o Pokémon Lendário dispara um canhão Dynamax no céu, fazendo com que as nuvens escuras acima do estádio se separem e as partículas de Galar se estabilizem, mostrando que Eternatus veio aqui para proteger Galar. Seguindo mais um rugido, Eternatus voa para longe. Leon agradece a Eternatus por protegê-los e aponta para Ash que o Pokémon Gigante deixou um presente de despedida na forma de Bracelete Dinamax recarregadas. Ele retorna seu Charizard e usa seu Bracelete Dinamax na Poké Bola de Cinderace, realizando seu segundo Gigamax nesta batalha. Ash decide responder na mesma moeda, carregando Pikachu com o poder de seu próprio Bracelete Dinamax e jogando-o no campo de batalha. Ambos os Pokémon lançam seus respectivos Movimentos G-Max, Bola de Chamas G-Max e Trovoada G-Max. Ambos os ataques caem, apesar das tentativas de detê-los, criando um par de explosões gigantes. Quando a fumaça se dissipa, verifica-se que o poder extremo exercido pelos dois Pokémon os fez voltar ao normal prematuramente. Momentos depois, Cinderace cai, terminando o confronto Gigamax na vitória de Pikachu e deixando ambos os treinadores com seu último Pokémon.


Leon novamente envia Charizard, preparando-se para o confronto final entre dois Pokémon parceiros. Leon agradece a Ash por lhe dar uma batalha tão emocionante e resolve continuar fazendo o seu melhor até o fim. Ash também está empolgado, declarando que esta batalha é o resultado de tudo o que ele experimentou desde que conheceu Pikachu, e é por isso que ele pretende vencer. Pikachu começa o confronto com Ataque Rápido, evitando um Poder Ancestral antes de acertar seu ataque, que ele tenta seguir com Cauda de Ferro. Charizard empurra Pikachu para trás com sua própria cauda e, em seguida, usa Golpe de Ar para bombardear Pikachu e o campo de batalha ao seu redor. Surge uma Explosão de Fogo de Charizard, que Pikachu bloqueia com Teia Elétrica, dando-lhe tempo suficiente para sair do raio de explosão. Em seguida vem uma reunião de Explosão de Fogo e Choque do Trovão, que empurra os dois Pokémon de volta. Quando Pikachu usa Cauda de Ferro mais uma vez, Leon deixa Charizard levar o golpe, deixando Pikachu aberto para um Pulso do Dragão de curto alcance que o arremessa de volta, mas Pikachu consegue escapar explodindo-o com um Choque do Trovão.

Ash e Pikachu ainda estão longe de terminar e expressam sua determinação com uma grande demonstração de energia elétrica de Pikachu. Cheios de emoção, Leon e Charizard respondem na mesma moeda com uma demonstração do poder de fogo de Charizard. Enquanto Sonia olha para Leon das arquibancadas e relembra o quanto ele cresceu desde que ela lutou contra ele quando criança, Pikachu ataca Charizard com um Ataque Rápido incrivelmente veloz. Mais uma vez, Charizard usa Poder Ancestral, que Pikachu evita pulando de uma rocha flutuante para outra, até que ele está correndo de cabeça para baixo ao longo do arco que atravessa o estádio.

Charizard persegue Pikachu enquanto usa Golpe de Ar, que Pikachu encontra com uma série de Cauda de Ferro enquanto ele cai de volta. Esquivando-se do último golpe Cauda de Ferro de Pikachu, Charizard lança outra Explosão de Fogo. Ash pede um Choque do Trovão para detê-lo, mas Pikachu não consegue reagir a tempo, permitindo que o devastador movimento de Charizard finalmente faça contato. Quando a fumaça se dissipa, fica claro que Pikachu sofreu grandes danos com o golpe. O estádio inteiro e todos os amigos de Ash assistindo a batalha caem em um silêncio ensurdecedor, só se escuta a respiração pesada de Pikachu lutando para ficar consciente. A visão de Pikachu fica embaçada e ele desmaia.


Pikachu se lembra das palavras de Ash no dia em que se conheceram e como ele o chocou à primeira vista. Ele então acorda em um vazio branco, com Bulbasaur, Squirtle, Charizard, Butterfree e Pidgeot aparecendo ao seu redor. Olhando ao redor, Pikachu vê o resto dos Pokémon Kanto de Ash, bem como seus amigos Pokémon de Johto, Hoenn, Sinnoh, Unova, Kalos, Alola e o time atual, todos torcendo por ele. Finalmente, o próprio Ash também aparece, dizendo a Pikachu como todos os seus companheiros estão ao seu lado. Com o apoio de seus amigos do passado e do presente ao seu lado, Pikachu se levanta e libera uma enorme explosão de eletricidade, que também ocorre no mundo real cortando o céu. Jogando seu chapéu para trás, Ash declara que o próximo ataque será o derradeiro. Leon fica igualmente animado e joga seu próprio chapéu de lado para mostrar que ele está colocando tudo em seu próximo golpe também. Cheios de ânimo, Ash e Leon ordenam que seus respectivos parceiros usem Choque do Trovão e Explosão de Fogo. Os dois Pokémon colidem um com o outro colocando tudo em jogo.


Acordando em um Centro Pokémon, Pikachu vê Ash e começa a relembrar como a batalha terminou. Após o confronto feroz, ambos os Pokémon são empurrados para trás. Charizard solta um rugido espantado e depois cai lentamente. O julgamento oficial é feito: Charizard é incapaz de lutar, o que significa que o vencedor do Torneio dos Mestres e o novo Monarca é Ash. O estádio explode com aplausos com o nascimento de um novo Campeão Mundial e Ash corre para pegar o Pikachu completamente exausto em seus braços para um abraço comemorativo.


De volta ao presente, Ash parabeniza Pikachu por vencer a batalha enquanto seu parceiro pula alegremente em seus braços mais uma vez. Leon entra na sala e agradece a Ash pela batalha divertida antes de dizer a ele como essa partida realmente o lembrou de sua primeira batalha contra Sonia, que lhe ensinou a emoção de lutar e até a frustração de perder. Ele declara que a partir de agora, ele é apenas mais um desafiante, e tanto ele quanto Ash prometem lutar novamente algum dia. Eles são então acompanhados por Dawn e Chloe, que os convidam para o campo para a cerimônia de premiação.

Com o mundo todo assistindo, Leon presenteia Ash com um troféu de ouro, tão pesado que ele precisa do apoio de sua equipe para levantá-lo. No Laboratório do Professor Carvalho, todos os Pokémon de Ash soltam fogos de artifício enquanto comemoram alegremente a vitória de seu Treinador. Em seu camarote, Cynthia e Diantha estão tão animadas com a batalha que acabaram de testemunhar que decidem também ter uma imediatamente. Nas arquibancadas, a Equipe Rocket está tão feliz com a vitória de Ash que esquece completamente seu plano de roubar seu Pokémon. O estádio inteiro torce por Ash enquanto ele levanta o troféu e a última temporada do Campeonato de Coroação Mundial chega ao fim.

Prof. BrUNO

Professor de Química do Ensino Fundamental e Médio, Bacharel em Química Ambiental e Mestre em Química pela Unesp. Torcedor do Ash, treinador Pokémon, colecionador de cartas e histórias do anime. Entre uma aula e outra de química, gosta de usar Pokémon em algumas explicações. Encontrou na PBN uma forma de aprender e compartilhar mais sobre a franquia que é fã desde pequeno.

1 Comentários

Sinta-se à vontade para comentar!

  1. Foi a melhor e maior batalha do anime e ainda assim desapontante.
    Rivalidade de Ash e Leon muito mal desenvolvida e Ash se tornando o melhor de todos com pokémons recém-capturados foi o cúmulo. Esses pokemons sequer apareciam em uma frequência justa ao longo da temporada porque perdiam tempo demais focando no Go fazendo coisas aleatórias inúteis.
    A batalha só foi entregar algo realmente especial nos últimos 10 minutos.

    ResponderExcluir
Postagem Anterior Próxima Postagem

نموذج الاتصال