Linhas do Tempo e o Multiverso Pokémon nos Jogos - Pokémon Blast News

Novidades

Ad superior

29/07/2021

Linhas do Tempo e o Multiverso Pokémon nos Jogos

Pokémon World

Desde o lançamento de Pokémon Gold e Silver, um tópico bastante discutido na comunidade Pokémon é a linha do tempo e ordem dos eventos e acontecimentos cronologicamente dentro dos games. Com o passar dos anos e mais jogos sendo lançados, cada vez mais a ordem dos acontecimentos passou a ser debatida e, apesar de não haver uma resposta definitiva, de acordo com informações contidas nos próprios jogos e divulgadas por membros da equipe de criação dos jogos, podemos traçar linhas de eventos.

Fato é que, mesmo com todas essas informações, é complicado traçar uma linha do tempo que se possa afirmar com 100% de certeza que é a correta, uma vez que a mitologia de Pokémon está sempre evoluindo e adicionando novas informações que podem ou não ser consistentes com informações previamente conhecidas. Portanto, nas próximas linhas falaremos sobre as várias abordagens, explicando cada uma delas.
 

Teorias

Existem duas teorias principais sobre a cronologia do Mundo Pokémon e do universo da franquia em si: tudo se passa em uma única linha do tempo em que os remakes e terceiras versões adicionam novas informações aos jogos base; ou que existem duas linhas do tempo e a franquia Pokémon existe em um multiverso, com a história de alguns jogos existindo em apenas uma ramificação e a de outros existindo em ambas, considerando os eventos de todos os jogos principais.

Ao longo dos jogos, é possível recolher informações que posicionam eventos em lugares específicos da linha do tempo, porém alguns deles podem se contradizer, dando credibilidade à teoria de que há um multiverso em Pokémon. Para compreender melhor esses eventos, precisamos primeiro entender qual a ordem dos acontecimentos dentro dos jogos.

O Tweet de “Confirmação”

Tuíte Toshinobu Matsumiya

Em 07 de maio de 2014, dia do anúncio oficial de Pokémon Omega Ruby e Alpha Sapphire, Toshinobu Matsumiya, roteirista de cenário que trabalhou em todos os jogos principais e alguns spin-offs da franquia, postou em sua conta pessoal do Twitter o que seria a linha do tempo definitiva dos jogos da franquia principal de Pokémon, sendo ela:

R/G = R/S -> G/S = D/P/Pt -> B/W -> B2/W2 = X/Y

Ou seja, eventos de Pokémon Red e Green e Pokémon Ruby e Sapphire acontecendo ao mesmo tempo, seguidos por Pokémon Gold e Silver em paralelo a Pokémon Diamond, Pearl e Platinum; Pokémon Black e White se passariam logo após esses, e finalmente Pokémon Black 2 e White 2 acompanhados de Pokémon X e Y dois anos depois os anteriores. À época, as 7ª e 8ª Gerações ainda não haviam sido anunciadas, não existindo então uma confirmação de onde se encaixariam na cronologia, segundo os desenvolvedores.

Um fato curioso a se considerar é que as terceiras versões Pokémon Yellow e Pokémon Crystal, e os remakes Pokémon Fire Red, Leaf Green, Heart Gold, Soul Silver e os recém anunciados Pokémon Omega Ruby e Alpha Sapphire não constam nessa cronologia - diferentemente de Platinum e Black 2/White 2, que se fazem presentes.

É fácil explicar a presença de Pokémon Black 2 e White 2, uma vez que os próprios jogos deixam claro que seus eventos são uma continuação direta dos eventos de Pokémon Black e White, passando-se oficialmente dois anos depois de seus predecessores. Já Pokémon Platinum segue, em linhas gerais, os mesmos eventos de Pokémon Diamond e Pearl, com pequenas diferenças entre eles, com a mais significativa sendo a adição do Distortion World.

Talvez os três jogos da 4ª Geração serem considerados dentro da cronologia possa ser explicado por conta do início de Pokémon Diamond e Pearl, em que Lucas/Dawn está assistindo à TV Jubilife noticiando que um Gyarados Vermelho foi avistado no Lake Verity, demonstrando que os eventos da geração ocorrem em paralelo aos da 2ª geração e, por acrescentar uma peça importante para a mitologia do universo (Distortion World), Platinum também é considerado como canônico.

Após esse tuíte, que foi deletado pouco depois de viralizar, nenhuma nova confirmação foi feita pelos desenvolvedores, e a própria exclusão do post levanta questões sobre essa realmente ser a verdadeira cronologia, deixando toda essa questão ainda em aberto. Contudo, mesmo que o tuíte tenha sido deletado, alguns eventos que acontecem ou são explicados através de diálogos e textos nos próprios jogos parecem estar de acordo com essa ideia. Esses eventos gerais com certeza aconteceram segundo a lore dos jogos.
 

O Passado Canônico

Creation Trio

No início, havia apenas o caos, e desse caos nasceu um ovo. Ao chocar, o ovo deu vida ao deus Arceus, que com seus mil braços e pernas deu origem a Dialga, Palkia e Giratina, fornecendo a eles o poder de controlar o tempo, espaço e antimatéria, respectivamente.

Por sua natureza destrutiva, Giratina foi banido da criação por Arceus, passando a habitar o Distortion World, enquanto Dialga e Palkia, juntos, davam origem ao universo e ao Mundo Pokémon.

Arceus cria Uxie, Mesprit e Azelf para que eles dessem conhecimento, emoções e força de vontade a todos os seres que viveriam naquele mundo. Os três se estabeleceram no fundo de cavernas em cada um dos lagos de Sinnoh, tornando-se os guardiões dos lagos, enquanto Dialga e Palkia se isolavam em suas próprias dimensões após o fim de seu trabalho, podendo serem convocados através do Spear Pillar no que viria a ser o topo do Mt. Coronet.

Groudon e Kyogre

Da grande pressão existente nas profundezas do oceano, Kyogre foi formado; do magma endurecido no centro da terra, Groudon nasce; pelos minerais contidos na camada de ozônio, Rayquaza é criado. Com Kyogre e Groudon expandindo cada vez mais seus territórios, eles eventualmente se encontraram e iniciaram um embate, sendo necessário que Rayquaza descesse para separá-los e selá-los.

Regigigas, com toda a sua força, separa a terra em vários continentes, separando-os pelo oceano e dando origem às regiões existentes. Nessa época, Mew existia em abundância, sendo a principal espécie “comum” existente no planeta. Regigigas então cria Regirock, Regice e Registeel da argila, gelo e magma, respectivamente.

Pelo movimento dos continentes criado por Regigigas, diversas montanhas se formaram, como o Mt. Coronet e a Stark Mountain, essa sendo responsável pela criação de Heatran através da lava ali ativada.

Tempos depois, a população de Mew começou a diminuir, provavelmente adaptando-se aos diferentes habitats que foram criados com a separação da terra, dando origem a outras espécies: os Pokémon pré-históricos. Foi nessa época que os primeiros humanos começaram a surgir. Eventualmente, a maioria dessas espécies foi extinta, sobrando apenas seus fósseis. Mas antes disso, algumas delas deram origem a outras espécies, proliferando o Mundo Pokémon.

Cerca de 20 mil anos no passado, um grande meteoro contendo Eternatus caiu na região de Galar, possivelmente sendo esse o motivo da Era do Gelo, alterando drasticamente a vida no planeta. E cerca de 10 mil anos depois, com o fim da Era do Gelo e o surgimento da Era do Aço, Regigigas, até então cultuado pelos humanos, foi selado no Snowpoint Temple, e seus três Regis foram também selados em partes diferentes de Hoenn.

Ultimate Weapon

3 mil anos houve uma grande guerra na região de Kalos, em que a Ultimate Weapon foi criada e AZ tornou-se imortal. Já em Galar, Zacian e Zamazenta impediam o Darkest Day.

Mil anos depois, a região de Hoenn é atingida por uma chuva de meteoros, dando origem a Meteor Falls e as pessoas que lá vivem, o povo Draconid. Esses eventos despertaram Groudon e Kyogre, que novamente lutaram e mais uma vez foram apaziguados por Rayquaza, convocado pelo povo Draconid no então criado Sky Pillar, tornando-se um local de adoração ao Pokémon.

Linguagem Escrita - Unown

Cerca de 500 anos depois, as primeiras formas de escrita foram desenvolvidas pela humanidade, ao passo que os Unown eram descobertos, influenciando ou sendo influenciados por essa forma de escrita.

Mais 500 anos se passaram e novamente Groudon e Kyogre despertaram. Mais uma vez, o povo Draconid convocou Rayquaza, que os selou novamente em seu sono, com uma profecia guardada pelo povo Draconid de que em mil anos os dois gigantes acordariam mais uma vez.

Dentro desses últimos 1000 anos, a população humana no Mundo Pokémon já era grande - bem como a maioria das espécies Pokémon conhecidas -, e muitas construções humanas foram criadas e as regiões começaram a se estabelecer mais ou menos da forma como são conhecidas atualmente.

Há 500 anos, Spiritomb é selado na Hallowed Tower em Sinnoh e em Alola os quatro guardiões lutam contra Solgaleo e Lunala. Magearna é criada por um cientista, e presenteado à filha do rei de Kalos.

Burned Tower

150 anos, a Brass Tower em Johto é consumida pelo fogo, tornando-se então a Burned Tower, e três Pokémon morrem no acidente. Ho-Oh os revive, tornando-os Raikou, Entei e Suicune; e Lugia se isola nas Whirl Islands, não antes de criar as aves lendárias Articuno, Zapdos e Moltres. Nesse ano, as primeiras Ligas Pokémon começam a ser disputadas.
 

Contradições e a Teoria das Realidades Paralelas

Os eventos descritos anteriormente são eventos documentados ou crença dos personagens dos jogos, tornando-o imutáveis até que se prove o contrário. No entanto, como dito anteriormente, existe uma teoria cada vez mais popular entre os fãs da franquia de que os jogos se passam em duas linhas do tempo alternativas, como se fossem realidades paralelas dentro de um multiverso.

Essa teoria ganhou muita força entre a 6ª e 7ª Gerações com o surgimento das Mega Evoluções e das Ultra Beasts, mas existe desde a 3ª Geração, uma vez que os eventos de Ruby e Sapphire se contradizem entre si.

Em Pokémon Red, Green e Blue, o jogo progredia com a mesma história, independentemente da versão jogada, e Pokémon Yellow, apesar de algumas diferenças, também contava com a mesma história. O mesmo ocorreu com Pokémon Gold, Silver e Crystal. Porém, quando chegamos na 3ª Geração e duas equipes vilãs inimigas entre si, a narrativa muda de acordo com o jogo.

Enquanto em Pokémon Ruby a Equipe Magma desperta a fúria de Groudon, causando uma seca terrível, em Pokémon Sapphire a Equipe Aqua desperta a fúria de Kyogre, que traz um dilúvio através de uma incessante tempestade. Além disso, dependendo do jogo você tem chance de encontrar Latios ou Latias.

Apesar disso, Pokémon Emerald trouxe uma narrativa em que ambas as equipes atuam despertando a fúria de ambos os lendários, e é preciso invocar Rayquaza para acalmar a situação, sendo essa uma terceira ramificação. Após isso, na 4ª Geração, o mesmo ocorreu, em que a terceira versão acrescenta um novo elemento (Giratina) à mitologia já existente. Na 5ª Geração, temos White Forest e Black City, dois locais que ocupam o mesmo espaço geográfico, mas que são completamente diferentes dependendo da versão do jogo.

Voltando à 6ª Geração, aqui é onde as Mega Evoluções foram introduzidas, sendo elas um grande poder que é capaz de alterar a forma de um Pokémon, deixando-o mais forte caso o seu treinador tenha um forte vínculo com o Pokémon e tenha uma Mega Stone correspondente ao Pokémon. Porém, essas Mega Evoluções afetam Pokémon como os iniciais de Kanto, que são presentes dados pelo professor Sycamore e não podem ser encontrados pela natureza em Kalos. Com o lançamento de Pokémon Omega Ruby e Alpha Sapphire, mais Mega Evoluções apareceram, agora na região de Hoenn, que durante a 3ª Geração não mencionava esse conceito de forma alguma.

Não parando por aí, na 8ª Geração temos a introdução de Pokémon Let’s Go, Eevee! e Pokémon Let’s Go, Pikachu!, que se passam na região de Kanto, praticamente recontando a história de Pokémon Red, Green, Blue, Yellow, Fire Red e Leaf Green, mas com um grande porém: os personagens Red, Blue e até mesmo Green estão presentes e são treinadores experientes, além de serem jogos em que as Mega Evoluções também existem.

Ultra Wormhole

Então voltamos à 7ª Geração, que introduz, em Pokémon Sun e Moon, o conceito de Ultra Wormholes, buracos na dimensão que tornam possível a viagem para o Ultra Espaço. É através deles que as Ultra Beasts, Pokémon que habitam essa outra dimensão, têm acesso ao Mundo Pokémon e como os seres de nossa dimensão têm acesso ao Ultra Espaço.

Não bastando isso, em Pokémon Ultra Sun e Ultra Moon, após Selene/Elio se tornar a/o campeã/o, a Aether Foundation é atacada pela Equipe Rainbow Rocket, composta pelos líderes das equipes vilãs dos jogos anteriores vindos todos de realidades alternativas em que eles conseguiram concluir seus planos malignos.

Considerando tudo isso, é canônico que dentro do universo da franquia existem sim realidades paralelas - e se elas existem dentro da própria história que os jogos contam, não seria estranho pensar que talvez nem todos os jogos se passam no mesmo universo, mas que talvez versões diferentes dos mesmos jogos se passam em universos diferentes dentro de uma única cronologia.

Mas antes de nos aprofundarmos nas possíveis realidades, vamos seguir com a cronologia da forma que foi confirmada por Toshinobu Matsumiya.

Acontecimentos dos Jogos Principais

Red/Green & Ruby/Sapphire

De acordo com todas as informações consideradas como verdade dentro dos jogos, os eventos de Pokémon Red, Green, Blue, Ruby e Sapphire ocorrem ao mesmo tempo, com Red desmascarando Giovanni como líder da Equipe Rocket e Brandon/May frustrando os planos da Equipe Aqua/Magma depois que eles despertam Kyogre/Groudon.

Gold/Silver & Diamond/Pearl

Três anos depois, temos os eventos de Pokémon Gold, Silver, Diamond e Pearl, com Ethan derrotando a nova Equipe Rocket, partindo para Kanto e finalmente enfrentando Red, que há três anos se isolou no Mt. Silver, enquanto Lucas/Dawn impedem Cyrus e a Equipe Galactic de destruírem o universo utilizando o poder de Dialga/Palkia.

Black/White

Mais três anos se passam e os eventos de Pokémon Black e White acontecem, com Hilbert/Hilda enfrentando N e Ghetsis após N despertar Reshiram/Zekrom.

Black2/White2 & X/Y

Dois anos depois, em Pokémon Black 2 e White 2, Unova sofreu grandes mudanças. Nate/Rosa, junto de seu amigo Hugh, tentam impedir a nova Equipe Plasma comandada por Ghetsis e Zinzolin, sendo auxiliados por N, que desde sua derrota para Hilbert/Hilda, mudou sua maneira de pensar e se voltou contra Ghetsis. Em paralelo, os eventos de Pokémon X e Y acontecem, com Serena/Calem libertando Xerneas/Yveltal do controle de Lysandre, que mesmo assim ativa a Ultimate Weapon, apenas para que o tiro saísse pela culatra.

Sun/Moon

Mais dois anos se passam e, em Pokémon Sun e Moon, Elio/Selene, com a ajuda de Lillie e Nebby, enfrentam a mãe da garota, Lusamine, que abre Ultra Wormholes por Alola e vai para o Ultra Space. Depois de trazê-la de volta para Alola e impedir os planos da mulher, Elio/Selene passa a ajudar a polícia internacional a caçar as Ultra Beasts que foram liberadas por Alola.

Sword/Shield

Já em Galar, durante os eventos de Pokémon Sword e Shield, Victor/Gloria e Hop invocam Zacian e Zamazenta para lutar contra Eternatus invocado por Rose, impedindo o Darkest Day de acontecer. Os eventos de Sword e Shield não possuem ligações tão diretas com os demais jogos, sendo difícil definir quando eles acontecem.

Como já foi dito, muitos eventos se contradizem dependendo da versão dos jogos e até mesmo entre gerações. Por exemplo, os eventos de Pokémon Ruby e Sapphire influenciam na região de Kanto de Pokémon Gold e Silver. O vulcão de Cinnabar entrou em erupção graças ao grande movimento do magma causado por Groudon, porém a Viridian Forest foi alagada graças à grande torrente causada por Kyogre.

Dessa forma, se nós considerarmos os eventos das terceiras versões e até mesmo os remakes, resolveríamos esse problema... Até a chegada de Pokémon Omega Ruby e Alpha Sapphire.

Linhas do Tempo Distintas

Se considerarmos que os eventos que realmente contam para a cronologia são os das terceiras versões e remakes, podemos dizer então que o Red de Pokémon Yellow, após desmascarar Giovanni, partiu para as Sevii Islands, assim como o de Pokémon Fire Red e Leaf Green, desmantelando completamente a Equipe Rocket. Assim, em Pokémon Heart Gold e Soul Silver fica explicado como os Executivos decidiram reerguer a Equipe Rocket do zero, e o desaparecimento de Giovanni se dando por sua viagem para o passado.

Com Pokémon Emerald, ambos Groudon e Kyogre despertaram e foram acalmados por Rayquaza, tornando a narrativa das duas equipes vilãs paralelas em uma única narrativa. O mesmo acontece em Sinnoh, com os eventos de Pokémon Platinum sendo considerados os “reais” nessa cronologia.

Mas e as primeiras versões? Bem, elas podem simplesmente acontecer dentro de suas próprias versões da realidade. Se estamos pensando em um multiverso, todos os elementos que “não se encaixam” podem existir como realidades paralelas sem problemas.

Só quando chegamos na 6ª Geração, com Pokémon X, Y, Omega Ruby e Alpha Sapphire, que as coisas se complicam um pouco. Pokémon X e Y não possuem uma terceira versão, são apenas os dois e pronto. A mitologia criada ao redor das Mega Evoluções é expandida nos remakes OR/AS, que também são diferentes de Pokémon Emerald. Então, como explicá-los?

Primal Groudon & Primal Kyogre

Primeiramente, vamos lembrar que em Pokémon Omega Ruby e Alpha Sapphire somos apresentados ao conceito das Primal Forms de Groudon e Kyogre. As formas que seriam as verdadeiras, de quando os dois se enfrentaram no passado. Rayquaza também ganha uma Mega Evolução, algo que não ocorreu em Pokémon Emerald. Mas talvez a explicação esteja no Episódio Delta e na 7ª Geração.

Durante o Episódio Delta de OR/AS, um grande meteoro está vindo em direção a Hoenn e seu impacto pode ser catastrófico. Com a ajuda de Brandon/May, Mega Rayquaza viaja até o espaço e destrói o grande meteoro, revelando que dentro dele havia o Pokémon alienígena Deoxys. Já em Pokémon Emerald e Pokémon Fire Red e Leaf Green, este Pokémon se encontra na Birth Island. Em várias localidades de outras regiões, meteoritos que alteram a forma do Pokémon podem ser encontrados.

A teoria que explica a existência de Mega Evoluções em alguns jogos e em outros não é que em todos os jogos, exceto Pokémon X, Y, OR/AS e Let’s Go, Eevee! e Pikachu!, o meteoro do Episódio Delta colidiu com o meteoro que deveria ter caído em Kalos três mil anos antes. Seus fragmentos foram espalhados pelas várias regiões, e o selo que guardava Deoxys caiu na Birth Island, ficando desacordado até que Brandon/May ou Red/Green o encontrasse. Dessa forma, as Mega Stones não teriam existido e os eventos progrediram conforme os jogos que conhecemos, sendo essa uma linha do tempo. Na outra linha, o meteoro que caiu em Kalos deu origem às Mega Stones e alterou as propriedades do Blue e Red Orbs, fazendo com que Groudon e Kyogre revertessem à sua Primal Form quando fossem acordados.
 

Onde Pokémon Let’s Go se Encaixa

Percebam que mesmo explicando as duas diferentes linhas do tempo, os jogos Pokémon Let’s Go Pikachu e Eevee não foram considerados, já que os eventos de Let’s Go contradizem ambas as linhas do tempo. Isso porque se os eventos de Pokémon Ruby, Sapphire e Emerald ou Omega Ruby e Alpha Saphhire ressoam em Pokémon Gold, Silver, Crystal e HeartGold e SoulSilver, então os eventos de Red, Green, Blue, Yellow e FireRed LeafGreen também precisam acontecer exatamente iguais. E em Let’s Go, Red não enfrenta a Equipe Rocket - quem faz isso é Chase/Elaine.

Pokémon Let’s Go Pikachu e Eevee se passariam em uma terceira linha do tempo, em que Red, Blue e Green são um pouco mais velhos e já concluíram suas jornadas antes da Equipe Rocket começar a agir. Essa teoria se baseia no fato de Chase/Elaine ser a pessoa que desmascara Giovanni e de Blue comentando que ele e seus amigos foram os principais responsáveis pela existência do Pokédex, pois eles catalogaram as espécies à mão, permitindo que o Professor Oak criasse a enciclopédia eletrônica.

Nessa realidade, por haver Mega Evoluções, os eventos de Kalos provavelmente seguiram da mesma forma, mas os de Pokémon Omega Ruby e Alpha Sapphire talvez ainda não tenham acontecido, já que a Viridian Forest e a Cinnabar Island permanecem como eram vistas nas 1ª e 3ª Gerações.
 

Conclusão

A linha do tempo é apenas um dos muitos mistérios que a franquia Pokémon traz e que talvez nunca apresente uma resposta 100% completa. Ainda assim, é um assunto muito interessante e constantemente debatido pelos fãs da franquia, com várias informações a serem caçadas através de todos os jogos, como um grande quebra-cabeças.

O exercício de imaginar como os eventos podem ter se desenrolado ao longo de toda a história conhecida (e ainda a se conhecer) do Mundo Pokémon é um assunto que pode se estender por horas a fio. Cada detalhe, cada diálogo, cada texto nos livros que os personagens leem serve para algum propósito para nós construirmos a linha do tempo definitiva - pelo menos para nós.

Até que haja uma resposta oficial por parte da The Pokémon Company - algo que provavelmente nunca acontecerá - todos somos livres para acreditarmos na teoria que mais nos agrada, e debater com quem tem uma teoria diferente pode ser uma das atividades mais divertidas para ocupar seu tempo, pois, acreditem, ocupa bastante tempo.

E então, qual é a sua teoria favorita?

Post Top Ad