Entre a espada e o escudo: Último Direct mostra o melhor e o pior de Galar - Pokémon Blast News

Novidades

/

Ad superior

05/06/2019

Entre a espada e o escudo: Último Direct mostra o melhor e o pior de Galar


Finalmente rolou a apresentação que os treinadores Pokémon por todo o mundo tanto esperavam. O último direct veio repleto de novidades dos games Sword & Shield e você pode conferi-las aqui. Para marcar a minha estreia como redator no Pokémon Blast News, vou trazer neste texto as minhas impressões do que foi apresentado.

Primeiramente, o jogo está lindo demais. Galar tem tudo pra ser a região mais bela do mundo Pokémon desde Kalos. Também foi notável a presença de mais NPCs e seus Pokémon pelo cenário, o que acrescenta muito mais vivacidade à ambientação do jogo. Os personagens secundários, como a nova professora e o campeão, também estão muito carismáticos.

De cara no Direct nós aprendemos que batalhas Pokémon são muito populares em Galar, com embates em ginásios que reúnem centenas de espectadores e são transmitidos pela televisão. Isso é uma mudança muito interessante em relação aos clássicos puzzles, além de aproximar bastante da ideia de batalhas oficiais de ginásio como vemos no anime.
Quanto ao design dos novos Pokémon, todos estão muito agradáveis. Há algo neles que te faz bater o olho e já identificar “Isso é um Pokémon!”, estão bem fiéis ao espírito da franquia. Meus favoritos foram Dreadnaw e Corviknight, este último será responsável pelo serviço de táxi aéreo, cuja função é similar ao movimento Fly, o que confirma que os HMs morreram de vez.

Já os lendários Zacian e Zamazenta deixaram a desejar, mas vejo muitos jogadores na internet que gostaram deles, então é a velha questão de preferência pessoal mesmo. O conceito de espada e escudo é interessante e estou curioso para saber quem é o misterioso atacante dos céus que podemos observar no trailer.

A novidade mais empolgante com certeza é a Wild Area. Neste local especial nós vamos ter pela primeira vez um gostinho de como seria um jogo Pokémon em mundo aberto. Com controle total sobre a câmera o jogador poderá explorar cada canto nos mais variados climas e terrenos em busca de Pokémon que aparecem pelo mapa.
Essa, inclusive, foi uma mudança que me animou bastante. Como treinador veterano eu já estava cansado de embates aleatórios, fico muito feliz de ver que trouxeram a mecânica de encontros presente nos games Let’s Go.

Mas como nada é perfeito, chegamos na nova mecânica de batalha. Para substituir as saudosas Mega Evoluções e os “já vão tarde” Z-Moves, entra em cena o Dynamax. Basicamente, a cada batalha será possível deixar um Pokémon gigante durante três turnos, aumentando significamente o seu poder.

É uma mecânica desnecessária, uma Mega Evolução preguiçosa. Passa a impressão de que pensaram “Vamos só deixar o bicho gigante e mudar os stats”. Além disso, competitivamente falando, ela tem tudo para ser mais desequilibrada ainda do que os Z-moves. Saudades das Mega Evoluções, Flygon ainda espera a dele.
Entretanto, se por um lado o Dynamax é ruim competitivamente, ele é interessantíssimo dentro do gameplay em si. As batalhas de ginásio tem tudo para ficar visualmente mais emocionantes com esse recurso e além disso é graças a essa mecânica que teremos um novo tipo de interação multiplayer, as Max Raids.

Elas parecem se inspirar totalmente em Pokémon GO, com até 4 treinadores enfrentando um monstrinho gigante na esperança de capturá-lo com uma brilhante e exagerada Premier Ball, provavelmente outra referência ao jogo mobile.

Botando na balança, os novos games Sword & Shield parecem ser um primor para qualquer fã da franquia e realizam alguns dos nossos sonhos mais antigos, como explorar uma vasta área aberta. Porém, para os mais competitivos, as Dynamax podem vir a se tornar um sério problema, mas só o tempo dirá a partir do lançamento em 15 de novembro.
E você leitor? O que achou das novidades desse Pokémon Direct?
Participe nos comentários!


Raphael Barbosa é fã da franquia desde 1998, mas começou sua jornada somente em 2004 na região de Hoenn. Seu monstrinho favorito é Blaziken, seu primeiro parceiro Pokémon. Seu maior sonho de treinador é um aplicativo no estilo pet virtual para poder interagir com seus monstrinhos de forma semelhante a um tamagotchi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após a aprovação.
Comentários pejorativos e desviados do assunto abordado no post serão automaticamente excluídos.

A PBN agradece a sua participação!

Post Top Ad