Contra-atacando em TCG: Yveltal EX


Saudações mestres e mestras. Há um bom tempo que não apareço por essas bandas, mas espero que o tempo me renda uma frequência maior de postagens por aqui. Caso você não me conheça, eu me chamo Xoxim e para acelerar a apresentação e não enrolar com papo furado, pode me chamar assim. 

Hoje estou aqui para uma espécie de preparativo para os futuros torneios que virão em breve (o Regional de Fortaleza se aproxima e o Latino Americano já foi confirmado para Abril). Vamos focar no Meta-game e principalmente nos Counters do meta, estudando os melhores combatentes frente as cartas que reinam como as “mais poderosas” atualmente. 

É claro que não poderíamos deixar de iniciar, logo de cara, com o famigerado Yveltal-EX, docemente apelidado de Rei do Europeu. Caso você esteja um pouco desatualizado, fique sabendo que 5 dos 8 decks do TOP 8 do Internacional Europeu eram baseados em Yveltal EX com Garbodor (4 deles estavam no TOP 4). 

Mas por que o Yveltal EX é uma carta boa? O que a faz de diferente das demais? Vamos analisa-lo rapidamente. 

Possui 170 PS/HP. Aceitável para um EX, nem tão baixo quanto Alakazam, Shaymin e Manaphy, mas também não chega nos 180 (o que faria diferença numa mirror match) ou mesmo nos 190 como Zygarde. E já que os GX não foram lançados ainda, vamos esquecer deles por um momento, ok?

Ataque 1: Evil Ball. Permite causar 20 mais 20 de dano multiplicado pela quantidade de energias tanto no Yveltal EX quanto no Pokémon ativo do oponente. Isso é um dos principais ataques em virtude de seu dano variável, permitindo que você calcule e aplique apenas o dano necessário para o Nocaute. 

Ataque 2: Y Cyclone. Além do primeiro ataque muito eficiente, o Yveltal EX possui uma possibilidade de reaproveitamento de energia em caso de um nocaute futuro calculado além de aplicar 90 de dano (bem razoável dado o seu efeito seguinte) com o custo de uma Dark Energy e uma DCE (incolor dupla). 


Fraqueza a elétrico. Essa em específico é a razão principal de um contra-ataque eletrizante (Rá!).

Resistência a lutador. Nada de mais. É raro que algum jogador utilize Pokémon lutadores em grandes torneios. Zygarde EX e Garchomp mesmo sendo boas cartas acabam pecando por sua baixa velocidade (mesmo com Carbink Break).



Analisando a carta é compreensível o motivo de sua popularidade no Meta. Além disso, Yveltal EX funciona muito bem com cartas que banem habilidade ou o efeito de itens como é o caso do Yveltalzinho da coleção BREAKthrough que permite a perda de um turno de decks que usem Megaevoluções e também Garbodor que basicamente anula decks como Yanmega (raros), Greninjas Break e até Volcanion’s EX (muito usados).

Entretanto, mesmo as melhores cartas possuem seus pontos fracos. O principal e mais destruidor para os Yveltal’s de quaisquer tipo é a:

Zebstrika

A habilidade da Zebstrika é basicamente inútil ou raramente usada. Essa zebrinha nasceu mesmo é para nocautear Yveltal’s com o seu ataque Crashing Bolt que, além dos 50 de dano base, ainda adiciona mais 60 de dano para Pokémon que possuem resistência a Lutadores. A questão é que a maioria desses Pokémon (exceção à Pokémon Fantasmas e alguns específicos como Articuno e Moltres) possuem ao mesmo tempo fraqueza contra Elétricos. E que era um dano de 110 vira 220 volts (coincidência? Talvez não).

Tudo isso quer dizer que com apenas um Estágio 1 e uma DCE você consegue nocautear não apenas um Yveltal EX, mas também um Yveltal EX com Cinto de Luta Furiosa equipado nele (totalizando HP de 210).



Raichu (Generations / XY)



Semelhante ao Zebstrika com o custo de uma DCE, Raichu bate pela quantidade de Pokémon no banco. Como, geralmente, esse é o atacante principal do deck, o banco conta com todos os 5 espaços ocupados (quando não se usa a opção do Sky Field), gerando um ataque de 100, e dobrando para 200 com a fraqueza do Yveltal. No geral, para esses decks, o Golbat (Generations e Phantom Force) dão um jeito nos Yveltal’s EX com Cinto de Luta Furiosa quando o Garbodor não está em campo.





Jolteon EX

Não apenas pela fraqueza, a evolução elétrica do Eevee ainda se sobressai por conta de seu segundo ataque que impede danos causados por Pokémon Básicos do oponente, o que configura todos os atacantes da maioria dos decks de Yveltal EX. 

O efeito é muito útil por conta do Jolteon não conseguir nocautear a forma EX do Yveltal com apenas um golpe (140 de dano puro e 160 com Cinto de Luta Furiosa). Um Esquema de Giovani poderia resolver em 1 Hit/KO. Mas é raro ver essa carta nas principais deck lists atualmente. Claro que um Pokémon Ranger resolveria todos os problemas. Apesar disso, a maioria das listas de Yveltal não contam com essa carta, o que pode ser um problema.



Yveltal EX e Yveltalzinho (baby)

Pode parecer estranho, mas o um dos principais matadores de Yveltal’s por aí são outros Yveltal’s. É necessário estar atento para a quantidade de energias ligadas tanto no do oponente quanto no seu próprio Yveltal. 1Hit/KO geralmente é a diferença básica que garante o vencedor e o derrotado da partida. 

Volcanion EX e Greninja Break


















Como Volcanion Ex possuí um PS/HP de 180 ele se torna um adversário difícil para Yveltal, ainda mais por conta de sua habilidade e de seu ataque custar apenas 3 energias para 130. Basicamente usando a Habilidade duas vezes é possível nocautear Yveltal EX com apenas 1Hit/KO, ou 3 vezes a habilidade quando Yveltal estiver ligado com Cinto de Luta Furiosa. 

O caso semelhante é enfrentar um Greninja Break que além de sua habilidade, ainda retorna a energia ligada para mão causando 20 de dano adicional. Isso dificulta que o Yveltal EX possa contra-atacar nesse caso, principalmente por necessitar de 9 energias ou 8 energias acumuladas + o cinto de luta furiosa para 1Hit/KO. O custo grátis de Recuo ainda permite ficar alterando o Greninja Break ou mesmo utilizar de cartas como Max Potion. E lembre-se que derrotar um Greninja rende apenas uma carta Prêmio.

Claro que passar por cima disso para o deck de Yveltal é relativamente fácil, já que a maioria das principais listas contam com pelo menos dois Garbodor’s, impedindo o uso da habilidade do Volcanion e do Greninja Break, e portanto, forçando sempre 2Hits/KO ou mais para se nocautear um Yveltal EX. Há também o uso do estádio Parallel City, que diminui o dano de Pokémon Fogo, Água e Grama em 20.


Por fim, é sempre bom ficar atento a cartas como Lysandre e afins, já que o Deck Yveltal, pode se dar ao luxo de usar Apoiadores e causar um dano elevado com uma preparação relativamente fácil e rápida. Sem que a mão do oponente esteja “zikada” posso garantir que toda a partida contra o Deck de Yveltal será difícil. Falo por experiência própria. 

Então é isso, mestres e mestras. Ficamos por aqui. Espero que sua jogatina seja muito mais divertida.

Não se esqueça de me acompanhar das redes sociais, assim como as redes da Pokémon Blast News. 

Um abraço fraternal e até mais!



Um comentário:

  1. Pior do que Yveltal EX só Mega Mewtwo Y EX.

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após a aprovação.
Comentários pejorativos e desviados do assunto abordado no post serão automaticamente excluídos.

A PBN agradece a sua participação!