Pokémon, O Filme: Segredos da Selva - Pokémon Blast News

Novidades

Ad superior

15/11/2021

Pokémon, O Filme: Segredos da Selva

Pokémon, O Filme: Segredos da Selva

  • Nome Japonês: Pocket Monsters the Movie: Koko
  • Nome Americano: Pokémon The Movie: Secrets of The Jungle
  • Nome Brasileiro: Pokémon, O Filme: Segredos da Selva
  • Data de lançamento:
    • Japão: 25 de dezembro de 2020
    • Estados Unidos: 08 de outubro de 2021
    • Brasil: 08 de outubro de 2021

História

Nas profundezas da Floresta de Okoya, uma tribo de Zarude vive na Árvore do Coração e nas fontes de cura que a cercam. Os Zarude reinam na selva, aterrorizando regularmente outros Pokémon selvagens e roubando sua comida. Um dia, após coletar comida roubada, um dos Zarude ouve um choro e descobre um bebê humano em um berço na margem do rio. Incapaz de deixar a criança morrer na selva, Zarude o traz de volta à Árvore do Coração, causando a ira dos outros, pois a lei do Zarude proíbe que estranhos entrem na área. O Zarude decide deixar sua tribo e ir para o exílio para criar o menino, dando-lhe o nome de Zaza e sendo apelidado de "Papa" pelo menino. Dez anos depois, Ash Ketchum e Pikachu estão na cidade de Milyfa e planejam entrar na Floresta de Okoya para se aventurar e capturar Pokémon.

Eles partiram após um breve telefonema entre Ash e Delia, que terminou abruptamente. Pouco tempo depois, Ash e Pikachu encontram um Cramorant selvagem na selva, mas ele escapa após tentar engolir Pikachu e cuspi-lo. Eles então perseguem um Flapple selvagem, que também escapa. Ash e Pikachu encontram Sharon e uma equipe de pesquisa da Companhia Biotope, uma organização científica que estuda a selva em busca da fonte da cura. Perto dali, a Equipe Rocket espiona a conversa. James procura informações sobre a Companhia de Biotope em seu tablet e descobre os objetivos do grupo, bem como seu líder, Doutor Zed. O trio e Wobbuffet decidem se infiltrar na Companhia Biotope em busca de tudo que podem roubar para Giovanni. Eles se disfarçam como novos funcionários da empresa para espionar Zed e são informados por outro cientista que não devem chegar perto do escritório pessoal dele.

Enquanto isso, Zaza e Papa se deparam com os resquícios de outro ataque da tribo Zarude. Zaza coleta sementes dos restos das frutas deixadas para trás, e Papa as planta como seu próprio jardim privado. Um Hoothoot selvagem aparece e os informa sobre problemas; um Flygon e um Pangoro estão lutando nas proximidades e Zaza sai para impedi-los. No momento em que ele os separa, Flygon está ferido, então Zaza o leva para as fontes de cura. Ele é pego por um dos outros Zarude e é ameaçado, mas Papa chega para buscá-lo e pede desculpas por violar o território da tribo. Quando Papa, mais tarde, repreende Zaza por invadir o território de Zarude, Zaza retruca, reclamando que ele está começando a acreditar que não é um Zarude, apesar do que Papa diz sobre sua aparência diferente e a incapacidade de usar movimentos.

Zaza foge e, enquanto se balança por entre as árvores, atinge um cano erguido pela Biotope e é nocauteado, caindo em um rio. Ash o vê caindo em uma cachoeira e o puxa para um lugar seguro, trazendo-o para o Centro Pokémon da cidade de Milyfa para tratamento. Quando Zaza acorda, ele fica alarmado e foge para a cidade. Ash segue e testemunha Zaza conter um Drednaw furioso. Vendo Zaza se comunicar com Drednaw e Pikachu, e reagir confuso ao testemunhar o uso de uma Poké Bola, Ash percebe que Zaza acredita que ele é um Pokémon e nunca viu outros humanos antes.


Ash se apresenta e consegue aprender o nome de Zaza, e os dois passam um tempo na cidade de Milyfa juntos, adquirindo roupas humanas e comida para ele e observando as pessoas e os Pokémon interagirem. Naquela noite, eles encontram um Falinks afastando humanos do local de uma exibição de fogos de artifício planejada. Depois de se comunicar com os membros da tropa do Falinks, Zaza salva seu líder de um dos tubos de fogos de artifício, resolvendo o problema. O prefeito da cidade de Milyfa mais tarde agradece pela ajuda e explica que a exibição é para homenagear Celebi, que é dito que visita a cidade em tempos de paz e deixa um ovo do futuro para trás em seu rastro. Depois de ver um pai e um filho na cidade, Zaza fica animado para apresentar Ash e Pikachu ao Papa. Ele os traz para a selva, mas quando Papa os prende nas vinhas e confronta Zaza, ele argumenta que agora acredita que é um humano e exige a verdade.

Papa admite que esse é realmente o caso e leva os três para um laboratório abandonado que ele descobriu anos antes, onde dá a Zaza uma velha fotografia dele bebê com seus pais biológicos. Papa sai para voltar sozinho para a Árvore do Coração, onde o ancião da tribo Zarude diz que Celebi não foi visto desde o dia em que Zaza apareceu na selva, expressando preocupação de que algo terrível esteja para acontecer. Enquanto isso, a Equipe Rocket tenta hackear a trava de segurança do escritório do Dr. Zed, mas a unidade que contém seus dados é engolida pelo Cramorant de antes.

Naquela noite, Ash se lembra de uma memória de seu próprio pai garantindo-lhe que seu sonho estava em seu coração e se tornaria realidade se ele nunca desistisse. Inspirado, Zaza começa a vasculhar o laboratório em busca de mais evidências de seu passado e se depara com uma carteira com o logotipo da Companhia Biotope. Reconhecendo o símbolo, Ash leva Zaza ao prédio da empresa no dia seguinte. Dr. Zed os cumprimenta, mas fica visivelmente abalado ao ver Zaza. Após Ash mostrar a foto a ele, ele explica que os pais de Zaza eram Senhor e Senhora Molybdenio, seus ex-colegas na pesquisa de cura da primavera, e que o nome verdadeiro de Zaza é Alan Molybdenio. No entanto, ele elabora ainda que Chrom e Phossa morreram em um acidente de carro dez anos antes, após o qual Alan desapareceu.

Para confirmar a identidade de Zaza, Zed faz Sharon escanear seu pingente, que revela um cache de dados corrompidos e uma imagem da Árvore do Coração. Zed pede a Zaza que diga a ele onde está a Árvore do Coração para homenagear seus pais, terminando seu trabalho, mas ele fica chateado e foge de volta para a selva. Ao se aproximar da Árvore do Coração, ele descobre um chip de rastreamento plantado em seu ombro pelo Dr. Zed, que o seguiu em uma motocicleta com vários caminhões e um gigante tanque-aranha a reboque. Ash e Pikachu tentam seguir Zaza, mas se perdem, então o amigo de Zaza, Skwovet, levaos até o local. Zed captura Ash, Pikachu e Zaza com a teia de Ariados e os aprisiona em um dos caminhões para evitar sua interferência e pede para que a Equipe Rocket disfarçada fique de olho neles enquanto ele conduz o resto da equipe até a Arvore do Coração.

O trio então percebe que tem a oportunidade de pegar Pikachu roubando o caminhão onde ele, Ash e Zaza estão presos. Então, o Cramorant que engoliu a chave eletrônica pousa sobre o caminhão e o trio muda seus planos, decidindo recuperar a chave. Eles percebem que a melhor forma de conseguirem é usando Pikachu, o que significa que eles terão que soltá-lo, mas Jessie diz que naquele momento a prioridade é descobrir o que o Dr. Zed esconde em sua sala.


Enquanto isso, Dr. Zed continua avançando e destruindo a floresta. Os Zarude da Árvore do Coração percebem algo errado e o ancião pede para que alguns deles vão conferir o que está acontecendo, enquanto o grito de Zaza chama a atenção de Papa. Ash tenta soltar a cahda de Pikachu para que eles possam sair dali e diz a Zaza que ele fará de tudo para ajudá-lo a salvar seu pai e todos os outros Pokémon que vivem na selva. Papa chega até o tanque-aranha ao mesmo tempo que os Zarude da tribo. Um dos Zarude que costumava ser amigo de Papa pergunta o que está havendo e Papa diz estar ali para descobrir, enquanto o segundo amigo diz que eles estão ali pela Árvore do Coração. O primeiro pede que os outros voltem para avisar o ancião enquanto ele e Papa tentam ir para o tanque.

De volta ao caminhão, Ash, Pikachu, Zaza e Skwovet conseguem se soltar e ao mesmo tempo a Equipe Rocket dispensa o funcionário que estava de guarda e agarra o Cramorant. Quando Pikachu usa o Ataque Rápido para tentar sair do caminhão, James rapidamente abre a porta, fazendo com que Pikachu corra em direção ao Cramorant, novamente ficando preso em seu bico e usando o Choque do Trovão para escapar. O araque também faz com que o pássaro cuspa a chave da Equipe Rocket, que comemora pelo plano bem sucedido e deixa Ash e Zaza irem embora.

Papa e o outro Zarude tentam impedir o avanço dos pesquisadores, mas sem muito êxito, quando Zaza chega e derruba Zed de sua moto. O outro Zarude pede que Zaza e Papa saiam dali e tentem uma nova investida contra o tanque, mas novamente sem sucesso. Quando ele está prestes a ser atingido, Pikachu o salva com Cauda de Ferro. Ash tenta convencer Zed a parar, mas ele não dá ouvidos, e o outro Zarude pergunta se Papa conhece Ash e Zaza diz que ele é seu amigo. O outro Zarude então lança um Bala de Sementes que levanta poeira, permitindo que eles fujam dali.


O Zarude da tribo leva Papa, Zaza e Ash até a Árvore do Coração e informa ao ancião de que a floresta está sendo atacada pelos humanos e que Ash, ao qual Zaza diz ser seu amigo, lutou ao lado deles. O ancião então diz que eles devem parar a destruição da selva. Enquanto isso, a Equipe Rocket vai até a sala de Zed para procurar algo relevante.

Zed e seus pesquisadores chegam até a fonte de cura e coletam a amostra que eles precisavam, no entanto, Zed pede a Sharon que ela escaneie a Árvore do Coração. Sharon faz o que ele pede e o scanner detecta uma poderosa energia no interior da árvore, que Zed revela ser a verdadeira energia do poder de cura. Zed então revela suas verdadeiras intenções ao pedir que o piloto do tanque lance as âncoras na árvore para derrubá-la. Sharon questiona esta atitude, dizendo que eles já conseguiram o que foram buscar, no caso, a amostra da água, mas Zed diz que desde o começo seu objetivo era a árvore e que não dá a mínima para o que precisar sacrificar para conseguir sua energia.

Todos os Zarude decidem lutar para impedir os planos de Zed, e Ash e Zaza decidem ir também. Contudo, Papa pede que ele não vá e pegue Ash e saia dali, pois não suportará perdê-lo. Zaza responde que precisa defender os Pokémon e que lutará por isso (para não perder Papa). Papa então se recorda de quando salvou um Rufflet com Zaza e sua mãe Braviary o atacou, sem saber que ele havia ajudado. Papa diz a Zaza que famílias são fenomenais, pois defendem uns aos outros independentemente de qualquer coisa, como Braviary que atacou Papa, mesmo sabendo ser um Zarude, um Pokémon muito mais forte, para defender seu filhote, Rufflet. Papa percebe então que, mesmo que os humanos com suas máquinas sejam mais fortes, ele precisa continuar lutando para proteger sua família, que se trata de Zaza e todos os outros Zarude.


Os pesquisadores questionam as atitudes de Zed, dizendo que ele está indo longe demais, e ele começa então a se mostrar obcecado... Quando os Zarude chegam ao local, os pesquisadores pedem desculpa e dizem que irão embora, mas Zed toma o lugar do piloto do tanque com a intenção de avançar e diz que os pais de Alan (Zaza) tomaram a decisão errada e pagaram caro por isso, lembrando-se do dia em que eles suspenderam a pesquisa porque sabiam que afetaria os Pokémon que ali viviam.

Na Sala de Zed, a Equipe Rocket encontra um vídeo que mostra o Doutor inconformado com a decisão dos Molybdenio e que teria que fazer alguma coisa para tomar o poder e prosseguir com a pesquisa - quando uma nova lembrança é mostrada, desta vez, de Zed causando o acidente dos Molybdenio na tentativa de recuperar os dados da pesquisa. Pouco depois dos Molybdenio colocarem Zaza na cápsula e colocá-lo no rio, Zed chega, recupera a amostra da fonte e diz que aquilo foi o certo a se fazer e que ele fará de tudo para reiniciar a pesquisa e que ele escolherá o caminho, mostrando toda a sua insanidade. Por fim, Zed diz a Zaza que ele foi um infeliz erro de cálculo de sua parte, mas que não o deixará se intrometer e se prepara para atacar a ele e aos Zarude.

Papa, muito ferido, vai até os Pokémon da floresta, amigos de Zaza, para pedir ajuda. Contudo, eles respondem com hostilidade, por tudo que os Zarude já fizeram com eles. Papa então diz aos Pokémon tudo que eles significam a Zaza e implora que eles lutem ao lado dos Zarude, pois só assim eles conseguiriam se livrar da ameaça.

Os Zarude, Zaza e Ash continuam tentando deter Zed, mas sem sucesso, quando finalmente Papa chega, junto com os outros Pokémon. Neste momento, o ancião compreende que a verdadeira força vital da floresta não é somente os Zarude, mas a união de todos os Pokémon como um só. Esta união tem força suficiente para contra-atacar Zed, mas mesmo o poderoso ataque final de Papa é insuficiente para derrubar o tanque. Em retaliação, Zed mira seu ataque em Zaza, mas Papa consegue segurar o braço do tanque antes que Zaza seja atingido e o arranca com sua força. No entanto, como já está ferido, ele acaba ficando em um estado ainda mais grave.


O ancião, junto com Zaza e outros dois Zarude, levam Papa para a fonte de cura, enquanto Ash se junta aos outros Zarude e aos Pokémon da selva para deter Zed. Zaza coloca Papa na fonte, mas nada acontece, isso porque o ataque à Arvore do Coração enfraqueceu o poder de cura. Com suas forças quase esgotadas, Papa se desculpa com Zaza por ter falhado em protegê-lo e, em tom de despedida, diz o quão feliz ele é por ter Zaza como filho e desmaia. Zaza tenta usar o mesmo movimento que Papa usou para curar Rufflet, e embora o ancião diga que não será possível, pois ele é um humano, Zaza insiste, dizendo que só ele pode salvar Papa, pois ele é seu filho. Zaza continua tentando e eis que uma brilhante luz verde começa a brilhar e envolver Zaza: a energia da selva se conecta a Zaza, dando a ele o poder de curar seu pai.

Enquanto isso, Ash e os Pokémon continuam tentando deter Zed, quando o piloto que foi enxotado do tanque lembra que seu sistema de controle fica na parte de trás e quebrá-lo fará a máquina parar. Ash então pede que Pikachu mire na parte de trás do tanque e use o Ataque Rápido, mas ele é quase acertado pela máquina. O Zarude amigo de Papa salva Pikachu, que diz para ele o plano, então ele fala com todos os outros Pokémon para que eles ajudem Pikachu a chegar na parte de trás do tanque. Pikachu é carregado e arremessado entre os Pokémon maiores até que consegue ficar na posição exata para atingir a máquina - com isso, ele usa seu Cauda de Ferro para destruir o sistema de controle, mas após a explosão, Ash percebe que Zed já não está no tanque.

Zed continua andando em direção à Árvore do Coração, quando é avistado por Zaza, que em um momento de raiva, vai atrás dele. Enquanto Zaza ataca o doutor Zed, ele insiste em ir até a Árvore, pulando do tronco em que estavam. Porém, vendo que ele cairia na fonte, em que havia uma forte correnteza, Zaza o salva com as cordas que ficam enroladas em seus braços, simulando as vinhas de um Zarude, e o prende pendurado no tronco.


Com tudo acabado, Ash, os Pokémon e os pesquisadores trabalham para restaurar os danos da floresta. Com isso, os Zarude percebem que a forma com que eles agiam era tão ruim quanto as atitudes de Zed, achando que a floresta era só deles e roubando dos Pokémon mais fracos. Papa complementa dizendo que a selva pertence a todos os Pokémon que vivem nela, que todos eles fazem parte da força vital da selva e que só com a união de todos ela pode se recuperar.

Papa vai até Zaza e logo os outros Zarude chegam ao local. Sharon pede desculpa aos Pokémon da selva e diz que ela e os outros funcionários de Zed farão de tudo para reparar os danos, mesmo que isso leve anos. Em resposta, os Zarude usam seu poder para acelerar o crescimento das novas árvores ali plantadas e tanto Ash e Pikachu quanto os funcionários, os Pokémon da selva e os Zarude continuam o trabalho de restauração. O ancião, por sua vez, se dirige a Zaza dizendo que não imaginava o que aconteceria quando Papa disse que iria criá-lo, e o que aconteceu foi que Zaza ajudou a criar um vínculo entre humanos e Pokémon - coisa que o ancião não sabia se alguém além de Zaza conseguiria. Ele termina dizendo que Zaza é tão humano quanto Zarude, e portanto possui o coração das duas criaturas dentro dele.

Após se despedir de Ash, Zaza diz a Papa que quer sair para uma jornada, mesmo depois de o ancião dizer que tanto Papa quanto Zaza foram aceitos de volta ao bando. Papa fica um pouco bravo no início, dizendo que ele não vai se dar bem e que vai voltar aos prantos, mas Zaza responde que vai provar que ele está errado. Por mais que não queira ver seu filho partir, Papa sabe que é isso que Zaza quer, portanto é o melhor para ele - então o deixa ir.


Zaza corre até Ash e diz que sairá em sua própria Jornada, mas antes disso, ele tropeça. Quando vai juntar suas coisas, vê que dentre elas estão algumas frutas que Zaza e Papa plantaram juntos e se emociona. Os Zarude fazem com que a água flua pela Árvore do Coração novamente e então se juntam aos outros Pokémon para se despedir de Zaza. Em pensamento, Papa diz ter orgulho de Zaza e saber que ele dará o seu melhor para ajudar a fortalecer os vínculos entre humanos e Pokémon. Zaza então se despede de Ash e segue em seu caminho.

No Centro Pokémon da cidade Milyfa, a Equipe Rocket assiste ao noticiário que mostra o Dr. Zed sendo preso. A repórter diz que um vídeo enviado anonimamente confirma seu envolvimento no acidente dos pais biológicos de Zaza, enquanto Ash liga para sua mãe, dizendo que queria vê-la novamente. Na selva, Papa compartilha as frutas que ele e Zaza plantaram com os outros Pokémon e então um Celebi Brilhante aparece. Papa mostra a ele tudo aquilo e diz que tudo deu certo no final. O filme se encerra com a apresentação do Mundo Pokémon pelo narrador.


Curiosidades

  • O tema de Zaza sendo criado como um Pokémon é uma referência ao tema de Tarzan sendo criado como um macaco e ao tema de Mogli sendo criado como um lobo
  • Este filme teve o seu lançamento adiado em relação à data de lançamento original no Japão, devido a preocupações com a pandemia COVID-19. Como resultado, é o primeiro filme de Pokémon lançado fora do mês de julho no Japão.
  • Este filme marca a primeira vez que Ash menciona seu pai
  • Várias fotos do cenário deste filme, incluindo o Centro Pokémon da Cidade Milyfa, a Árvore do Coração e o edifício da Biotope aparecem na parede do laboratório do Professor Mirror no jogo New Pokémon Snap. Estas fotos são descritas no jogo como "fotografias de paisagens tiradas por Rita".. Assim, Rita e Phil fazem participações especiais neste filme, tirando fotos na cidade de Milyfa.
  • A comunicação entre os Zarude utilizando a linguagem humana é uma adaptação para a compreensão do público. Na verdade, os humanos no mundo Pokémon veem os Zarude se comunicando apenas reproduzindo seu próprio nome.
  • Zaza é visto usando o movimento Jungle Healing durante o clímax do filme, tornando esta a primeira vez que um humano usa um movimento Pokémon no anime.
  • O filme não teve grande sucesso de bilheteria. Isso aconteceu porque em grande parte do Japão houve bloqueios emergenciais em relação a um aumento inesperado de casos de Covid em janeiro, na época do lançamento do filme.

Post Top Ad