Pokémon Filme 02 - Pokémon 2000: O Poder de Um - Pokémon Blast News

Novidades

Ad superior

28/12/2011

Pokémon Filme 02 - Pokémon 2000: O Poder de Um



File:M02Japanese.pngFile:P2kposter.jpg
  • Nome japonês: 劇場版ポケットモンスター のポケモン ルギア爆誕,  Pocket Monsters the Movie - Mirage Pokémon: Lugia's Explosive Birth. Também conhecido como Revelation-Lugia.
  • Nome americano: Pokémon the Movie 2000: The Power of The One
  • Nome brasileiro: Pokémon O Filme 2000
Data de lançamento original: 
  • Japão: 17 de julho de 1999
  • Estados Unidos: 21 de julho de 2000
  • Brasil:  21 de julho de 2000

História

O texto abaixo contém spoilers do filme

"Do fogo, gelo ou raio não devem a harmonia perturbar, para que estes titãs não provoquem a destruição do mundo que a luta encerra. Embora o grande guardião da água vá se levantar para a luta sufocar, somente a sua música falhará, e assim, virará cinzas da terra. Ó escolhido, tuas mãos os três juntos devem guiar. Seus tesouros combinados domam a fera do mar". 


Esta é a fala do misterioso homem que dá início à trama de Pokémon 2000. À sua frente, um computador diz que os "titãs" citados na lenda recitada são os pássaros lendários Moltres, Zapdos e Articuno, e que eles vivem nas ilhas próximas à Ilha Chamut, no Arquipélago Laranja. Esse homem, , decidido, marca como o primeiro de seus alvos a ave de fogo, Moltres. Seu nome é Lawrence III, e este usa sua nave, que mais parece um satélite pelas enormes proporções, para atingir seu objetivo.




Uma espécie de canhão atrelada à nave começa a lançar uma artilharia que congela instantaneamente o que atingir. O disparo é direto e acerta a ilha em que Moltres estava. O pássaro lendário não se dá por vencido e usa de seu calor para romper a camada de gelo que tomou conta de seu lar. Os disparos, porém, não cessaram, e continuaram a atingir o Pokémon. É aí que duas argolas eletrificadas, ejetadas pela nave, começam a persegui-lo, envolveram Moltres e o carregaram até a base de Lawrence.
Na primeira cena do filme, uma das aves lendárias já estaria em mãos erradas. Sem perder tempo, Lawrence diz que não foi difícil capturar Moltres, e que Zapdos e Articuno seriam os próximos. no logo depois.


Enquanto isso, do extremo fundo do oceano, uma bela melodia toma conta do ambiente. A misteriosa criatura responsável pelo som, com olhos brilhantes que se destacam em meio à escuridão do oceano, segue nadando.


Entram em cena, então, os nossos heróis! Ash, Misty e Tracey navegam em um barco de pequeno porte, guiado por uma mulher de nome Maren. Ash e seus amigos dizem que o dia está ótimo e que seria muito bom se os Pokémon tomassem um pouco de ar. Todos então soltam seus Pokémon - exceto Charizard e Snorlax que são muito grandes para ficar no barco. A poucos metros abaixo, a Equipe Rocket em seu submarino/pedalinho em forma de Magikarp observam atentos o que os "pirralhos" estão fazendo no tempo livre. Passado um tempinho, o mar começa a ficar muito agitado, e Ash e seus amigos acabam levados pelas águas até a Ilha Chamut. (A Equipe Rocket também, mas deram de cara com um rochedo).





Na harmonia da cidade de Pallet, Delia Ketchum, mãe de Ash, rega seu jardim de tomates enquanto Mr. Mime varre o quintal. Montado em uma bicicleta, o Prof. Carvalho chega para uma conversa rotineira. Até que, repentinamente, o tempo muda, e uma forte chuva toma conta da cidade, porém dura apenas 5 segundos. Começa então a nevar, e até uma aurora aparece no céu. Mais cinco segundos, e o clima quente e agradável retorna. Mas não a tranquilidade: um bando de Diglett em alta velocidade passam pelos personagens e levam a bicicleta do professor. Este, por sua vez, observa que, assim como Mr. Mime, todos os outros Pokémon estavam muito agitados, e deduz que, em algum lugar no mundo Pokémon, alguma coisa vai mal. 



Ash e seus amigos se vêem na praia da Ilha Chamut, onde são recebidos por algumas pessoas com fantasias tribais exóticas. Uma delas, Carol, cumprimenta Maren e, depois de indagar o motivo de embarcarem na ilha, convida Ash e sua turma para um festival que iria acontecer naquela noite. Carol diz que sua irmãzinha seria a estrela principal do espetáculo, mas esta não estava fantasiada como os outros.  Ao saber que Ash era um treinador Pokémon, todos os nativos se empolgam e um velho ancião (também fantasiado) diz, com certeza, que o destino do mundo está nas mãos de Ash. A irmã de Carol, cujo nome é Melody, se aproxima de Ash e dá um beijo de boas vindas em sua bochecha - para o desespero de Misty. 





Todos começam a festejar dizendo que encontraram "o escolhido". O festival está acontecendo, com pessoas fantasiadas dançando e turistas apreciam. Ash e seus amigos aproveitam para jantar, mesmo com Misty reclamando de quando Melody perguntou se ela era namorada do Ash. No mesmo momento, Melody sobe ao palco e uma música parecida com o som que a criatura misteriosa do fundo do oceano fez. Para Misty, Melody é uma exibida. Quando termina de tocar, Melody recita algumas palavras e diz que Ash precisa resgatar 3 esferas nas 3 ilhas próximas à ilha Chamut: a Ilha do Fogo, Ilha do Gelo, e Ilha do Raio. Como se espera de Ash e seu Pikachu, eles decidem ir pegar as esferas na mesma hora. Maren os acompanha, para emprestar seu barco aos heróis.




Com a carcaça de seu submarino destruída, a Equipe Rocket segue pedalando no que restou dele. Até que vêem o barco de Maren com Ash e Pikachu se aproximando, o os derruba no mar.

Numa caverna escondida no santuário da Ilha Chamut, um solitário e preocupado Slowking diz que iria guardar a lenda. A tempestade continua enquanto Ash e Maren se dirigem à Ilha do Fogo. Melody pede emprestado o barco de sua irmã Carol para ir atrás de Ash. Misty e Tracy a acompanham, ainda que Melody continuasse com as gracinhas sobre Ash e Misty. Eles vão na direção de Ash e Maren, porém, de olho no Pikachu (como sempre), a Equipe Rocket está escondida neste barco.






Do mar para os céus, Lawrence continua em sua máquina voadora, agora à procura de Zapdos. Em Pallet, o Professor Carvalho e Delia Ketchum assistem ao telejornal e descobrem que a origem dos problemas climáticos está nas Ilhas Laranja. Carvalho então recebe uma chamada de vídeo: é a Professora Ivy (com Brock aparecendo no fundo), que diz que, por lá, os Pokémon também estão se comportando de modo estranho.



A tempestade tem fim, mas Ash e Maren continuam lutando contra o mar agitado. As ondas fazem com que o leme do barco se choque contra uma pedra, e ele se quebra pouco antes de eles chegarem à Ilha do Fogo, com o barco completamente sobre terra firme. Pikachu, agitado como os outros Pokémon sai correndo e Ash vai atrás dele.


Melody, Misty e Tracey continuam à caminho da Ilha do Fogo, até que uma onda faz a lancha rodopiar no ar, fazendo com que a Equipe Rocket, que estava escondida, sair voando diretamente à Ilha do Fogo. O grupo consegue chegar na ilha, e encontram Maren fazendo um lanchinho dentro do barco. Ela então sai e explica aos outros que Ash subiu a montanha atrás do Pikachu. A lancha de Melody, que estava em cima de uma pedra, começou a escorregar e estava prestes a cair, porém eles içaram as velas e, usando os fortes ventos em sua vantagem, subiram a escadaria da montanha da ilha. Melody continuava com as piadinhas sobre Misty e Ash.


Enquanto isso, Lawrence localiza Zapdos próximo à Ilha do Fogo, e Ash continua subindo atrás de Pikachu. A Equipe Rocket segue os observando, pensando em pegar Pikachu. Nossos heróis então chegam a um pilar de pedra onde está uma das esferas citadas na lenda. Ash e Pikachu pegam a esfera e, quando corriam de volta ao barco, são interrompidos pela Equipe Rocket e seu lema. Ash diz que está com pressa, o barco voador de Melody surge atrás de Jessie, James e Meowth.



Sem nenhum tipo de saudação, Melody dá um sermão em Ash dizendo que, se não fosse por ele, eles não estariam presos naquela ilha. Misty concorda e diz que atura isso todos os dias. Melody não perde a piada e a diz para se acostumar, pois terá que lidar com isso quando se casar com Ash.

A brincadeira acaba quando Zapdos, envolto de eletricidade, sobrevoa o local e pousa no pilar da montanha, fazendo com que sua eletricidade tomasse conta de toda a ilha. Pikachu tenta se comunicar com a ave lendária por meio de eletricidade, e o pergunta o porquê de Zapdos estar lá e onde estava Moltres (Meowth traduziu). Zapdos diz que Moltres foi embora, e agora esta ilha era propriedade sua. Ele então usa um ataque semelhante ao "Descarga", porém toda a eletricidade do ataque é desviada para cima, onde está o para-raios da nave de Lawrence.




Toda a eletricidade de Zapdos é absorvida, facilitando a captura de Lawrence. Este então lança argolas quadradas - semelhantes às usadas para capturar Moltres. Um par delas, por engano, pega Ash, a Equipe Rocket e o barco de Melody, onde estavam Misty, Tracey, Pikachu e a própria Melody. Outro par de argolas consegue capturar Zapdos, e todos são levados até a nave de Lawrence e colocados em uma gaiola no grande salão da nave, entre Zapdos e Moltres, também capturados. Quando Melody nota a lenda escrita em uma placa no salão, Lawrence desce pela sua cadeira robotizada.



Ele os apresenta Moltres e Zapdos, e diz que ainda precisa capturar Articuno para completar sua coleção. Misty, revoltada, fala que Pokémon não são objetos colecionáveis como "selos". Lawrence se revela não um treinador, mas apenas um colecionador, e afirma que começou sua coleção com o lendário Cartão do Mew. Ele então solta todos da gaiola e sobe em sua cadeira novamente para capturar Articuno. Perceptiva, Melody grita: "É a lenda!". Articuno surge e usa seu Raio de Gelo para congelar tudo.




A televisão mostra que o epicentro das mudanças climáticas de todo o mundo vem da região próxima à Ilha Chamut, no Arquipélago Laranja. Ou seja, todos os Pokémon estão migrando para este local: alguns nadando, outros voando, e os que não podem nadar nem voar, se agrupam nas terras próximas ao local. O repórter está em um helicóptero, junto com o Prof. Carvalho, a Prof. Ivy e Delia Ketchum. Carvalho explica que, ao juntar o poder das três aves lendárias, esta se dá a fonte de água de todo o planeta. As Ilhas do Fogo e do Gelo seriam a fonte, e a Ilha do Trovão geraria as correntes que espalhariam a água pelo planeta. Porém, explica Carvalho, se um distúrbio ocorrer, uma agitada corrente (semelhante à fera do mar) pode inundar todo o globo.



A Prof. Ivy ressalta que os Pokémon são fortemente sintonizados com a natureza, e estão indo à fonte dos problemas para tentar fazer alguma coisa, tentar salvar o planeta de uma catástrofe, embora, provavelmente, não possam fazer nada. Delia concorda, e diz à câmera do repórter que Ash e seus amigos estão lá, e se algo acontecer, talvez ela nunca mais veja seu amado filho.
A neve continua no Arquipélago Laranja, enquanto Articuno segue voando e congelando tudo em sua volta!



Melody lê a lenda e entende que ela já está acontecendo. Ash tem a ideia de libertar Moltres, mas é rebatido de volta por um campo de eletricidade que envolvia o Pokémon. Para piorar, Lawrence encontra Articuno e começa a atacá-lo com seus canhões, porém erra. O ataque desperta a criatura misteriosa, que deixa o mais profundo dos oceanos e nada em direção à superfície. Ash decide usar seus Pokémon para libertar Moltres. Ele tenta Pikachu, Charizard, Squirtle e Bulbasaur, até que consegue gerar uma pequena explosão e libertar Moltres. A ave usa seu Lança-Chamas para libertar Zapdos, e os dois pássaros lendárias começam a destruir a nave na qual estavam presas. Lawrence percebe e faz um pouso de emergência na Ilha do Raio. O barco de Melody, que estava na nave na nave, cai numa lagoa da ilha.




Uma placa gigante de metal também cai da nave e fica na diagonal, possibilitando que Ash e os outros saíssem da nave. Porém, no meio da descida, eles tropeçam e descem rolando. No chão, eles continuam a correr. Uma das hélices da nave se choca contra o pilar que guarda a esfera sagrada da ilha. Por sorte, Ash a resgata. As aves começam a se enfrentar, brigando pelo domínio das ilhas, e a fera misteriosa das profundezas continua rumo à superfície.  Todos então sobem no barco de Melody, mas um dos ataques das aves acerta uma parte da montanha, fazendo a água da lagoa da ilha formar uma cascata em direção ao mar. O barco é levado pela cachoeira e, por pouco, não afundou no mar.





Isso porque, enquanto a lancha caía, um redemoinho de água o acerta e mantém o barco no ar.  O redemoinho joga o barco em direção ao santuário da Ilha Chamut, bem de frente ao Slowking falante. O Pokémon diz a Ash que ele coloque as esferas no pilar principal do santuário. Ash coloca as esferas da Ilha do Fogo e a da Ilha do Raio no local correspondente. Slowking percebe que a esfera da Ilha de Gelo ainda não foi resgatada. A Equipe Rocket, em um bote inflável, é levada pelo redemoinho para um lugar mais alto da Ilha de Chamut. Neste momento, outro redemoinho se forma em frente ao santuário. Dele, se revela a misteriosa criatura do oceano: o lendário guardião Lugia! Todos se chocam, e só se dão conta depois que a criatura emite um som igual ao que Melody fez no festival.






Lawrence então se admira pelo Pokémon lendário e muda seu alvo: diz que irá capturar Lugia. Os três pássaros lendários começam a atacar Lugia, que desvia dos ataques sem dificuldade. Ele caí dentro do mar congelado e usa o redemoinho, pelo o qual volta para a superfície, mas não atinge os pássaros. Articuno congela o redemoinho com seu Raio de Gelo, mas Lugia quebra a camada de gelo e continua a esquivar dos ataques. Moltres, Zapdos e Articuno então unem suas forças no mesmo ataque, mas não foram capazes de ultrapassar a habilidade Proteção de Lugia, que rebateu os golpes contra os pássaros. 


Ash e seus amigos apenas observam a batalha, mas Melody nota que Lugia não aguentará por muito tempo, e cairá! Melody acertou: os três pássaros conseguem atingi-lo ao mesmo tempo e Lugia cai e afunda na água. Com o mar congelado, os Pokémon que estavam a caminho dessa região conseguiram chegar nas proximidades das ilhas. Slowking e Melody dizem que apenas o escolhido pode ajudar a salvar o mundo, então Misty, de prontidão, diz que Ash é o escolhido. Ash fica assustado com a situação, e todos concordam que ele deve ser o escolhido. Melody então se lembra que o som que Lugia faz é como a música da lenda, e começa a tocá-la com seu instrumento.





Afundando nas águas, Lugia é acordado pela música e ressurge mais uma vez. Ele diz por telepatia que a música restaurou sua força, porém o mundo só estará em paz quando as três esferas estiverem reunidas no santuário. O Pokémon lendário também diz que só o escolhido pode fazer isso, já que somente em suas mãos as esferas são capazes de despertar seus poderes. Preocupado, Ash começa a chorar, mas seus Pokémon saem de suas pokébolas e animam Ash para que ele consiga recuperar a esfera restante. Misty e Melody também o incentivam, até que nosso herói se ergue e, finalmente, segue rumo à Ilha de Gelo!




É difícil se movimentar no mar congelado, por isso ele usa uma chapa grande de metal do barco de Melody como trenó e seus Pokémons puxando esta chapa. Observação: ele poderia muito bem ter voado em seu Charizard, que também puxava o trenó improvisado.


No meio de sua travessia, Ash é atacado por Zapdos e Moltres, mas Pikachu e Charizard conseguem rebater os ataques. Articuno também lança um Raio de Gelo, porém Lugia usa sua Proteção para salvar Ash e seus Pokémon do ataque. Lugia então fica distraindo as aves, até que um ataque escapa e destrói o gelo no caminho de Ash, impedindo-o de chegar à ilha. De repente, para a total surpresa de Ash, a Equipe Rocket aparece com o bote salva-vidas que eles pegaram fundido à hélice traseira do helicóptero caído, improvisando um hovercraft". 



A Equipe Rocket da uma "carona" a Ash e diz que eles que eles também não querem o mundo destruído, já que não teriam a quem roubar. Lugia continua protegendo Ash dos ataques das aves e, assim, eles chegam à ilha e, finalmente, chegam no pilar onde está a esfera de gelo. Ash pega a esfera, mas não poderia ser tão fácil. Articuno o intercepta e destrói o veículo do grupo, além de bloquear a saída. No entanto, Articuno é nocauteado por Zapdos e Moltres, e despenca em cima do pilar da Ilha do Gelo.






Ash e a Equipe Rocket decidem descer a montanha a pé, mas recebem uma carona de Lugia, que segue desviando dos golpes de Moltres e Zapdos. Após um tempo, a Equipe Rocket se solta pois estavam atrasando Lugia com o peso em excesso. Eles caem numa parte descongelada do mar congelado, mas não sofrem danos. Quando chegam à superfície, se assustam com todos aqueles Pokémon selvagens agrupados perto das ilhas.






Ash pergunta a Lugia o motivo de tantos Pokémon no local, e ele responde que estão lá caso seja preciso, mas o único que pode fazer a diferença, mesmo, é o próprio Ash. Quando eles estão quase chegando, as argolas robóticas da nave de Lawrence começam a tentar capturar Lugia, que se livra delas usando o golpe Explosão Aérea, que destrói totalmente a nave de Lawrence. Lugia usou toda sua energia no ataque, e fica exausto.






O Pokémon caí na água dizendo que falhou. Ash fica inconsciente boiando no mar enquanto Pikachu tenta acordá-lo. Melody tenta ajudar Ash, mas Misty diz que ela precisa tocar a música sagrada, e que iria ajudar seu amigo. Pikachu continua ao lado de Ash no mar, até que Misty chega com uma corda para ajudá-los. Ela amarra a corda em Ash, e Tracey puxa para levá-los até terra firme. Ash então acorda e confere se a esfera está a salvo.






Ash, Misty e Tracey então sobem a montanha até o santuário, onde Melody e Slowking os esperam. Ash coloca a ultima esfera em seu devido lugar e, instantaneamente, todas elas começam a brilhar. Um forte vento remove toda a neve do santuário e uma água verde brilhante escorre do pilar principal até cada um dos pilares em volta. Estes começam a brilhar e são envolvidos por uma camada de cristal. 






Melody complementa tocando a música da lenda e, a cada nota, um dos pilares brilhava de harmoniosamente. Aos poucos, as aves acordam calmas e todos os tufões cessam. A estranha água brilhante se espalha por todo o oceano, e restaura por completo o ambiente. As aves começam a voar, e Lugia surge em outro redemoinho com sua energia restaurada. Passo a passo, todas as nuvens escuras desaparecem dos céus, e o planeta volta ao seu estado normal. Ash conseguiu. 





Lugia pousa no santuário e Ash sobe em suas costas. Eles levantam vôo e passeiam pelo céu, até que a gigante corrente marítima surge na superfície e acompanha o vôo das quatro aves. Após um tempo, a a corrente marítima voltou ao submerso, e cada uma das três aves voltou às suas respectivas ilhas. Como tudo era antes. Assim que a música terminou, os pilares voltaram ao normal.








Lugia deixou Ash no santuário e mergulhou no oceano novamente. Todos estavam admirando a paisagem até que a mãe de Ash e os professores chegaram ao santuário. Delia dá uma bronca em Ash, mas Misty - talvez pela primeira vez na vida, defende seu amigo: diz que Ash salvou o mundo. Delia, então, diz que se preocupa muito com Ash mas ela não pode evitar que Ash faça o quê ele deve fazer, e diz também que se orgulha de seu filho, o chamando de herói. Os professores dizem que precisam voltar para Pallet. Em meio à ruínas, Lawrence reencontra seu valioso Catão do Mew e diz que irá recomeçar.





A Equipe Rocket chega atrasada ao santuário e conversam com Slowking a respeito do heroísmo deles. Sábio, Slowking se volta ao telespectador e diz que todos que viram o filme sabem o quê eles fizeram.






Curiosidades

  • Os primeiros nomes da Mãe de Ash (Delia), do Professor Carvalho (Samuel) e da Professora Ivy (Philomena) são revelados pela primeira vez neste filme. 
  • As ações de Lawrence III neste filme são motivadas por um card Ancient Mew. Esta é a primeira referência a um card Pokémon nos filmes.
    Resultado de imagem para ancient mew
    Card promocional Ancient Mew lançado após o filme
  • Este é o primeiro filme que não tem Brock como personagem principal. Porém, ele aparece no fundo durante a chamada para a Professora Ivy, correndo com uma Nidorina e um Paras nos braços. Ele também é visto em uma foto na casa de Ash, em Pallet. Ele seria um dos personagens principais em todos os próximos filmes, até o primeiro da série Best Wishes. 
  • Alguns dos Pokémon mostrados na capa sequer aparecem no filme. 
  • Na capa frontal, Ash aparece com a camiseta de baixo branca, mas, na verdade, ela é preta. 
  • Quando Pikachu rouba o boné de Ash, o treinador se comporta de modo similar ao episódio Primeape Goes Bananas
  • Quando Prof. Carvalho está falando com a Prof. Ivy, os símbolos de tipo de Pokémon TCG são mostrados como botões próximos à tela. 
  • Este é o único filme em que a Equipe Rocket usa uma variação de seu lema, e também um dos poucos em que consegue fazê-lo por inteiro. 
  • Quatro dos personagens, Melody, Carol, Maren e Prof. Ivy, tem as mesmas vozes de personagens do anime Sailor Moon. A dubladora de Melody é Akiko Hiramatsu, que dublou a vilã Calaveras no arco Sailor Moon R. A voz de Carol é a de Aya Hisakawa, que dublou Sailor Mercury. A de Maren é Kotono Mitsuishi, responsável pela voz de Sailor Moon. Já a dubladora de Prof. Ivy é Keiko Han, que dublou Luna e Queen Beryl. 
  • Ash segue o acordo que fez com sua mãe no final do filme: sempre visitar a cidade de Pallet antes de ir à sua próxima região. 
  • Pikachu e Zapdos conseguem se comunicar pela eletricidade, mas Meowth consegue entender. 
  • Já em Shocking Cheeky Friendship, Meowth não consegue traduzir a comunicação entre Pikachu e Dedenne. 
  • Mesmo que o arco das Ilhas Laranja nunca tenha sido dublado em finlandês, este filme foi ao ar dublado no país. 
  • Quando a Equipe Rocket está se segurando em Lugia, James faz referência ao programa de dieta Weight Watchers, dizendo que eles deveriam tentar. Jessie responde que é tarde demais, mas Meowth contrapõe: "Eu ouvi que nunca é tarde demais se você realmente seguir o programa!".
  • Segundo o blog de Takeshi Shudo, a carta Ancient Mew teria um papel mais importante no filme, mas, após ele ser reescrito, todas as referências foram cortadas para uma breve aparição no fim do filme. Shudo reconhece que a presença da carta no filme foi um erro por sua parte. 

Erros

  • Na dublagem americana, quando Lawrence III lê a profecia, ela diz "Lest the earth turn to ash". Entretanto, mais tarde no filme, e na música The Chosen One, ela diz: "Thus the earth shall turn to ash". 
  • Quando Melody e Misty se conhecem, Melody diz: "Ah, e Misty, tente não ser ciumenta". Porém, apenas Ash tinha se apresentado, e os nomes de Misty e Tracey não tinham sido mencionados. Pelo menos no caso de Misty, isso ocorreu somente na dublagem. 
  • Durante o festivel, Maren, erroneamente, se refere a um grupo de Krabby como Krabbies. Porém, o erro é intencional e usado como trocadilho. 
  • Brock é visto correndo pelo laboratório da Prof. Ivy carregando Nidorina e Paras comc ores normais, embora Pokémon na Ilha de Valencia tivessem cores alternativas.
  • A certo ponto da explicação de Prof. Carvalho para a repórter, a boca do repórter se mexe mais do que a do Professor, mesmo estando claro quem está falando.
  • Enquanto a energia verde da música de Lugia se espalha pelo mar congelado, os pilares são vistos por cima e não brilham de acordo com a música. Em todas as cenas seguintes, eles brilham. 
  • Na India, a Hungama TV usou a versão original do filme para a dublagem ao invés da americana, o que resultou em muitos erros. Prof. Ivy, por exemplo, foi referida pelo seu nome japonês, mesmo aparecendo anteriormente com o nome dublado. 

Edições de dublagem

  • A primeira versão dublada foi lançada em 2000. A segunda foi transmitida pela Pokémon TV em 2015, removendo todos logos de empresas, refazendo abertura e encerramento além de atualizando os direitos autorais.
  • Assim como em Mewtwo Contra Ataca, grande parte do tema do filme foi mudada. Originalmente, ele enfatizava co-dependência. Na dublagem, o individualismo é colocado em foco por conta do título O Poder de Um.
  • A profecia foi reescrita na dublagem para adicionar detalhes dobre o Poder de Um e explicar a besta do mar. 
  • Originalmente, Shamouti estava nas bordas das Ilhas Laranja, e não no meio delas.
  • Quando Oak encontra Delia, ele a identifica por seu nome na dublagem, enquanto na versão japonesa ele a chama de mãe do Ash. 
  • Quando os heróis encontram Maren e Carol, é removida uma cena que explica um pouco do passado das personagens. Além disso, a versão dublada não deixa explícita a informação de que a o papel da dama do festival é voltado para crianças. 
  • Na dublagem, Melody diz a Misty para não ser invejosa com um tom arrogante. Enquanto no original, ela diz amigavelmente: "Não fique zangada! Mas eu sei que para seguir ele até aqui... Tenho que dizer que você tem um ótimo gosto". 
  • Melody originalmente explica que seu barco consegue escalar paredes, o que não fica claro na dublagem. 
  • O discurso de Misty para Lawrence foi alterado. Na dublagem, ela diz que considera o jeito que ele pensa os Pokémon como nojento. No original, ela simplesmente o pergunta o motivo de usar esses métodos de captura e não simplesmente usar Poké Bolas como treinadores comuns. Lawrence responde que, como colecionador, quer que suas peças sejam visíveis. 
  • A fala de Slowking: "Eu poderia usar calças", originalmente era ele dizendo que sentia cheiro de perigo. 
  • Quando Lugia salva a todos, Melody reconhece a música na versão original, porém não na dublagem. 
  • Na dublagem, Ash fica chocado quando Slowking fala. Já na versão original, nenhum deles têm alguma reação. 
  • O comentário de Ash de que gostaria de se chamar Bob foi apenas na dublagem.
  • Lugia menciona que o grande treinador da lenda é um humano. Ash então o pergunta se isso significa que ele representaria a humanidade. 
  • Na versão original, a Equipe Rocket faz seu lema normalmente, não uma variação. 
  • Na dublagem, Ash pergunta a Lugia o porquê de todos Pokémon no local. Lugia o responde que é caso algo precise ser feito. Na versão japonesa, Ash pergunta a Lugia se ele realmente é um Pokémon, e Lugia confirma.
  • O discurso de Lugia sobre como somente Ash pode fazer a diferença era, originalmente, ele explicando que cada Pokémon tem sua versão do mundo e que nenhum deles o quer destruído, assim como os humanos 
  • Quando Misty salva Ash, ela o diz que ele é um peso na versão japonesa. Já na dublagem, a cena é um pouco mais romântica: Misty o diz que ele não está sozinho. 
  • Originalmente, depois que a música é tocada, Lugia diz a Ash e os outros para manter sua existência em segredo. Já na dublagem, diz que a besta do mar foi domesticada.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após a aprovação.
Comentários pejorativos e desviados do assunto abordado no post serão automaticamente excluídos.

A PBN agradece a sua participação!

Post Top Ad