Pokémon TCG - Dicas Valiosas para o Regional de São Paulo - Pokémon Blast News

Novidades

Ad superior

01/04/2022

Pokémon TCG - Dicas Valiosas para o Regional de São Paulo


O Regional de São Paulo está chegando. Talvez esse seja o seu primeiro Regional, talvez seja seu primeiro torneio presencial, porém, com certeza é o seu primeiro Regional depois de ao menos dois anos. Nessa matéria especial, vamos te dar dicas valiosas para você aproveitar ao máximo e ter uma ótima experiência no torneio. Se você vem do futuro e está se preparando para outro Regional, nossas dicas poderão se encaixar para você também.

Considere que você está indo para uma jornada. Sendo assim, arrume os itens necessários em sua Bag, assim como você faria em um jogo de RPG.

Os principais itens que você precisa levar são: o Deck (obviamente), Marcadores de Dano, Marcador V-ASTRO (sim, ele é obrigatório, mesmo que você não vá usá-lo) e Dado Translúcido ou Moeda (em bom estado). Vamos dizer que esses são os seus Key-Itens.


O mais indicado para utilizar como marcadores de dano são dados, porém até aqueles marcadores de papel que vinham nos antigos Decks Temáticos são válidos. No entanto, você precisa ter pelo menos um dado translúcido ou uma moeda em bom estado para utilizar em situações de cara ou coroa durante as partidas. Já o marcador V-ASTRO pode ser desde um papel escrito V-ASTRO até o marcador de acrílico que acompanha na Coleção de Treinador Avançado.

Outros itens extremamente essenciais em um Regional são Playmat e Sleeves. Esses itens são dados em seu Kit de Inscrição (Sleeves são dados apenas em Intercontinentais), junto com uma carta promocional exclusiva. Utilizar um Playmat não é obrigatório, sua única obrigação é manter um campo organizado. Nos torneios grandes, geralmente a mesa possui uma toalha que já protegeria um pouco suas cartas, mas se seu playmat está com você, por que não usar?! Quanto aos sleeves, podemos dizer que são obrigatórios sim, fora que você não vai querer danificar muito suas cartas enquanto embaralha. A escolha de um bom sleeve é essencial para proteção das cartas, agilidade ao embaralhar e diminuir as chances de um sleeve estourar durante uma partida.


Se você for um jogador da categoria Master, não espere pausas para almoço. Elas não costumam acontecer, então se prepare para enfrentar 9 rodadas intensas de torneio. Embora aconteça de você ter mais tempo entre uma ou outra rodada por ter terminado a partida mais rápido ou por algum atraso no evento, pode ser que não dê tempo de almoçar. Então, priorize bem o seu tempo e suas necessidades.

Leve sempre uma ou duas garrafas de água ou algum isotônico e algum tipo de alimento, como biscoito, sanduíche, barra de cereal ou chocolate. Não esqueça de ir ao banheiro durante o intervalo das rodadas, o nervosismo somado à vontade de ir ao banheiro durante uma partida te faz perder completamente a concentração, além de ser ruim para o organismo e causar dores. O local do evento costuma ter vários banheiros e várias opções para comprar comida e bebida (isso pode ter sido alterado devido às restrições atuais, mas acredito que não).


Dicas importantes

Cada pessoa funciona de uma forma, mas tem algumas dicas que podem ser úteis para você em um torneio grande, são elas:
 
  • Alongue-se antes de sair de casa: Você passará muitas horas sentado, alongar-se pode aumentar sua resistência a algumas dores.
  • Durma bem na noite anterior e vá com os olhos descansados: Uma boa noite de sono antes de um regional pode te beneficiar com um número menor de missplays e maior concentração durante o torneio. Se você utiliza óculos, leve um pano para limpá-los. Talvez utilizar lentes de contato não seja uma boa ideia.
  • Tome um bom café da manhã: Não vá para o torneio de barriga vazia. Nunca se sabe que horas você conseguirá se alimentar.
  • Mantenha a calma: Muitos jogadores sentem bastante nervosismo em torneios grandes. Respire e faça o que você treinou para fazer.

Dicas competitivas

Agora que você já sabe os itens que deve levar para o torneio e algumas práticas que podem te beneficiar ao longo do dia de jogatina, vou encaminhar uma série de dicas competitivas para que você esteja em alerta durante o torneio. Essas dicas são a cereja do bolo e, com certeza, eu gostaria de ter tido elas no meu primeiro Regional, contudo só fui me atentando com a experiência em jogar torneios presenciais.

Um bom embaralhamento é essencial

Muitos jogadores não sabem embaralhar, principalmente os que estão mais acostumados com o TCG Online. E não há nenhuma vergonha nisso. Embaralhar corretamente, com uma velocidade razoável e randomizando bem as cartas requer certa prática. Um deck consistente irá funcionar muito bem caso o embaralhamento seja bom. Se você não tem muita prática de embaralhar, assista esse vídeo do Andrew Mahone, onde ele dá várias dicas sobre embaralhamento. A minha dica é: embaralhe ao menos 7 a 9 vezes, trabalhando bastante toda dimensão do deck. Riffle Shuffle também é uma boa técnica para incrementar seu embaralhamento.


Sempre corte o baralho do seu oponente

Para evitar qualquer problema e diminuir chances de cheat (o famoso roubinho), sempre que o oponente terminar um embaralhamento, corte o baralho dele. Uma dica, que é algo que eu gosto de fazer: corte em posições diferentes, não dê ao seu oponente um padrão de corte. Mas lembre-se: cortar não é manipular o deck! Um corte deve ser feito apenas pegando uma quantia de cartas juntas e colocando embaixo de outra quantia de cartas juntas, sem manipular nenhuma carta individual. Se você manipular de alguma forma alguma carta, seja aquela que ficou na mesa e você colocou no topo, ou um corte em mais de uma posição ou até mesmo embaralhar o baralho do seu oponente, ele pode fazer um corte após a sua manipulação.
 

Fique atento quando seu oponente fizer uma busca no deck

Uma forma bastante comum de cheat é durante uma verificação no deck ou uma busca, o seu adversário modificar a posição de algumas cartas que não são as que ele irá buscar naquele momento. Isso pode fazer com que ele embaralhe o deck de uma forma que, após o seu corte, ele tenha mais chances de comprar aquela carta que “ele separou”. Embora isso seja uma forma de cheat muito difícil de visualizar, principalmente sem um juiz perto, assim como provar o ato ilegal, se você desconfiar que seu adversário realizou uma ação desse tipo, embaralhe o deck dele em vez de apenas cortar.

Mantenha seu descarte organizado e claro

O descarte é o mais próximo que o TCG físico tem de um log de ações. Mesmo que existam formas de retornar cartas do descarte para o deck, um descarte organizado deixa o jogo mais claro, tanto para você quanto para o seu oponente, além de trazer base para argumentos, caso algo seja questionado durante a partida, tanto pelo oponente quanto por um juiz. Atos como embaralhar o descarte podem, eventualmente, te prover um warning durante o jogo, mesmo que sem querer.
 

Mantenha seus sleeves limpos e sem marcas

Sleeves podem te causar muita dor de cabeça se estiverem marcados (marcas de unha, dobras, sujeiras em cartas específicas). Punições para sleeves marcados podem até mesmo te trazer uma derrota, mesmo que tenha sido sem malícia.


Cuidado com cartas reverse foil ou cartas tortas

Assim como os sleeves marcados, cartas tortas podem ser classificadas como cartas marcadas, gerando punições semelhantes ou até piores aos sleeves marcados. Além disso, para continuar no torneio, você será obrigado a trocar essas cartas marcadas por novas. Cartas reverse foil e algumas ultras raras, após receberem umidade, podem ficar curvadas a ponto de serem consideradas cartas marcadas. Se você precisar usar uma carta que esteja nessas condições, alguns dias antes do torneio coloque essas cartas sleevadas abaixo de uma pilha de livros e force desentortar, cuidadosamente, com um lápis dobrando, levemente, ao sentido contrário da curvatura. Costuma dar certo.


Fique atento ao tempo das suas jogadas e as jogadas do oponente

Jogadores iniciantes têm muita dificuldade em jogar rápido. Apesar de não ser necessário jogar rápido como alguns jogadores mais conhecidos e experientes como Tord Reklev ou Azul Garcia, tente otimizar suas ações. Não fique parado pensando. Pense a todo momento, enquanto embaralha, enquanto seu oponente está jogando e enquanto você realiza uma busca. Embora não exista uma regra informando o tempo exato que você pode ficar fazendo cada ação, é bom não ultrapassar muito 10 segundos para ações simples, como decidir se vai atacar ou não e realizar uma busca óbvia no deck. Observar muito tempo o seu próprio descarte e ficar olhando sua própria mão sem tomar nenhuma ação, somado a demora em realizar ações, pode te implicar penalidade de slowplay ou anti-jogo. Os juízes são preparados para interpretar bem esses acontecimentos.
 

Você pode tentar causar um empate de uma “forma limpa”

Talvez o mais polêmico que eu vá falar nesse texto, mas, sim, existem formas de você acabar forçando um empate de forma limpa e dentro das regras, por mais que isso possa irritar seu adversário e seja até passível a alguns juízes interpretarem como anti-jogo. Se você está jogando em um tempo ágil todas as suas ações, sem slowplay, sem muitas buscas para nada no deck (e olhando o deck nessas buscas diversas vezes no mesmo turno) e sem tentar ganhar tempo embaralhando o deck a todo momento, você pode traçar uma estratégia de empate. Como? Encaminhando o jogo para um estado de stall game. Realizando trocas para Pokémon com HP cheio que não sofrerão nocaute, mesmo que você não ataque. Utilizando cartas de Gust no seu oponente apenas visando que ele não consiga atacar naquele turno. Existem diversas formas legais de conseguir segurar um empate, por mais controversas e, às vezes, “antidesportivas” que elas sejam. Esteja atento, pois isso também pode acontecer contra você.

É permitido dar ID, desde que os dois jogadores concordem

O ato de dar ID é quando ambos entendem que um empate é um bom resultado naquele momento do torneio. O ID é muito comum nos torneios, principalmente nas últimas rodadas, e ele está previsto nas regras, embora alguns pontos devam ser observados e tenham sido modificados nas regras nos últimos anos. Lembre-se, você não pode ficar pressionando seu oponente a aceitar um ID e vice-versa, muito menos oferecer algo em troca. O que deve ser feito é deixar claro que você se sente confortável em realizar um ID, e deixar a decisão para seu adversário. Caso ele também esteja confortável com o ID, ambos marcam TIE na filipeta e chamam o juiz.

Pokémon TCG e Pokémon TCG Online são jogos diferentes

Em um torneio oficial de Pokémon TCG o que vale é o livro de regras da Play! Pokémon e a aplicação das regras por parte da equipe de juízes. Todo torneio aparece alguém soltando o argumento de que “no online funciona assim”. A resposta do juiz vai ser exatamente essa que eu frisei em negrito acima.

Os três turnos

Uma quantidade muito grande de partidas são decidias em três turnos. Quando o tempo de uma rodada se encerra (50 minutos), o jogo tem até três turnos para ser decidido. Funciona assim: aos 49:59 do relógio do torneio está no turno de João e ele ainda não finalizou sua jogada e o tempo acaba. Isso significa que, ainda no turno de João, esse turno será o turno zero. Sendo assim, João só terá aquele turno em andamento e mais um para finalizar suas ações naquela partida. Após o turno zero de João, é o turno um, que será da adversária dele, Maria. Após o turno um, João jogará o turno dois, seu último turno e, finalmente, será o turno três, último de Maria e último da partida. Caso a partida não tenha um vencedor durante os três turnos, será declarado empate.
 

Evite missplays ou tentar voltar uma jogada

Em um treino ou um jogo entre amigos, voltar uma ação rápida como baixar uma energia e na mesma hora retirar aquela energia não costuma causar nenhum problema. Mas, em um torneio oficial, se você baixar uma carta, aquela ação já foi tomada, então apenas siga em frente. Retornar ou pedir para retornar uma ação é um ato ilegal. Mesmo que seu adversário permita que você retorne, isso pode te deixar a mercê de alguma atitude desleal dele de chamar o juiz após “ter permitido” você voltar a jogada. Esse tipo de missplay não é muito difícil de evitar, tente treinar em “modo torneio”, sem a opção de voltar ações. Isso pode, até mesmo, te ensinar a sair de situações delicadas em um game.
 

Saiba o que tem no seu baralho e conte seus recursos

Essas duas dicas são um pouco mais avançadas e estão diretamente relacionadas ao seu gameplay. Sempre que o jogo começar, em sua primeira busca ao deck, verifique todos seus recursos disponíveis, assim você poderá começar a traçar um melhor plano de jogo para aquela partida. Não deixe de conferir quais são as seis cartas que não estão no baralho e nem em sua mão, os prizes.

A primeira busca ao deck não te dará uma punição de slowplay por demorar um pouco mais para verificar o que está lá e o que não está. Durante a partida sempre esteja atento aos seus recursos, como outs de switch, energias, cartas de busca, entre outros. Preserve bem o que você precisará nos seus próximos turnos e não esqueça de filtrar o deck, descartando recursos dispensáveis.
 

Seja simpático, mas continue focado

Muitos jogadores participam dos torneios grandes exclusivamente para se divertirem e fazerem amizades. Esse tipo de jogador, às vezes iniciante, costuma conversar e ser descontraído durante a partida, não ligando muito se irá perder ou ganhar. Se você também estiver nesse humor, não se preocupe, divirta-se. Apenas fique atento para possíveis warnings caso tenham juízes por perto. Porém, caso você esteja focado em não apenas se divertir, mas fazer um bom resultado final no torneio, fique o tempo todo focado. Não precisa ser desrespeitoso ou mal-educado com seu oponente, apenas fique um pouco mais sério e diga que está concentrado. Não é um caso para se chamar juiz ou coisa do tipo, é algo bem tranquilo.

Poderia passar mais algum tempo aqui escrevendo outras dicas, mas o importante é aplicar essas que já citei visando um torneio mais saudável, divertido e, quem sabe, vitorioso. Boa sorte em suas partidas e divirta-se!

Post Top Ad