Pokémon, O Filme: Detetive Pikachu pode trazer mais fãs à franquia Pokémon? - Pokémon Blast News

Novidades

/

Ad superior

16/02/2019

Pokémon, O Filme: Detetive Pikachu pode trazer mais fãs à franquia Pokémon?

Ao longo de todo o ano de 2018, surgiram rumores de que havia em planejamento um filme baseado no jogo Detetive Pikachu, disponível para Nintendo 3DS. No entanto, embora esses rumores fossem ficando cada vez mais reais, ninguém acreditava que o longa realmente vingaria, já que nunca antes foi visto um filme da franquia Pokémon em Live-Action. Quando o primeiro trailer de Pokémon, O Filme: Detetive Pikachu chegou, portanto, todos ficaram extremamente surpresos (positivamente) com aquilo que viram, e passaram a acreditar que há esperanças de que seja um sucesso.

A primeira reação da Internet ao trailer foi, de certa forma, muito gratificante. Os comentários diziam que as aparências dos Pokémon, retratados como personagens reais, estavam coerentes com a tecnologia atual de computação gráfica, o que faria com que o filme pudesse se tornar mais realista. As texturas de Pikachu, Charizard, Jygglypuff, Greninja e Mr. Mime, apenas alguns dos Pokémon que aparecem no trailer, foram extremamente elogiadas e mostraram o potencial que o filme pode ter.

E é exatamente isso que esta matéria irá trazer: uma discussão sobre Pokémon, O Filme: Detetive Pikachu, e seu potencial para se tornar um marco do cinema e garantir um sucesso capaz de trazer mais fãs à franquia.

Para começar esta discussão, temos de lembrar, primeiramente, que a franquia Pokémon se originou não de Animes, mas sim de jogos. E, sendo assim, uma adaptação Live-Action de Pokémon seria, na realidade, uma adaptação de um jogo eletrônico para um filme. E essa não seria a primeira vez que isso ocorreria, já que há diversos exemplos de jogos que ganharam filmes nas últimas décadas: Super Mario Bros. (1993), Street Fighter (1994), Mortal Kombat (1995), Far Cry (2008), Tomb Raider (2018), Resident Evil (2017), World of Warcraft (2016) e o recente Assassin's Creed (2016). E, olhando por retrospectiva, foram poucos os filmes que realmente conseguiram alcançar um sucesso de público ou de crítica, sendo considerados realmente bons. A grande maioria foi, na opinião geral, no máximo "mediano".

Mas a falha de projetos anteriores poderia decretar o futuro fracasso de um novo filme baseado em um jogo eletrônico? A resposta é simples: não. As adaptações baseadas em outras mídias sempre foram uma fonte de ideias do cinema, podendo ser citados tanto exemplos bons quanto ruins. Por exemplo, a saga Harry Potter, a saga Senhor dos Anéis, e a saga Jogos Vorazes são passíveis de serem citados como sucessos cinematográficos baseados em uma adaptação da obra original - nesse caso, de livros consagrados. E mesmo que haja outros diversos exemplos de boas adaptações de livros para os cinemas, esse não é o principal ponto em que esta matéria irá chegar.

Retornemos à 2008, um importante ano para as adaptações cinematográficas. Neste ano, além de termos o lançamento do primeiro filme do Homem de Ferro, que daria a base para todo o futuro universo que a Marvel criaria no cinema, tivemos também o que para muitos é até hoje a melhor adaptação baseada em quadrinhos: Batman, o Cavaleiro das Trevas. Ambas as obras são completamente baseadas em histórias de personagens ficcionais, que fizeram sucesso em histórias em quadrinhos do último século. E, mesmo que os filmes não fossem inteiramente fieis ao seu material original, eles foram responsáveis por recriar toda a cultura POP contemporânea que veio depois deles.

O ponto é: super-heróis não eram tão famosos à 20 anos atrás, antes das consagradas adaptações cinematográficas. E mesmo assim, hoje, é comum ver crianças (ou até adultos) andando com a camiseta do Capitão América nas ruas, ou utilizando mochilas personalizadas do Batman. Mas, parando para refletir, é improvável que essas crianças tenham realmente lido os quadrinhos originais para conhecer os personagens, o que nos leva a uma provável afirmação: elas conheceram todos eles através dos filmes. E esse é o potencial que Detetive Pikachu traz à franquia Pokémon.

A futura adaptação cinematográfica baseada em Pokémon, que já gerou reações positivas por seu trailer, pode gerar também um marco na franquia à medida que chamar a atenção de novas pessoas que nunca se interessaram por Pokémon. E trazer a marca de um Blockbuster cinematográfico, juntamente com o nome de peso de sua distribuidora (Warner) e um ator carismático no papel principal (Ryan Reynolds), certamente fará com que muitas pessoas que nunca ligaram para Pokémon tirem um tempo para passar ao cinema.

Pensem novamente em 2008, quando ninguém conhecia o personagem do Homem de Ferro, e, de uma hora para outra, ele se tornou um ícone da cultura POP. Agora juntem esse fato à famosa marca Pokémon, que já possui ícones extremamente famosos - o próprio Pikachu é um deles - e notem que Detetive Pikachu pode sim trazer diversos novos fãs à franquia. E da mesma forma que a Marvel criou um império cinematográfico, a The Pokémon Company e a Nintendo podem utilizar a forte marca da franquia para fazer o mesmo.

Apenas como uma comparação, lembrem-se do extremo sucesso do lançamento de Pokémon GO no Brasil em agosto de 2016. Na época, era comum ver pais, tios ou até mesmo avós jogando pelas ruas, juntamente com os filhos, sobrinhos e netos. Certamente, várias daquelas pessoas sequer conheciam os nomes dos três iniciais de Kanto - os únicos disponíveis na época -, e mesmo assim eles se divertiam com Pokémon GO. O sucesso do jogo, durante aquele período, foi responsável por fazer com que Pokémon ficasse extremamente comentado, e, da mesma forma, Detetive Pikachu tem potencial para garantir o mesmo sucesso.

Tudo isso, somado aos rumores de que a The Pokémon Company tem planos de criar um filme Live-Action baseado em Mewtwo e outro baseado nos jogos originais Red & Blue, podem garantir que Pokémon, daqui a alguns anos, tenha um universo de filmes Live-Action e cresça ainda mais como o símbolo da cultura POP que ele já é. Para isso, basta que o filme seja considerado de boa qualidade por grande parte do público e da crítica, diferentemente do que ocorreu com a maioria das outras adaptações baseadas em jogos eletrônicos.

Pokémon, O Filme: Detetive Pikachu estreia nos cinemas brasileiros dia 9 de maio de 2019.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após a aprovação.
Comentários pejorativos e desviados do assunto abordado no post serão automaticamente excluídos.

A PBN agradece a sua participação!

Post Top Ad