Pokémon GO Banido no Irã e Outros Locais do Mundo - Pokémon Blast News

Novidades

Ad superior

08/08/2016

Pokémon GO Banido no Irã e Outros Locais do Mundo


O Conselho Superior de Espaços Virtuais do Irã baniu, neste último sábado, o jogo Pokémon GO em seu território. O motivo alegado foi de que o jogo causa "preocupações de segurança", mas não especificou quais seriam estas preocupações!

No último mês, autoridades iranianas já consideravam um banimento do aplicativo, só que resolveu esperar-se que as autoridades e a Niantic trabalhassem conjuntamente para criarem certos tipos de restrições para os jogadores em seu território (não se sabe também quais seriam estas restrições). A atitude não deu certo e, neste mês, finalmente o aplicativo foi banido do país.

Outros banimentos também ocorreram (até mesmo antes desse banimento no Irã), só que em menor escala. Um exemplo destes banimentos é o banimento feito pelo Departamento Correcional do Estado de Nova Iorque, nos EUA, que proibiu, somente para criminosos sexuais em liberdade condicional, o download, acesso ou outra forma de uso de quaisquer atividades de Internet, incluindo nisso, o jogo da Niantic. A medida foi tomada para previnir novos crimes sexuais que possam vir à acontecer, e o não cumprimento, levará o preso de volta para a prisão.

Outro exemplo é o Kuwait, que proibiu o jogo em locais e instalações governamentais. Já as Forças de Defesa de Israel, proibiu o jogo para seus militares e também proibiu o uso do aplicativo em suas bases militares. A Indonésia proibiu o jogo para seus policiais em horário de serviço, e isso desde antes do lançamento oficial no país.

Outros países ainda consideram o banimento do jogo, como Singapura, que, segundo o ministro das comunicações Yaacob Ibrahim, será analisada a maneira que o jogo será jogado e se oferece riscos para a sociedade, e disse que a aprovação da censura estará (ou não) nas mãos da MDA (Autoridade de Desenvolvimento de Mídia de Singapura).

Há também países que querem banir o jogo por motivos religiosos, como a Arábia Saudita, onde o Conselho Sênior de Eruditos decretou proibido o uso do aplicativo, isso tomando como base uma fatwa (decreto islâmico) que decretou Pokémon uma franquia anti-islâmica no ano de 2001. Porém, a decisão será revista e analisada com mais cuidado. Usando a mesma fatwa, líderes islâmicos da Malásia e na Índia, recomendaram aos islâmicos de seus países a não jogarem o jogo.

Já na Rússia, que ainda não teve o jogo lançado, líderes e religiosos temem o seu lançamento por considerarem que o jogo seja usado para espionagem. A mesma alegação de ameaça da Segurança Nacional foi dado no Egito e na Indonésia.

Fora isso, ainda há alegações religiosas em todo mundo, tratando o jogo como "demoníaco" e que há nele o "odor de satanismo".

Fontes: Pcmag, O Dia, USA Today, NYT, Idaho Statements, BBC, Times of India, The Japan Times e The Moscow Times.

Post Top Ad