5 Motivos para Amarmos a Íris



Olá Treinadores, e Treinadoras!

Na saga de Pokémon temos muitos momentos divertidos, de tensão, de surpresa e de emoção. (Ah, a emoção, esse sentimento que faz brotarem ciscos nos olhos nos momentos mais inoportunos). Durante toda nossa jornada junto a Ash, Pikachu e seus amigos, somos convidados a conhecer um novo personagem em cada nova cidade/ região em que nossos aventureiros se encontram.

Como todo fim de episódio, acontecem as despedidas, promessas de uma próxima batalha ou aventura, sempre nos deixando ansiosos por mais.

Falando em despedidas, alguns personagens principais se despedem ao longo de cada nova geração, nos deixando um vazio e uma saudade imensa da sua personalidade, humor, de seus Pokémon ou modo de batalhar. Mas esse não é o caso da Íris de “Black & White”. Oi?


Para que sejam corrigidas e repensadas possíveis injustiças com essa fenomenal e adorável treinadora, trazemos:

5 Motivos para Amarmos a Íris



  • Destemida

O que seria do nosso herói sem ela no episódio "663 - Um Sandile Louco Pra Mudar", em que o pensamento rápido de Iris impede Ash de cair em água fervente? Ou ainda no episódio “673 - Um Minccino Arrumadinho”, em que a treinadora de dragões usa da sua agilidade para escapar de cair no rio quando Ash e Cilan não escapam? Mesmo com seu senso de direção ruim, confiar no sexto sentido de Iris e em sua ligação com a natureza parece promissor.



  • Conhecedora da Natureza

No episódio “671 - Um Lar para Dwebble”, Iris se mostra necessária quando revela seus conhecimentos em medicina natural Pokémon ao tratar o Pansage de Cilan, atingido por uma pedra. Com o auxilio de ervas o Pokémon fica novo em folha. Eu ia querer por perto quem me salvasse de apuros até chegar ao próximo Centro Pokémon. Você não?



  • Perspicaz

Em “690 - O Caminho de uma Mestra de Dragões”, Iris nos ensina que devemos ser atentos aos pequenos detalhes, quando ajuda Emmy, uma jovem treinadora dos Tipo-Dragão, a achar e acalmar seu Druddigon, notando que a razão de todo o seu mau-humor era apenas uma corda enrolada em seu tornozelo. Nossa heroína salva o dia apenas com seu senso de observação. 



  • Justa 

Como vemos em um flashback no episódio “696 - Iris e Excadrill Contra a Exterminadora de Dragões”, nossa heroína não suporta ver injustiças, e tem sérios problemas com valentões (o Drilbur espertinho que o diga, não é mesmo?). Ao atacar um pobre Patrat, roubando sua toca e comida, Drilbur é desafiado por Iris, que não deixou barato sua atitude. Sem a ajuda de nenhum outro Pokémon ela é derrotada inúmeras vezes, até que o vence quando ao se defender acaba por arremessá-lo para as árvores, onde ele fica preso por vinhas sobre um penhasco. Após ir ao seu socorro, Drilbur se sente grato, os dois se tornam bons amigos e futuramente, uma ótima equipe em batalha. Todos merecem uma segunda chance.



  • Humilde

Ainda no episódio 696, vemos que a forte ligação entre Iris e Drilbur faz com que ele evolua para um belo Excadrill durante uma batalha no torneio da Vila dos Dragões, vencendo um Druddigon. Eles ainda não sabiam, mas estavam sendo observados por Drayden, o Grande Mestre dos Dragões, que fica impressionado com as habilidades de batalha de Iris, mesmo sem a garota ter tido um treinamento formal. Iris atribui sua experiência aos seus amigos Pokémon, e desafia Drayden para uma batalha que seria sua vitória de número cem, invicta. Drayden acaba os derrotando com seu Haxorus. Excadrill fica magoado com sua derrota, e Iris entende que não usou uma boa estratégia nesta batalha e que deve confiar mais nos instintos de seus Pokémon. Ao entender os sentimentos de Excadrill, Iris se desculpa, e a amizade dos dois se fortalece ainda mais. O que vale mesmo é o aprendizado.


Nada de choro compulsivo, gritinhos apavorados ou pernas bambas, quando falamos de coragem, destreza, saúde Pokémon, perspicácia, justiça e humildade, estamos nos referindo a Iris, com certeza. Ela é ágil, intuitiva, aventureira, sempre é a primeira a sugerir e incentivar novas experiências e não tem medo de falar o que vem a cabeça.


Como não se encantar com essa treinadora de Dragões e seu melhor amigo Axew, tão fofo, viajando em seus cabelos? Nesse caso não temos uma resposta, então só nos resta amar.

8 comentários:

  1. A Iris ñ é minha preferida, mas gosto mt dela. Achei injusto ela ñ aparecer em X&YZ.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda acredito num especial dela com a Serena em Hoenn se encontrando. Se teve com Cilan, deve ter com a Iris, é o justo

      Excluir
  2. iris? só conheço a do generations.

    ResponderExcluir
  3. A história dela é até legal, mas toda a premissa de B&W querer dar uma impressão de primeira geração foi uma tacada super mal feita. Eu preferia mil vezes conhecer a personagem do jogo, a Hilda, do que a Iris!

    Concordando com o comentário acima, eu também só conheço a Iris do Generations e da game também, porque essa é uma completa decepção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Colocar a Hilda no lugar da Iris não mudaria nada, só o visual, seria a mesma personagem porque foi assim que os escritores quiseram desenvolver a compainheira do Ash em BW.

      Se bem que seria uma boa, assim Iris teria menos haters e talvez o devido carinho que ela merece.

      Excluir
  4. Comecei a gostar mais da Iris depois do episódio "696 - Iris e Excadrill Contra a Exterminadora de Dragões". Achei sensacional a história dela, sem falar que ela realmente quebra muitos estereótipos machistas.

    ResponderExcluir
  5. A Iris é uma personagem fantástica (isso inclui sua "versão" do anime), sinceramente não entendo como tanta gente simplesmente odeia ela.

    ResponderExcluir
  6. Aham, Cláudia, senta lá.

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após a aprovação.
Comentários pejorativos e desviados do assunto abordado no post serão automaticamente excluídos.

A PBN agradece a sua participação!