Razões para jogar TCG

Pokémon já está chegando no seu vigésimo aniversário, e muitas surpresas ainda nos aguardam. A marca de duas décadas impressiona, mas além do renome, Pokémon também é uma franquia extensa, abrangendo várias mídias. É difícil achar quem não tenha ao menos ouvido falar do anime. Os jogos também são muito conhecidos, acompanhando sempre os portáteis da Nintendo, e o mangá finalmente está em solo brasileiro, consolidando a base de fãs. Mas e o Trading Card Game (TCG)? Nunca ouviram falar? Nunca tiveram curiosidade? Bem, trago minhas razões pessoais e lhes apresento uma das faces mais dinâmicas da franquia!

Vamos lá!

Pela emoção

Sabe aquela sensação de andar pelo matinho nos jogos, na espera que um Pokémon apareça? Você vai ter uma sensação parecida ao abrir um booster. Os encontros no jogo são aleatórios, mas as espécies são determinadas conforme a localidade. Dentro do seu booster, você poderá achar qualquer card daquela expansão. Pode se deparar com um Mega Mewtwo EX... ou com um Starly, né. Há um balanço das raridades dos cards que vem nos pacotinhos, então ao menos um card bom você irá pegar.


Esse clima de surpresa também é visto em batalha. Você pode conhecer o seu deck e o do seu adversário, mas nunca terá duas partidas iguais. Você pode até tentar prever a partida em termos de probabilidade, mas nunca dá para saber como irá se desenrolar o jogo. Sorte e estratégia vão lado a lado, cabe a você decidir quem vai à frente... Uma absoluta falta de sorte pode ser contornada com uma boa estratégia, usando um deck consistente para driblar estatísticas desfavoráveis. Ou você pode contornar uma boa estratégia com uma BOA dose de sorte e também de atenção, notando o desempenho do adversário e usando o card certo, na hora certa.



Pela identidade e peculiaridades

O TCG é um pacote de referências, muitas mecânicas dos jogos e situações do anime são adaptadas para seus cards. Você vence uma batalha se seu oponente não tiver mais nenhum Pokémon, certo? No TCG essa condição é mantida, com um adicional: você pode vencer se conseguir pegar todos os seus seis prêmios, referenciando o limite máximo de Pokémons que é possível levar no anime e nos jogos. Você pode evoluir seus Pokémons, mas não precisa seguir o esquema de condições para tal: basta ter o Pokémon em campo e o card de sua evolução, assim como no anime onde o Pokémon pode evoluir a qualquer momento. E assim como nos jogos há pessoas que estão dispostas a te ajudar (nem que seja atuando como obstáculos), no TCG temos cards de Apoiador. Claro que os de item também não poderiam faltar.

É interessante notar o paralelo dos jogos e do anime com os efeitos no TCG, mas este tem também uma identidade própria. O TCG já se antecipou aos jogos algumas vezes, como exemplo ao apresentar o conceito de Poké-Power em suas primeiras expansões, que se consolidou como as Abilities na terceira geração dos jogos. Outro exemplo é a questão do recuo: enquanto a troca nos jogos possui somente um turno perdido como revés, no TCG há a perda de energia, mas ela é dosada por fatores como tipo do Pokémon e sua velocidade, além dos efeitos em campo. Você paga muito mais para recuar um Mega Aggron EX do que um Starly, por exemplo.
  

Muitos Pokémons possuem golpes que não aparecem nas demais mídias, e a definição de "tipo" é muito mais flexível, o que interfere nas estratégias. Há espécies de Pokémons, Itens e Apoiadores exclusivos do TCG, e mecânicas próprias como os conceitos de energia, banco, mão, pilha de descarte, devolução e deckout, que distinguem o TCG não só das outras mídias mas também de outros TCGs, como Magic e Yu-gi-oh.


Pela arte

A COPAG decidiu traduzir TCG como "Estampas Ilustradas", e não foi à toa. A arte dos cards carrega todo o esforço dos seus ilustradores ao retratar Pokémons, itens e pessoas. Os Pokémons aparecem em seu meio selvagem, usando seus golpes, intimidando o oponente ou simplesmente sendo mimados por seus treinadores. Os itens saem dos sprites que estamos acostumados a ver e ganham um novo nível de detalhe. Os treinadores e demais pessoas, especialmente quando são "full art", são retratados de forma diferente das artworks dos jogos, revelando alguns aspectos de sua personalidade. Há um cuidado até mesmo no cenário. Em alguns cards é possível notar que não é uma localidade genérica, como uma floresta, mas sim a floresta de Santalune. Em alguns cards há vários easter eggs espalhados, como berries, pedras e itens.


As técnicas usadas para ilustrar os cards também são variadas, indo de massinha ao desenho linear, da pintura até o nível foto-realista. E não são só os cards: decks e boosters também trazem ilustrações muito bem-feitas, transmitindo toda a força do Pokémon.


Pelas novas amizades

A não ser que se esteja jogando o TCG online, é necessário mais alguém para começar uma partida de TCG. Claro que as primeiras pessoas que você irá desafiar são seus amigos, mas ao entrar na sua lojinha preferida para comprar mais boosters ou um novo deck, você poderá encontrar novos desafiantes. Em eventos e torneios, oficiais ou não, haverá muita gente que você não conhece. 


Além de testar seu deck, você pode aproveitar o final da partida para ver se outros jogadores tem aquele card que você está procurando, pedir algumas dicas, discutir estratégias e os rumos do metagame, ou simplesmente puxar conversa. Uma dos aspectos mais interessantes do TCG é que ele não só reúne fãs e jogadores, como também promove uma interação entre eles.

Bem, espero ter despertado a curiosidade de vocês em relação ao TCG. Lembrando que amanhã tem o Pokémon Day, e que a COPAG estará promovendo encontros entre os jogadores. Se você se interessou e quer jogar, veja na nossa barra lateral onde encontrar seu primeiro deck!

Nos vemos nos nossos próximos destinos!

3 comentários:

  1. Realmente mim encantei pelo jogo, até baixei, mas infelizmente o jogo na momento que abri da erro..😢😢

    ResponderExcluir
  2. legal mais! mais! tcg

    ResponderExcluir
  3. Caríssim@, a qual jogo você se refere? TCG é o de cartas, mas temos o TCG Online, além do jogo para Gameboy Color (também disponível no Virtual Console) que trazia os cards da série original. Não sei se posso ajudar, mas suponho que seja problema de cadastro ou download.

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após a aprovação.
Comentários pejorativos e desviados do assunto abordado no post serão automaticamente excluídos.

A PBN agradece a sua participação!