Review: Pokémon XY078 & O fracasso de Hoopa nos cinemas

Fala, galera!
Que tal começar a semana lendo um novo review de Pokémon XY? E ainda de quebra ler uma análise sobre o desempenho ruim de O Arquigênio dos Anéis - Hoopa nos cinemas japoneses!
Boa leitura pra vocês e sexta-feira tem mais!
Além disso, gostaria de aproveitar para convidá-los a visitar o meu blog que este mês ficou bem movimentado! Pra começar, eu comecei a publicação de uma série de tabelas mostrando a audiência de TODOS OS EPISÓDIOS de Pokémon no Japão ao longo desses 18 anos. Já foram publicadas as tabelas de Kanto e Ilhas Laranja, Johto, Hoenn, Batalha da Fronteira e Sinnoh e em breve cobrirei os episódios da série Best Wishes! Além disso, rolou a já costumeira publicação da review de Pokémon: Black & White #6 e a mais nova atualização da Tabela de Batalhas de Ash! Pra acessar e ver tudo isso, basta clicar aqui.
Desejo a todos, uma boa leitura!

XY078/ Episódio 882 - Pikachu se Torna um Astro!? Seu Filme de Estreia!!
Como Fazer Pikachu - O Filme! Preparar! Ação!!
O Herói do Trovão! Super Pikachu!!
Os Emocionantes Erros de Gravação de Pikachu

Pokémon sempre gozou de diversos artifícios para promover o lançamento cinematográfico de seus filmes anuais: seja exibindo os trailers e vídeos especiais depois dos episódios, ou incorporando os mascotes nas aberturas, encerramentos e vinhetas do intervalo ou até mesmo fazendo encerramentos temáticos ou boletins informativos mostrando os bastidores do filme e liberando informações sobre seu processo de criação. Tudo vale na hora de aumentar o interesse do público pelo produto! Porém, poucas estratégias foram tão agradáveis de se ver e soaram tão pouco comerciais quando este XY078.
A premissa que funciona oras como uma divertida metalinguagem (como a dubladora do Pikachu de Ash para o filminho ser uma clara homenagem a Ikue Ohtani - inclusive sendo dublada por ela) oras como sátira que brinca com velhos clichês do cinema (a clássica gangue do mal que rapta as donzelas indefesas) acaba gerando um episódio adorável que não só brinca com todo o processo de produção de um filme como também aproveita para adaptar o conceito da Pikachu Cosplay introduzida nos jogos Pokémon Omega Ruby & Alpha Sapphire. Porém, se nos games, tratava-se de uma Pikachu especial para os Contest Spectaculars, aqui são meros figurinos cheios de charme para o cinema!
Hideki Sonoda (roteirista de cada filme de Pokémon, de Pokémon 4 - Viajantes do Tempo a Pokémon - O Filme: Diancie e o Casulo da Destruição) parece se sentir em casa com o assunto. Sua decisão de não dar ao episódio um único título, como de costume, mas quatro - um para cada segmento - é ótima por servir bem ao propósito de mostrar como um filme é feito, de forma simples e eficaz: "Pikachu se Torna um Astro!? Seu Filme de Estreia!!" foca na parte da escalação do elenco e pré-produção, enquanto "Como Fazer Pikachu - O Filme! Preparar! Ação!!" foca no processo de roteirização, filmagem e pós-produção, "O Herói do Trovão! Super Pikachu!!" já apresenta o filme pronto e "Os Emocionantes Erros de Gravação de Pikachu" funciona como um bônus especial ou até como uma adição aos créditos do filme - afinal, este segmento é colocado depois do "Continua no próximo episódio" não é à toa.
Assim como em "Luz, Câmera, Quack-Ação", é também legal ver como Ash e cia contribuem para fazer o filme, sejam ajudando com o roteiro, atuando como dublês, maquiando e vestindo os Pokémon, ou simplesmente ajudando a coordenar todos os Pokémon envolvidos. Além disso, Sonoda aproveita para criar alguns momentos muito engraçados que não ficam restritos aos erros de gravação: é genial ver que o aparato clemôntico do dia seja o cérebro de Clemont apenas ou Bonnie se divertindo maquiando Pikachu!
Falando no rato elétrico, este episódio é uma daquelas provas incontestáveis do carisma do personagem e de como os animadores e roteiristas ainda conseguem deixá-lo interessante e cativante depois de quase 18 anos! A caracterização de cada um dos Pikachu Cosplay ficou simplesmente maravilhosa, com a dublagem distinguindo de forma perfeita um do outro - a voz da Pikachu Belle é a minha favorita ♥. Apesar de contar uma história de ação, o episódio se refreia de exibir os golpes exclusivos de cada um dos Pikachu Cosplays, assim como opta por não mostrar o Pikachu de Ash vestindo nenhuma das roupas existentes nos jogos, dando-lhe um figurino completamente exclusivo - ainda que fique implícito que o ataque especial do Super Pikachu seja Voar (ainda que por meios artificiais). O visual é tão maneiro que eu fiquei querendo um DLC com esse visual extra pra arrasar nos games.
Sinceramente, eu esperava ver Pikachu Cosplay surgindo como Pokémon de algum Performer de sucesso, mas fiquei muito feliz com a forma como eles foram mostrados. Minha única ressalva, porém, fica novamente com a questão de gênero: nos games, a Cosplay Pikachu é exclusivamente fêmea e pode assumir qualquer uma das cinco personas que suas roupas lhe permite. O anime, porém, optou por mostrar o Pikachu Rock Star e o Pikachu Libre como machos, mantendo as outras como fêmeas, se rendendo a estereótipos de gênero, inclusive tornando as Pikachu Belle e Pop Star donzelas indefesas. Enquanto eu entendo que o anime estava brincando com clichês do cinema, em sua posição como sátira, ele também tinha o direito de questionar ou deturpar esses clichês, uma escolha que acabou não sendo feita.
O velho Frank é outro grande acerto. O cineasta da terceira idade - XY anda mostrando bastante personagens idosos né? E todos muito bem construídos! - aficionado por Pikachu é um homem excêntrico e meio egocêntrico, mas muito doce e cheio de amor pelo que faz. É bacana como o episódio justifica esse amor mostrando o quanto os Pikachu estiveram presentes em sua vida, inclusive em eventos marcantes de sua vida, como seu casamento e a morte de sua esposa - outro tema que Pokémon XY não tem se refreado de mostrar aqui e ali é a morte ou o fato de que a vida acaba, algo muito ligado aos jogos Pokémon X &Y e seus conflitos de vida & morte, beleza eterna & perecimento - e como eles lhe ajudaram a superar esse momento difícil.
O que o velho Frank nos diz, sem dizer, é que se a vida lhe dá tantas coisas boas, como amigos que lhe ajudam a superar um momento difícil, por que não encontrar dentro de você uma forma de redirecionar esse amor e carinho às pessoas que te cercam? No fim das contas, uma vida motivada com a intenção de levar amor e fazer alguém sorrir certamente é uma vida que vale a pena ser vivida!


Considerações finais:
  • Eu adoro o mini-prólogo do episódio, com a cena tomando a perspectiva da câmera usada para filmar o filme;


 

  • A casa de Frank é uma verdadeira vitrine de produtos Pikachu, disponíveis no Pokémon Center mais próximo!
  • Tem alguns detalhes bem bacanas na parte dos erros de gravação, como o Clemont tendo a mesma reação nervosa que demonstrara no primeiro episódio do Pokévisão e Hawlucha parando para se exibir, disfarçando de Pikachu, em vez de fazer seu trabalho de dublê;
  • Serena usando seu talento com Pokevisão para fazer o making of é uma ótima ideia;
  • Atraindo 3,9% da audiência semanal, o especial de uma hora exibindo o XY077 e o XY078 conseguiu ficar em 9º lugar no ranking semanal de audiência. Esta foi a primeira vez em muito tempo que tivemos Pokémon no TOP 10 por duas semanas seguidas, já que o XY anterior, mostrando a captura de Noibat, também conseguiu tal feito, obtendo ótimos 4,8 pontos, alcançando o 8º lugar;
  • Ao fim do especial de uma hora, para casar com a temática deste episódio, houve a exibição de um pequeno momento para apresentar os dubladores que participaram de Pokémon XY - O Filme: O Arquigênio dos Anéis - Hoopa;
  • A posição deste episódio como o XY078 é polêmica, especialmente porque os EUA decidiram pulá-lo completamente - o que parece confirmar seu status como um especial. Todavia, a minha numeração leva em conta diversas fontes japonesas que contabilizam este episódio como um outro qualquer. Além disso, tirando os múltiplos títulos, não há nada na estrutura dele que combine com os outros especiais que vimos ao longo dos anos na franquia;
Hoopa nos Cinemas Japoneses

Falando no lançamento cinematográfico Pokémon do ano, as coisas não parecem bem. Basta uma breve olhada na tabela abaixo para ver o quanto os últimos filmes obtiveram na semana de abertura nos cinemas japoneses:


Filme
Bilheteria no fim de semana de estreia
Pokémon - O Filme: Preto - Victini e Reshiram (2011)
¥440,1 milhões (sex a dom)
Pokémon - O Filme: Branco - Victini e Zekrom (2011)
¥386,2 milhões (sex a dom)
Pokémon - O Filme: Preto & Branco (2011)
¥826,3 (sex a dom)
Pokémon - O Filme: Kyurem Contra a Espada da Justiça (2012)
¥753,7 milhões (sex a dom)
Pokémon - O Filme: Genesect e a Lenda Revelada (2013)
¥486,2 milhões (sáb e dom)
Pokémon - O Filme: Diancie e o Casulo da Destruição (2014)
¥393,2 milhões (sáb e dom)
¥559,9 milhões (sex a dom)

Desde 2012, os filmes vêm arrecadando cada vez menos em bilheteria. Enquanto isso seria considerado perfeitamente normal para Kyurem Contra a Espada da Justiça ou Genesect e a Lenda Revelada, o mesmo não pode ser dito para os filmes de Pokémon XY. Quem tem acompanhado as postagens sobre a audiência de todos os episódios de Pokémon já deve ter percebido como os primeiros episódios de uma série nova sempre fazem mais sucesso que os últimos da anterior. Isso ocorre porque um bocado de pessoas se interessam pelo começo da nova aventura e tiram um tempo para assistir aos primeiros episódios e ver se gostam. À medida que a série progride, porém, muitas pessoas vão parando de assistir até que os números se estabilizam, com apenas o público mais fiel permanecendo. O mesmo costumava ocorrer nos cinemas.
Pokémon 6 - Jirachi: Realizador de Desejos ($33,3 mi) fez mais sucesso que Heróis Pokémon ($20,8 mi), Pokémon: O Pesadelo de Darkrai ($42,4) superou de longe a bilheteria de Pokémon Ranger e o Lendário Templo do Mar ($26,8 mi), e assim sucessivamente. Quando Pokémon XY estreou, porém, o primeiro choque foi no anime: o começo da nova série não elevou a audiência do anime como costumava acontecer - houve um aumento leve, não substancial. Pior: Pokémon - O Filme: Diancie e o Casulo da Destruição foi uma decepção nas bilheterias, sendo o primeiro filme de uma nova série a não superar o último filme da série anterior. E isso tem claramente incomodado o pessoal da Pokémon Company, que decidiu fazer algumas mudanças no filme deste ano. A primeira delas foi remover Hideki Sonoda do posto que ocupara como roteirista há mais de dez anos para substituí-lo por Atsuhiro Tomioka, o melhor roteirista da série animada.
Como o Dogasu aponta em seu blog, outra mudança foi que economizaram não convidando nenhuma celebridade para fazer participação especial (no filme da Diancie, por exemplo, um jogador de futebol da seleção japonesa que disputou a Copa do Mundo 2014 foi chamado para fazer uma pequena participação - pois é, não é só no Brasil que isso acontece) e investiram o dobro para promover o filme no Japão. A própria decisão de transformar o filme numa batalha épica entre praticamente todos os lendários ao mesmo tempo parece uma tentativa desesperada de atirar em todos os públicos ao mesmo tempo.
O problema é que nada disso parece ter funcionado. Pokémon XY - O Filme: O Arquigênio dos Anéis - Hoopa estreou em terceiro lugar no Japão, fazendo aproximadamente ¥384,1 milhões de sexta a domingo, um valor bem abaixo do obtido por Diancie e o Casulo da Destruição no mesmo período no ano passado. Na terceira semana em cartaz, o filme estrelado por Hoopa caiu para a sexta posição e na quarta semana, já não estava no TOP 10 do Japão. Segundo o Dogasu, essa foi a primeira vez que algo assim ocorreu com um filme da série, já que a franquia costuma figurar entre os 10 filmes mais assistidos pelo menos até o final de agosto. Para comparação, nos anos anteriores, Diancie e o Casulo da Destruição Genesect e a Lenda Revelada ocupavam a sexta posição em sua quarta semana, enquanto Kyurem Contra a Espada da Justiça ocupava o quarto lugar. Acho que já pra considerar o décimo-oitavo filme de Pokémon um fracasso e deve ser interessante ver como a Pokémon Company vai tentar virar o jogo no ano que vem.

20 comentários:

  1. Não vamos exagerar, não foi um fracasso, só não foi tão lucrativo quanto os anteriores, mas eles ainda lucraram bastante com isso.
    E é de se esperar. Os filmes de BW foram extremamente criticados, assim como a série. Várias pessoas desistiram de Pokémon depois daquilo, XY está tentando recuperar, mas o dano já foi feito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se não foi tão lucrativo, logo foi um fracasso.

      Excluir
    2. Com certeza, os números são influenciados por vários fatores, então é equivocado julgar a popularidade da franquia pela lucratividade nos cinemas.

      Excluir
    3. verdade, eu gosto de jogar o jogo de pokemon black e white, mais o anime foi horrivel, eu esperava uma coisa mais legal, pois unova é uma das minhas regiões preferidas perdendo por hoenn e kalos

      Excluir
    4. A diferença é que BW continuava no top 10 toda semana e os filmes foram bem, já XY você vê raramente ele no top 10, o filme foi uma porcaria e foi flop, MERECIDO

      Excluir
    5. Nem colocando um monte de lendário o filme fez sucesso, XY ta sendo uma decepção em filme, jogo e anime, espero que de a volta por cima

      Excluir
    6. No geral, Pokémon ainda faz sucesso. Os jogos venderam maravilhosamente bem no 3DS e o anime ainda é mto popular. Entretanto, não dá pra negar que essa queda na popularidade causa efeito sim. Essa lucratividade cada vez menor dos filmes pode acabar fazendo com que Pokémon deixe de receber lançamentos anuais nos cinemas japonesas. As chances de o próximo filme lucrar mais que os dois últimos são mínimas - a audiência de Pokémon XY não tem subido e não sobe mais tbm (a menos que algo MUITO milagroso aconteça).
      Além disso, não basta um filme fazer lucro. Os estúdios querem sempre MUITO lucro,
      E Pokémon tem perdido sua popularidade entre as crianças japonesas tbm por influência do sucesso de Yokai Watch

      Excluir
    7. O que diabos será que tem esse yokai watch tem de bom? Nunca ouvi falar.

      Excluir
    8. Vi um video desse Yokai Watch e achei bem "meh", só faz sucesso no Japão e em minha opinião ficará só por lá mesmo, o jogo tem muita influencia do folclore japonês e por isso é muito popular lá, porém no ocidente não chegará aos pés de Pokemon por esta razão.

      Excluir
    9. Yokai Watch tem bastante influencia da mitologia japonesa, por isso faz muito sucesso lá no Japão.

      Excluir
    10. Yo-kai Watch chega ao ocidente agora em novembro, com jogo e anime! Quem jogou, diz que consegue ser melhor que Pokémon em diversos aspectos!
      A premissa é parecida com a de Pokémon, na relação de humanos que batalham e capturam monstrinhos: vc é um menino que recebe um relógio especial e precisa enfrentar espíritos - os yokais - para resolver problemas de diferentes naturezas.

      Excluir
    11. Um pouco de atenção, eu disse que o SUCESSO ficará só no Japão mesmo, não o jogo ou o anime, entendeu? E no jogo não se captura os monstrinhos e sim se faz amizade com eles.

      Excluir
  2. #ForaAsh só isso salvará... eu mesmo parei de assistir na saga da batalha da fronteira (apesar de que de vez em nunca eu penso em dar uma olhada só para ver como eles estão retratando os lideres de ginásio no anime :/)

    PS: Outra coisa interessante seria na próxima geração eles criarem Lendários que incrementem um pouco mais a mitologia Pokémon.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sdds lendários mais míticos, como os de Sinnoh

      Excluir
    2. Nossa será o fim da minha franquia favorita?

      Excluir
  3. Verdade seja dita, está na hora da Pokémon Company repensar seus filmes e o anime. O anime XY tem sido muito bom (tem algumas sequências de episódios que deixam a desejar, mas sempre consegue voltar aos eixos) e já assisti o filme da Diancie tanto legendado como dublado e achei o melhor filme da franquia nos últimos anos, mas o fato é que o anime BW minou a confiança do público. Pode-se dizer que Unova foi um prato cheio para os detratores do anime, fortalecendo o coro de que este só serve como propaganda dos jogos e por isso nunca terá um desfecho satisfatório (eu mesmo me desiludi do anime e só me reaproximei quando apareceram os primeiros episódios de XY legendados). Ano que vem a franquia comemora seus 20 anos, então não me surpreenderia se o anime tomar novos rumos (novos rumos que tem se desenhado desde o começo de XY, mas como DP nos ensinou, não podemos tirar conclusões precipitadas). Diferente da opinião de muitos, não tenho nada contra o personagem Ash, pelo contrário, mesmo assim sou favorável que seu ciclo como personagem fixo da série acabe, assim como acabou o da Misty, do Brock, do Tracey, da May (não adianta chorarem, ela não vai voltar. De qualquer forma, nunca gostei muito dela), da Iris (pra nosso alívio), pois admito que só assisti o anime de DP pra cá (tive um hiato de vários anos) por ainda ter contado com Ash e Pikachu como referenciais, mas hoje admito que o anime já se estendeu demais e esse ciclo interminável desgastou muito a imagem do personagem, embora na minha opinião, a eterna manutenção de Ash, Pikachu e do modus operandi da série foi justamente o que ajudou o anime a ter permanecido em alta por tanto tempo, vale lembrar que o rival dos tempos áureos Digimon fez exatamente o contrário mudando personagens toda temporada e depois foi mudando a história, e não levou muito tempo pra ficar pelo caminho. Então a meu ver o ideal é fazer o Ash sair da história de forma digna (e ele tem feito por onde em Kalos) e na próxima geração façam uma repaginada na série, de forma que ela fique menos anacrônica, ainda assim não sou favorável à adesão de um formato Pokémon Origins, que apesar de ter muitos fãs, não é o que popularizou a série e nem é o que a maioria do público do anime procura ao assisti-lo.

    ResponderExcluir
  4. Só podia dar merda com um tanto de lendário desse em um filme. Todos já sabiam o que iria acontecer no final, isso é fato. Os lendário voltariam a ser do bem e o Hoopa do mal seria ou inativado ou preso no vidro.

    Espero por um filme que retrate um mundo paralelo em Pokémon tipo o episódio do mundo dos espelhos. Um filme que queira investir mais em comédia do que em drama. Também espero um filme com um Ho-Oh (mas acho que o Ho-Oh só deve aparecer no último filme de Pokémon...)

    ResponderExcluir
  5. Eu acho que simplesmente nada até agora conseguiu superar Sinnoh. Esse é o fato. BW foi bom em partes, mas e akeles efeitos de ataques que bosta foi aquilo? E o roteiro, pq o Ash tinha q ter voltado tão imaturo? E aquelas merdas de pokemon que ele fico no fim? Dps de Sinnoh foi só ladeira. Essa temporada está boa, mas ainda não é Sinnoh, faltaram mais pokemons, e veremos se o roteiro será bom, pq a saida da Goodra foi péssimo

    ResponderExcluir
  6. Solução: não é necessário mudar o Ash e o Pikachu, mude o roteiro e crie toda uma história mais complexa e profunda sobre o mundo pokemon, não mudando nada que foi vindo das gerações passadas, não perdendo aquela essência que anime traz sobre cuteness dos pokemos, amizades, laços e fins, "porém mais realista", envelhece Ash, coloque comédias no nivel OS ou inovadores, porém que com sabedoria -.-'
    Fazerem filme canônicos que tem relação com anime,sem perder o marketing dos jogos ou lendário que está sendo representado( é facil escritores!! vocês conseguem! ò_ó), fidelidade do anime aos jogos(XY está trabalhando bem isso comparado a gerações passadas), oque falta é inovação, estou começando a ficar convecido de que o anime precise se tornar Shonen, talvez deixe mais interessante de se ver, por falta de popularidade por causa do Yokai Watch e outros fatores, alcance os antigos fã e os novos para preencher algumas lacunas que o anime vem deixando...

    Existe MUITAS possibilidades de fazer um sucesso de audiência, se tornando um dos melhores animes de todos os tempos, cabe cair uma iluminação na cuca do diretor e principalmente nos escritores, que verão a magica(milagre) acontecer!
    Oque citei encima, só é 10% da ideias principais para "revolucionar" o anime.

    ResponderExcluir
  7. É queridos, vcs poe a culpa de tudo em BW, mas a diferença é que a audiencia de BW é muito superior a de XY, os filmes fizera mais sucesso, e o jogo só n vendeu mais pq, XY é em 3D

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após a aprovação.
Comentários pejorativos e desviados do assunto abordado no post serão automaticamente excluídos.

A PBN agradece a sua participação!