Review: Pokémon XY060

Boa noite, meus queridos leitores!
Fiquei com o review de um dos episódios mais maravilhosos que este anime já nos ofereceu.
Boa leitura o/
  
XY060/ Episódio 864 – Aspirando Se Tornar Rainha de Kalos! A Grande Estreia de Serena!!

Quando você é nerd por alguma coisa, quando você nutre paixão por alguma dessas mídias e dedica seu tempo, seu esforço a elas, naturalmente acaba esperando uma espécie de retribuição. Você espera que as pessoas envolvidas por trás daquelas histórias e sagas que você acompanha tão fielmente valorizem o tempo que você permite que determinada coisa que toma, o dinheiro que você tão exasperadamente gasta ou a simples ansiedade que toma conta de você até a próxima aventura. É um sentimento estranho, verdade, mas é o preço do apego e muitas vezes nem sempre a realidade vai de encontro ao que se espera. A minha expectativa sobre qualquer umas das coisas pelas quais eu sou nerd, especialmente para Pokémon, é sempre ver o anime sendo administrado - e também os jogos e o mangá - com a mesma paixão que eu dedico, tão abertamente, à franquia.
É por isso que eu admiro tanto o trabalho de Atsuhiro Tomioka. O roteirista que foi promovido para "construtor da série" - uma função que sequer existia - na transição de Advanced Generation para Diamond & Pearl, possui um histórico de episódios magníficos no currículo que mostram não apenas seu compromisso com a série e com seus fãs, mas também a vontade de manter o interesse do público no anime. Ele é um roteirista que verdadeiramente retribui essa lealdade e fidelidade dos telespectadores, sejam eles novatos ou de longa data. Mais que isso: Tomioka tem sido o maior responsável por manter o anime consistente - ainda que haja muitos erros por aí, é claro - e essa consistência tem sido a maior aliada da série na hora de construir seus maiores clímaces.
"Aspirando Se Tornar Rainha de Kalos! A Grande Estreia de Serena!!" é um desses episódios fantásticos que funcionam de forma espetacular especialmente porque colhe os frutos de sementes que foram plantadas ao longo do caminho - mantendo a temática vegetal de Coumarine -, tanto por Tomioka quanto por seus colegas roteiristas, nesta saga em que eles parecem mais integrados do que jamais estiveram. A trajetória de Serena chega a um ápice na estreia de Serena em sua primeira Exibição Pokémon na Cidade de Coumarine, beneficiando enormemente de todo o desenvolvido pelo qual a personagem passou e acompanhamos nos últimos anos.
Para aqueles que acompanharam a evolução da menina, que não tinha sonhos próprios e apenas seguia cegamente sua paixão juvenil não correspondida, para uma garota que se emancipou das expectativas dos outros para lutar por algo que pudesse chamar de dela, este é um momento grandioso. Desde o fim do Acampamento de Verão até aqui, Serena enfrentou sua mãe, entrou em batalhas, pegou um Pokémon pela primeira vez e se preparou para este momento, com ensaios, treinos e ideias que ela desenvolveu com seu time de Pokémon. É também a hora de ver como as Exibições Pokémon realmente funcionam e se, afinal de contas, elas serão o novo evento que nos trará a mesma emoção e ansiedade com a qual seguimos Concursos e Ginásios Pokémon. É finalmente a hora da verdade para Serena!
E tudo contribui para refletir o grande dia da aspirante a Performer! Há uma empolgação e um entusiasmo no ar e nem mesmo o grandioso local aonde as Exibições acontecem parecem ter o poder de intimidar a garota logo de cara. Ela mantém um olhar determinado. A forma como Serena puxa Shauna para perto de si para oficializar a posição delas como (amigas-e-)rivais apenas reforça o quão animada ela está para sua estreia. Uma animação que supera qualquer nervosismo que lhe venha importunar. Ironicamente, este parece um sentimento que pertence mais ao seus amigos sentados na arquibancada do que à própria garota.
Quando a Exibição Pokémon da Cidade de Coumarine Classe Iniciante começa, o clima é mágico. Literalmente. Monsieur Pierre - o único homem permitido no palco do evento - surge de um raio elétrico e com seu cajado, parece ter o poder de conjurar figuras que pairam no ar, como as três Chaves de Princesa gigantes coloridas que se fundem para formar a imagem da coroa que será colocada na cabeça daquela que se tornar Rainha de Kalos. É uma verdadeira explosão de cores e brilhos que se segue com conjunto de apresentações bastante vibrantes e cheias de vida. A equipe de animação faz um trabalho soberbo ao conseguir expor de forma magnífica a beleza das Exibições Pokémon. Os designs para cada um dos Pokémon são todos muito legais - com exceção do Furfrou. A extravagância surreal do esquema de funcionamento do evento - saem as máquinas e painéis eletrônicos dos Concursos Pokémon e entram luzinhas coloridas para contabilizar a pontuação das Performers - ajuda a diferenciar o evento de qualquer coisa que tenhamos visto antes na série e aumentar ainda mais o clima de algo saído de um conto de fadas.
Outra coisa particularmente fascinante são as cabines - tão mágicas surgindo do chão e com suas portas sumidouras quanto qualquer outra coisa nesse palco -, porque, além de possuírem um design inspiradíssimo, elas ainda permitem alguns momentos preciosos de intimidade entre Treinador e Pokémon e servem para explorar bem os sentimentos entre eles e a criatividade das Performers. Quando Serena entra para a sua com Fennekin, temos um momento solene em que ela se lembra do que Ash lhe ensinara no Acampamento de Verão, que nada em sua jornada é vão. O fato de os animadores e roteiristas escolherem manter o visual final dos Pokémon um mistério não só para o público das Exibições Pokémon, mas também para os próprios telespectadores é ótimo porque também nos permite ficar legitimamente impressionados com o resultado.
Quando Klefki finalmente abre as portas para nos revelar Serena e Fennekin, é simplesmente lindo ver ambas andando juntas pela passarela, tão felizes e tão empolgadas, sendo admiradas por todos. A estilização de Fennekin ficou simplesmente muito fofa. Shinji Miyazaki acompanha a cena com uma BGM bacana e animada, que expressa bem não só o clima pra cima do evento como também a alegria das duas. A reação de Bonnie também é engraçadinha ao extremo, somada às reações de aprovação de todos os seus amigos. Tudo parecia só mais um dia no paraíso e aí que Fennekin olha para sua Treinadora, igualmente animada… e tudo muda.
De repente, a música animada é trocada por um som meio metálico, a câmera fica lenta enquanto acompanhamos a queda de Fennekin e a reação de Serena. Quando retomamos a velocidade normal, tudo o que nos resta é o som do baque da raposinha batendo no chão e dos acessórios se espalhando pelo palco e a reação chocada do público - e a nossa também. Já nos braços de sua Treinadora, Fennekin solta um grunhido fraquinho que não é difícil traduzir: "Me desculpa".
Fennekin sempre foi a mais apagada dos trio de Iniciais de Kalos em Pokémon XY. Diferente de Froakie e Chespin, ela nunca ganhou um episódio focado em desenvolver seu elo com Serena. Ela também nunca teve o mesmo tipo de destaque que seus colegas. Todavia, no quarto episódio da série atual ("Uma Amizade Chocantemente Fofa!"), Yukiyosh Ohashi estabelecera o quão devotada Fennekin era à sua Treinadora. Diferente de Torchic e Pikachu - outros exemplos de Pokémon que foram escolhidos por seus Treinadores sem desenvolverem um vínculo antes -, a raposinha se conectou à Serena imediatamente ao ser escolhida. Talvez por pura gratidão, talvez por identificação. Em pouquíssimo tempo, Fennekin imitava sua Treinadora, sentia falta dela, a acompanhava na cozinha, enfrentou a lama para salvá-la e era sempre a primeira a correr para ela nas poucas ocasiões em que se separaram. Não importa quem fosse o roteirista dos episódios, uma coisa era clara: o amor dessa pequenina por sua Treinadora.
E é esse traço tão marcante da personalidade da pequenina que torna este momento tão triste e impactante e foi aqui que, de repente, eu percebi o quanto eu me importava com Fennekin - mesmo sem perceber. Eu estava pronto para uma derrota de Serena. Afinal, em Pokémon você nunca ganha da primeira vez (Ash, May e Dawn… todos perderam em suas primeiras vezes), porém eu não esperava aqui, não desta forma. Eu estava acostumado a derrotas em batalhas ou em personagens dando a volta por cima e transformando o deslize em vitória apertada de alguma forma. Eu não estava pronto para Fennekin cair. Logo ela. Chega a ser ainda mais lindo ver a reação de Serena: completamente ciente do quanto seu Pokémon se sente mal pela derrota - aqueles grunhidos quebravam meu coração cada vez em pedacinhos ainda menores -, a Performer assume a culpa total, finge que não tem problema. Ela faz de tudo para não aumentar o fardo sobre seu próprio Pokémon. Serena tenta juntar os cacos de Fennekin, ainda que ela própria esteja tão quebrada quanto ela.
Ela então engole o choro e vai se trocar. Engole o choro e vai ver o resto da Exibição Pokémon, enquanto a vida segue completamente indiferente à dor dela. Engole o choro e chama Bonnie para um sorvete, após celebrar a merecida vitória de Shauna. Engole o choro e empolga Ash e Clemont para seu desafio vindouro. Serena engole o choro enquanto dá porque, como o Palletiano disse, ela é forte. Saber a hora de desabar também é uma força.
Numa das sequências mais lindas já feitas na história de Pokémon, a câmera passa pelos barcos, com a fraca iluminação de um sol que ainda não se levantou e mostra Serena no píer, encarando o mesmo mar que estava com ela quando questionou a razão de sua jornada. A cidade está deserta e silenciosa e a única companhia de Serena são seus Pokémon. E ali, ela se permite pensar no que aconteceu e, ali, ela se permite quebrar em lágrimas. Diferente dos típicos choros de Pokémon, ele não é silencioso nem tímido nem contido. É um choro da alma.
Sua decepção, sua frustração, sua tristeza e sua humilhação todos ali, sendo despejados tirados dela, seu desespero e sua vontade de gritar, todas expressas num dos momentos mais dolorosos da série. É lindo ver como seus Pokémon se agitam diante daquela situação e fazem de tudo para pará-la, até o momento em que se lançam contra ela e os três entram num abraço lindo, íntimo. É a dor dos três. É o momento dos três e só eles entendem o que o outro está sentindo.

Serena e seus Pokémon choram juntos e lamentam juntos, até expurgarem toda a dor de dentro de si mesmos. Desta vez não ao som do tema triste de AZ, mas de sua redenção: The Sun Shines Down - não existiria música mais apropriada. A aspirante Performer então tem uma epifania: este sentimento é algo novo, algo que ela nunca sentiu antes. Pokémon nunca foi um anime sobre vitórias. A própria natureza da série como algo eterno tornou esta uma grande jornada não sobre ser recompensado com o esforço e o trabalho duro, mas uma verdadeira lição sobre como nunca desistir dos seus sonhos, mesmo diante da derrota. E Serena entendeu isso: ela finalmente deu o primeiro passo para realizar seu sonho e nada em sua jornada será em vão. Ela é uma "desafiante".

Na cultura japonesa, deixar o cabelo curto simboliza deixar o velho pra trás e começar de novo. Não é mais hora de chorar, nem lamentar, nem ficar amuada e com medo da derrota. Toda a experiência de Serena até aqui passa diante dos seus olhos - em mais uma sequência simplesmente fabulosa - e então finalmente seus cabelos voam em direção ao horizonte, ao mar que lhe tem feito companhia nessa sua jornada de descobrimento. Vimos Serena cair e a vimos se levantar. Seu sonho apenas começou e embora talvez nem todas as dores sejam, de fato, esquecidas, ao menos sua nova atitude parece espelhar sua vontade sincera por tentar de novo. E ela corre, animada, em direção ao seu próximo destino ainda desconhecido. Ela tem seus Pokémon e seus amigos para ajudá-la, com grandes promessas para o futuro.

Outros Aspectos

O episódio introduziu finalmente as Exibições Pokémon! Enquanto eu certamente fiquei feliz pelo trabalho realizado aqui, este ainda não é um evento que eu particularmente gosto. Toda a ideia de ser um evento exclusivo para meninas continua tão frustrante quanto era lá na primeira vez que mencionaram isso e, convenhamos, não tem nada particularmente desafiante e deixa as participantes dependentes demais da opinião popular. Os Concursos também dependiam da opinião de jurados e, neste caso, composto por uma banca de três pessoas, porém, os Coordenadores sempre tinham a oportunidade de batalhar pela sua própria vitória. Outra coisa que me incomoda DEMAIS é como o conceito de beleza dessas competições é limitadíssimo ao básico clichê das meninas princesas e fadas. 
Desde que as Exibições Pokémon foram apresentadas, havia bastante expectativa sobre a participação de Jessie, afinal seus Concursos em Sinnoh tornaram-se memoráveis - talvez você se lembre mais das apresentações dela do que das de Dawn e Zoey, por exemplo. Jessie fez uma coisa MAGNÍFICA com Pumpkaboo. A MELHOR ORNAMENTAÇÃO  do episódio inteiro - ok, eu também amei Dragonite, Fennekin e Bulbasaur -, e ainda assim saiu recebeu uma votação baixíssima - menor que a da Serena! - só porque ela não foi com o mais do mesmo de sempre que essas competições exigem. A revolta dela é totalmente justificada e eu gostaria muito que Tomioka chegasse a usar esse fato não como apenas mais uma derrota engraçada da Jessie, mas como um objeto de questionamento da forma como esses eventos funcionam. Ela foi criativa, ousada e demonstrou um talento monstruoso literalmente e ainda deu um tema para sua apresentação: A Bela e a Fera (ela sendo A Bela, é claro). E ainda assim não foi aprovada pela plateia. Sério: O QUE PORRA A MENINA DO FURFROU FEZ???? Ela só fez uma tosagem básica!!! Eu concordo que a atitude de Jessie pode ser um pouco repelente, mas foi extremamente injusto e mal espero pra ver o que ela e Meowth vão aprontar da próxima vez.
Tomioka também nos apresenta à Yashio. As cenas envolvendo a personagem são muito bem montadas no sentido de dizerem muito sobre ela e, ao mesmo tempo, dizerem muito pouco. Ela é uma senhora caça-talentos meio fria e amarga da vida que vai às Exibições Pokémon em busca de novos talentos, uma "nova Aria", mas sem esperança alguma porque parece que ninguém chega ao nível que ela espera - o quão boa é essa Aria, afinal? Porque até agora não vi nada que realmente fosse digno dessa atenção toda. Ela também é a única pessoa a testemunhar o momento de Serena no píer com seus Pokémon por volta das seis horas e parece ter desenvolvido um interesse especial na garota.
 
Shauna teve uma vitória bem merecida, viu. A menina estava linda neste episódio - muitíssimo bem desenhada! E eu gostei tanto do buquê que ela fez no bulbo de seu Bulbasaur quanto do fato de que sua apresentação livre envolveu não apenas exibir seus Pokémon, mas também mostrar algum talento próprio. Também gostei muito de como ela se preocupa com Serena e tenta animá-la no camarim. A rivalidade das duas é muito bonitinha de ver. Shauna do anime >>>>>>>>>>>>>> Shauna dos jogos

Agora, um momento de apreciação da nova e ainda mais linda Serena! A fita azul no peito é um detalhe extremamente fofo;
Considerações finais:
  • A excentricidade de Ramos parece ter gerado polêmica dos comentários dos meus charithoughts anteriores, mas a isso eu só tenho uma coisa a dizer: Ramos ensina coisas úteis aos seus desafiantes antes da batalha. Gurkinn esconde um pergaminho com lições de vida e bom senso na boca de uma estátua de um Mega Lucario gigante, coloca um dispositivo de segurança no treco e chama de "pergaminho secreto" só pra atiçar a curiosidade de sua neta por anos pra no fim das contas descobrir que era importante escovar os dentes três vezes ao dia, pelo menos. Quem é o excêntrico aqui, hein?
  • As reações de Bonnie neste episódio foram todas ÓTIMAS. Especialmente quando ela vê Serena de cabelo curto, é TÃO FOFO E REALISTA QUE ELA NÃO GOSTOU DO CORTE! Não sei se existem testes comprovando isso (devem existir), mas acredito que criancinhas tendem mesmo a reagir negativamente a mudanças drásticas de visual. Eu acho engraçado também que havia um cara cochilando na plateia logo no começo da Exibição Pokémon, perto de James e Meowth. Ao menos ele acordou a tempo de não perder o evento todo. Também tem uma menina brincando com seu possível irmãozinho mais novo, que é muito fofinha! Falando em James e Meowth, é impressão minha ou os Rockets estão repetindo o disfarce também?
  • A narração do Pierre é muito boa! Adoro o quão afetada e forte a voz dele é!
  • Cara, tudo neste episódio é perfeito. Na parte visual, temos sombreamento excelente, iluminação ótima, traços belos e ângulos perfeitos (adoro quando a câmera mostra a silhueta de perfil de Serena e Fennekin dentro da cabine). Uma direção excepcional por Mai Tsutsumi, com Hirotaka Tomiyasu como diretor assistente e também responsável pelo storyboard. Na parte musical, outro trabalho excepcional por Shinji Miyazaki. "The Sun Shines Down" e "Snowbelle City" formaram um conjunto de BGMs de tocar o coração. Todas as músicas tocadas durante as performances foram igualmente excepcionais!
  • Eu sempre quis que Serena trocasse de roupa para explorar o lance da customização dos personagens, mas nunca esperei que seria num momento épico como este. E eu também sabia que ela ia ficar com o cabelo curto, mas NUNCA ia esperar que fosse da forma que foi! Pra mim, ela ia no salão em Lumiose ué =P Então quando ela tirou a tesoura da caixinha dela, fiquei com medo do que poderia acontecer =O
  • AMO como Jessie entra no camarim das Performers já assustando Shauna e Serena, toda cheia de pose. E também AMO como ela cumprimenta a plateia como se já fosse famosa e conhecida por todos. Talvez se ao invés de Musavie, ela usasse Musarina talvez tivesse uma chance;
  • Eu adoro como no final, seguindo Serena correndo, Ash diz "Ei, é a minha batalha de Ginásio!", ao que Clemont, sendo deixado pra trás, "E ela é comigo";

12 comentários:

  1. Nossa Sir, você escreve perfeitamente e sem erros, por acaso é professor de português?
    Até usa crase, poucos usam, só os que escrevem corretamente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Anônimo ^^
      Não sou professor de português, mas de inglês =D

      Excluir
  2. aiii gente quando vi esse episódio chorei também junto com a serena, me senti mto mal com a derrota dela tadinha aiii mds me fez chorar de novo esse review, quem aí chorou tbm?? buaaaaaaa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe aquela sensação de que está prestes a chegar as lágrimas mas não sai nada?? Esse foi eu! kkkkkk
      E que review maravilhoso <3 <3

      Excluir
    2. Gente, fico felizão que tenham gostado =DD
      Obrigado pelo apreço

      Excluir
  3. qual o nome do seu blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Sir's. É só digitar www.sircharizard.blogspot.com.br

      Excluir
  4. oi povo mandei uma mensagem p nintendo, sei q n vai adiantar de nada isso, mas pelo menos tentei plz acc aí adm q eu quero compartilhar c vcs:

    eu:
    Olá, gostaria de saber qual o incômodo de traduzir seus jogos para o PT-BR ou PT-PT, vocês pararam de operar no Brasil mas em Portugal não, e os jogos continuam só vindo em inglês e eu estou ficando furiosa, nem um site de notícias oficial da Nintendo vocês tem em PT-BR, só esse site de serviço ao consumidor, vocês cagam pro Brasil, eu já percebi isso e também percebi a burrice de vocês em relação ao 4° maior mercado de games do mundo (Brasil) só por causa dos custos de importação, que não gera lucro blá blá blá... Vocês não fazem propaganda de seus jogos aqui no Brasil, não traduzem para nosso idioma e ainda esperam retorno? Eu garanto que se passasse propaganda na televisão, na internet venderia pra caramba, mas vocês que estão fazendo a Nintendo ficar esquecida aqui. Toda vez que eu compro jogos da Nintendo pra meus filhos eu tenho que explicar a eles o que tá escrito, nem todo mundo entende inglês, sabe Nintendo? Só não paro de comprar seus jogos porque meus filhos gostam #Furiosa!

    eles:
    Olá Alice,

    Lamentamos por qualquer inconveniência causada pela ausência da língua portuguesa em nossos jogos. Certamente, entendemos a sua posição sobre essa questão e sabemos que o Brasil é um grande mercado e que nossos consumidores precisam e merecem essa atenção. Apesar das circunstâncias, temos avaliado o mercado e a melhor maneira de servir o nosso público, por isso sua opinião é muito importante para nós.

    Podemos lhe assegurar que encaminharemos os seus comentários para nosso departamento responsável para que eles possam usá-los como acharem necessário.

    Pedimos a sua compreensão e paciência, e esperamos poder ajudá-la em qualquer assistência que você venha precisar.

    Caso precise nos contactar novamente, para facilitar o processamento do seu próximo contato e evitar atrasos, por favor, responda a esse e-mail ainda que sua próxima assistência não esteja relacionada com essa questão.



    Atenciosamente,

    Nintendo of America Inc.
    Pamela B.

    mandei uma outra mensagem em outro e-mail e a resposta foi igual, só trocaram algumas palavras, sim, eles cagam p brasil e p portugal tbm, n tenham duvidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ja percebi isso a milenios, eles realmente cagam p nós e nem os portugueses tem jogo no idioma deles, no maximo as capas traduzidas.

      Excluir
  5. Muito bom!!! Esse ep conserteza foi lindo e ainda tem gente que diz que é chato demais kk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 99% do povo que fala que XY é ruim não assistiram...

      Excluir
  6. cara eu achei essa cena muito emocionante e ao mesmo tempo alegre e surpreendente

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após a aprovação.
Comentários pejorativos e desviados do assunto abordado no post serão automaticamente excluídos.

A PBN agradece a sua participação!