Review: Pokémon XY057

Bom dia, galera da PBN! (ou boa noite se você ainda estiver acordado)
Trago hoje mais uma review de Pokémon XY!
Boa leitura pra vocês ^^ 

XY057/ Episódio 861 – O Pânico de Vanillite! Resfriados por uma Nevasca!!


Não tem nada que sinalize melhor um mau agouro do que um Vanillish choramingando na tela em apenas três segundos do momento que você apertou play. Daí em diante é como diz aquele poema famoso "No meio do caminho tinha um Vanilixo, tinha um Vanilixo no meio do caminho". E nesse caso nem é só um, mas três! A polêmica V Geração ainda não tinha feito uma aparição significativa em Pokémon XY, por isso é extremamente triste que tenham decidido iniciar com o pior trio de Pokémon criado pela galera da Game Freak - os Pokémon que parecem uns fakes anunciados como "novos Pokémon" há muito lá no falecido portal da AOL.
E é esse episódio deprimente que marca a chegada de nossos heróis à Cidade de Coumarine e parece muito como se de repente o roteirista Junki Takegami tivesse decidido que seria legal ter Best Wishes! em XY e como resultado, ganhamos um episódio focado no TOP 10 dos Pokémon mais horrorosos do mundo (eu confesso que acho Vanillite uma gracinha, ainda mais com aquele jeitinho carente/assustado, mas suas evoluções são medonhas demais!), a estreia de um Líder de Ginásio que acaba sendo completamente desperdiçado e um roteiro bastante incoerente e sem graça.


Logo que chegam à Cidade de Coumarine, Ash e cia descobrem que um Vanillite foi encontrado perdido - o que explica a introdução com os Vanilixos - e agora está descansando no Centro Pokémon. A fofura do Pokémon também parece tê-lo feito popular o suficiente para os Casteliacones chegarem à cidade (ao mesmo tempo ninguém mais da cidade para se importar além do sorveteiro capitalista que lucra em cima do sofrimento alheio). A Equipe Rocket quer o sorvete (comida), mas depois quer os sorvetes (Pokémon) pra fazer sorvete (não sei qual deles) pro chefe vender? Dá até pra imaginar o slogan: Equipe Rocket - Gostosuras para o Coração Gelado Desde 1997.
Clemont pede pra Enfermeira Joy chamar a Policial Jenny, que nunca aparece (mas acho que todos esperavam isso mesmo). Os Vanilixos ficam indignados pela Equipe Rocket ter pegado o filhotinho e começam a atacar a cidade inteira com uma nevasca sinistra. Ramos aparece e convoca uma horda de Sunflora para dissipar a nevasca com o Dia Ensolarado e que usa seu poderoso Raio Solar coletivo para… derreter a neve :v (e o robô gigante da Equipe Rocket atacando lá sem ataque coletivo por que mesmo?) Ash e seus amigos salvam o dia com a ajuda de Ramos. Os Vanilixos se reunem ao Vanillite e eles vão embora. Até que enfim esse episódio acabou.
Se tem uma coisa que salva em meio à animação de qualidade abaixo do aceitável, roteiro ruim e Pokémon sorvetes, é a limãozinha. O jeitinho infantil de Bonnie ajuda a dar alguma graça a diversos momentos e nos lembrar que isso é Pokémon XY e não preciso ter medo de que a qualquer momento Cilan e Iris vão rasgar suas fantasias e saírem de dentro dos corpos de Serena e Clemont. Porém, todo episódio ela age assim, o que é bom, mas não ajuda a tirar esse episódio do terrível lugar comum em que ele está, apenas o torna mais assistível. Há alguns momentos legais com Clemont também, em especial quando ele mostra sua nova invenção que lhe ajuda a se locomover rápido em montanhas e então quase é devorado por um bando de Victreebel - que só queriam pedidos de desculpa (adoro esses Pokémon cheios de perdão no coração).
O episódio também acaba sendo o terceiro seguido em que alguém se joga na frente do ataque de um Pokémon por alguma razão. Desta vez, Ash (novamente) na frente dos Vanilixos. Isso é de certa forma preocupante porque parece um claro vício de roteiro que vem sendo assumido em Pokémon XY com frequência cada vez maior. Todavia, se ao menos esse artifício narrativo possuía alguma relevância para a trama dos capítulos anteriores, aqui tudo que ele faz é dar a Ramos uma razão para ralhar com Ash.
O Líder de Ginásio tem uma introdução completamente sem brilho, especialmente se colocar em perspectiva o quão bem introduzidos Viola, Grant, Korrina e, claro, Clemont foram. Felizmente, Takegami ainda consegue apresentar alguns elementos bacanas de seu estilo de batalha. Sua ideia de usar desvios para se atingir um objetivo através de ataques indiretos é algo particularmente interessante. Também é bacana que Clemont reconheça que ele é o Líder pelo nome. Afinal, é sempre bom saber que os Líderes pelo menos sabem os nomes dos seus colegas de profissão - cadê as confraternizações de fim de ano da Liga Pokémon pro pessoal se reunir??? Mas tudo isso parece mais que Takegami seguia uns pré-requisitos de continuidade do que se preocupava em contar uma boa história. No fim do dia, eu adiei esse episódio o máximo o possível, mas não adiantou muito. Só serviu pra acumular charithought. Talvez eu devesse ter feito como Ramos sugerira e tomado um desvio, mas não era como se houvesse um caminho alternativo a tomar.


Considerações finais:
  • Caso se interessem, os nomes verdadeiros dos Vanilixos são: Vanillish e sua evolução Vanilluxe :p
  • A ideia por trás da nevasca que surge quando Vanillish e Vanilluxe ficam enfurecidos condiz com as descrições dos Vanilluxe nas Pokédexes dos jogos Pokémon. TODAS elas afirmam que quando ele fica furioso, invoca nevascas violentas;
  • Falando em descrições de Pokédex, é broxante como, desde DPPt, eles vem economizando nas definições. Até RSE havia uma preocupação de se acrescentar coisas novas ou pelo menos escrever textos diferentes, mas depois disso é só reciclagem;
  • Apesar de tudo, este episódio conseguiu superar seus antecessores e ocupou a oitava posição no TOP 10 semanal dos animes mais vistos no Japão, conquistando 4,6% da audiência semanal. A parte triste? Ele foi o último episódio do anime a ocupar esse TOP 10 até a presente data. O que isso quer dizer? Que do dia 22/01 até o último dia 22/02 - ou seja, um período de um mês - Pokémon não marcou presença entre os 10 animes mais assistidos no Japão, então já sabem porque não falarei de audiência do anime nas próximas semanas;
  • Desculpem, mas este episódio eu me recuso a ver uma segunda vez para pegar os detalhes que perdi da primeira, então se eu tiver deixado passar algum detalhe que não escapou à vossa percepção, por favor deixe seu gentil comentário abaixo;
  • Gurkinn havia dito que Ramos era "excêntrico". Bom, eu realmente fiquei esperando o excentricismo aparecer em algum momento, mas o velho Líder de Ginásio parece normal até demais pra mim…

4 comentários:

  1. Não achei nada legal em chamar de Vanilixo!!

    ResponderExcluir
  2. Pelo que vi a excentricidade de Ramos é mais perceptível na batalha contra Ash, foi muito boa as "lições" que ele ensina a Ash..
    Acho que você devia pegar mais leve com episódios assim, mais focado no que as criancinhas japonesas gostam de ver, foi legal vai ;w; Eu amo os pokémon menosprezados <3

    ResponderExcluir
  3. O Ramos é tãão sem graça... podíamos pular pro episódio em que a Valerie aparece, se interessa pelo Ash e deixa a Serena com ciúmes (eu por acaso sou vidente agr .-. dsclp)... e falando em geração v alguém além de mim percebeu que nos jogos x y tem um padrão nos gym leaders e elite 4 de um pokémon da I e outro da V na equipe?

    ResponderExcluir
  4. A única parte que realmente achei tensa nesse episódio é os Sunflora usarem solar beam pra derreter o resto do gelo, isso realmente me surpreendeu na hora, foi até engraçado kkkkkkk Mas poxa, o Vanillite é uma gracinha mesmo, acho que ia ser melhor que ele não tivesse evoluções, porque aew duvido que ele teria tanto hater só por ser um sorvete :x

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após a aprovação.
Comentários pejorativos e desviados do assunto abordado no post serão automaticamente excluídos.

A PBN agradece a sua participação!