Review: Pokémon XY040 & XY041

 
Fala, galera!
Trago hoje mais uma review de Pokémon XY! E desta vez, em dose dupla!
Não esqueçam de deixar seu comentário sobre esses episódios e eu também quero saber o que vocês acharam da ideia de Serena competir nos Tripokalons. Pra votar, basta irem ao meu blog clicando aqui.
Abraços e um ótimo fim de semana =D

XY040/ Episódio 844 – Serena VS Shauna! O Confronto de PokéVisão!!

Sabe quando é noite e você está sozinho à beira do mar, sentindo a brisa fresquinha soprar sobre você e o som das ondas ao longe? Ou às vezes você até tem companhia, alguém especial para segurar sua mão ou te abraçar, mas não há uma troca de palavras sequer. Tudo o que importa é o silêncio do momento? Esse é um dos tipos de cenários pelos quais eu sou profundamente apaixonado e foi como o episódio anterior terminou. Depois de ter escrito o charithought anterior, eu fiquei com aquilo na cabeça por um tempo. Foi uma cena tão bonita, tão bem animada, tão bem dirigida, com aquela musiquinha linda de Vaniville, à qual eu dei pouca atenção, confesso. E era uma cena extremamente necessária para Serena. A garota está finalmente em sua jornada para encontrar sua luz própria e começar isso com uma autorreflexão longe de seus amigos, mas apenas acompanhada de seu Pokémon, ouvindo sua própria voz é definitivamente um primeiro passo.
Entretanto, de nada valeria terminar com Serena na praia se este episódio não abrisse logo com a garota liderando uma corrida na praia com seus amigos, cheia de energia. De fato, Tomioka (ele assina este também) faz de tudo para extrair da garota o máximo possível e, de fato, deve ter levado os serenetes de plantão ao delírio porque ele faz isso muito bem. Além de ter escolhido a atividade do dia no Acampamento na qual a garota se destaca para mostrar seus talentos, ele ainda enche o episódio de momentos bacanas que não só lançam luz sobre seu atual momento de indecisão, mas abrem portas para o seu futuro e, de quebra, ainda fornece conteúdo suficiente para encher páginas de shipping na Bulbapedia de evidências para o romance – inclusive câmeras relativamente longas focando no rosto de Ash olhando para a garota. De todos os capítulos feitos para Serena até aqui, este é, sem esforço, o melhor que Pocket Monsters XY já nos ofereceu (não que essa fosse uma tarefa realmente desafiadora, mas).
Dito isto, devo dizer que é realmente lamentável que os roteiristas tenham decidido que o grande talento de Serena é fazer PokéVisões e mais lamentável ainda que esta seja a tarefa do terceiro dia do Acampamento de Verão. Isso, terceiro dia, porque o anime nos conta brevemente que houve um segundo dia, dedicado à pesca, a qual o Time Squirtle (do trio rival) venceu. Os vídeos feitos para apresentar Treinador e Pokémon continuam sendo extremamente sem sentido e entediantes pra mim, especialmente para alguém como eu, que não curto muito esses vídeos amadores. Além disso, os vídeos que se pode fazer nos jogos Pokémon X & Y são facilmente tão superiores - especialmente porque se conta com aparatos bem mais profissionais que no anime - que eu queria honestamente saber por que raios os roteiristas pensaram que essa poderia ser uma boa ideia pra começo de conversa. No episódio em que o tal conceito foi lançado, nós ainda tivemos algum humor com Clemont e Jessie, mas aqui não há nada disso. É só fazer o vídeo e mostrá-lo. Fim da história.
Há um lado positivo, todavia: o fato de que todo o processo de fazer o PokéVisão é muito bem usado por Tomioka para desenvolver ainda mais a personalidade de Serena. Ao receber a tarefa do Professor Sycamore, a garota logo assume uma postura firme, decidida a ganhar os pontos para o seu grupo – afinal, essa é a melhor contribuição que ela pode dar. E é muito legal ver como ela se dedica, esquematizando um tipo de vídeo com tema e indo em busca da locação ideal para a filmagem. Outra coisa que eu valorizo muito é a forma como ela não faz uma filmagem focada em exibir Pokémon simplesmente pela beleza – como os demais a que assistimos –, mas um para expor suas personalidades distintas de uma forma divertida. Ela não é nenhum Luke (ainda?), mas até chegou a desenvolver um mini-roteiro e isso, sem dúvida, é admirável. Não, eu ainda não achei o vídeo legal, mas, sem dúvida, foi o melhor que vimos – o do Professor Sycamore vai ser pra sempre o mais decepcionante por não ter nem uma gota de sex appeal sequer. Em comparação com o de Serena, o trabalho de Shauna, Tierno e Trevor soa tão preguiçoso (mesmo cenário de sempre com Pokémon soltando ataques)! Eles totalmente mereceram não estar no TOP 3.
Com uma atividade sem sal como essa, o destaque fica novamente para a interação entre personagens, porém focado em Serena e Ash desta vez. Apesar de todo o lance do shipping entre eles, essa é a primeira vez que eles tem uma interação realmente significativa em 40 episódios! Ironicamente, parece que a paixonite da garota de Vaniville pelo Treinador de Pallet, somada à sua timidez, acabou criando um certo bloqueio entre ambos, diferente do relacionamento mais fluido que ele desenvolveu com as garotas anteriores. Logo, não me surpreende que para fazê-los terem um momento de conversa decente, Tomioka tenha que isolá-los do resto do mundo jogando-os ladeira abaixo. A conversa de ambos é fofinha e muito bem escrita. É também impressionante ver Ash agindo de uma forma tão madura, mas só agora eu me dei conta que esta é a primeira vez que não existe no grupo com mais maturidade do que ele. Antes, você tinha Misty, Brock ou Íris e Cilan para exercerem essa função (eu honestamente não tenho plena certeza se a duplinha de Best Wishes! se encaixa mesmo nesse perfil porque eu não vi muito de BW, mas considerando que o Ash era um pamonhão, acho que sim), mas agora nenhuma das crianças atuais tem essa capacidade. Clemont é inteligente, mas não muito bom com relações interpessoais, Bonnie ainda é muito novinha e Serena é crua da vida, tadinha.
O fato de que Serena ainda está insegura sobre seu futuro, mesmo com a IMENSA possibilidade de ela se tornar mesmo uma Performer Pokémon é algo muito positivo porque mostra que o anime ao menos está sendo consistente com o ritmo que tem assumido com ela e sua vida não se resolveu toda de um dia para o outro. Além disso, todo lance de Ash de que ela tem que experimentar de tudo um pouco em sua jornada porque cara experiência terá uma importância para alcançar seu objetivo é exatamente o tipo de conselho que a garota precisava. Especialmente se isso quiser dizer que ela ficará mais disposta a vivenciar sua jornada, batalhar, pegar Pokémon e tentar outras novas coisas em geral e sair de vez de seu estado de letargia. Infelizmente, porém, para o Acampamento de Verão não sobra muito. É o segundo episódio da série e basicamente nada acontece, o que eu acho uma pena, mas ao menos ganhamos uma perspectiva mais positiva para o futuro de Sereníssima.
Tripok-o quê?

Durante este episódio, Shauna nos explica finalmente que ser uma Performer Pokémon envolve bem mais do que ficar fazendo vídeos bestinhas e fala da existência dos festivais onde garotas se apresentam junto de seus Pokémon: os Tripokalons! Bom, desde que os remakes de Ruby & Sapphire foram anunciados, um bocado de gente esperava que os Torneios Pokémon retornassem, mas, aparentemente, Tomioka decidiu jogar um balde de água fria na cabeça deles ao apresentar essa nova competição. E, bom, pela explicação dada pela Shauna eles pegaram o conceito dos Torneios, baniram os meninos, baniram as batalhas e acrescentaram todas aquelas chatices que Serena faz, tipo cozinha PokéPuff
Sim, eu DETESTEI a ideia dos Tripokalons e não foi pouco! Pra começar, eu não gosto de jeito nenhum de uma competição exclusiva para meninas. Sério, que diabos aconteceu com Pokémon? O anime que sempre teve Líderes de Ginásio, Coordenadores, Estilistas, Elite dos Quatro e Campeões de ambos os sexos, agora inventam uma competição que é basicamente um concurso de miss babacão pra meninas ficarem sendo fofinhas pra deixarem Tiernos da vida excitados? Serena tem sido, até agora, muito mais um rostinho bonito do que uma personagem e enquanto eu sei que muita gente se agrada com isso, pra mim isso a tornou uma sombra de Ash, da qual ela parece pronta para sair. Mas aí, eles a colocam para participar de uma competição que certamente seria o típico evento para mulheres na década de 30 - e teria cobertura dessas revistas tipo Cláudia e Caras, é claro.
De acordo com Shauna, a tal competição é dividida em duas seções: a performance temática e a livre. Na temática, elas tem que executar atividades como: cozinhar, escovar Pokémon, colocar acessórios… e nem precisa dizer que tudo envolve graça e beleza. Sério! Se fosse uma atividade para ambos meninos e meninas, eu tinha absolutamente nada a reclamar, mas em pleno século 21 os roteiristas de Pokémon de repente parecem acreditar que um evento envolve culinária e vestimenta deve ser exclusivo para meninas porque, você sabe, são elas que devem se preocupar com o cardápio do dia e com tendências da moda. E batalhas? N*A*D*A*D*I*S*S*O! A competição não tem batalhas. É basicamente uma competição pra ver quem faz as tarefas de casa com talento, beleza e graciosidade pra ser avaliada por um júri – é é claaro que homens não servem pra competirem, mas APOSTO que ganham uma cadeira pra julgar.
A vida da Serena já consistiu até aqui em ser mero bibelô sem vida e sonhos próprios, aí quando eles começam a me dar esperança para um desenvolvimento de personagem, eles inventam a competição mais sexista do mundo Pokémon! Saudades Dia da Princesa, Torneios Pokémon, Coleção Hearthome. E só pra esclarecer: eu não tenho o menor problema com uma competição que envolve fazer coisas “mais femininas”. Meu problema é que, ao excluírem meninos da competição, os roteiristas do anime estão reforçando estereótipos antiquíssimos. Há absolutamente NADA nos Tripokalons que meninos não possam  fazer - não é como se fosse um concurso de biquíni!  Poxa, o Ash entrou na Coleção Hearthome, o Brock desenhou a roupa pra ele e pro Pikachu e foi FODA. Um dos melhores episódios de Diamond & Pearl!
Outro detalhe: se analisar bem a estrutura do Tripokalon, ela parece ser uma versão mais fiel dos Torneios dos jogos Pokémon Ruby, Sapphire & Emerald. Em RSE, os Pokémon são avaliados primeiro pela sua aparência, que podia ser melhorada através de Pokéblocos (no anime parece que estão usando PokéPuffs com a mesma função) e depois durante a apresentação de seus ataques. No anime, também são dois estágios, com a primeira focando em diferentes atividade. O que não fica muito claro é em quem a performance temática é focada: Performer ou Pokémon? Embora a resposta mais óbvia pareça ser a primeira opção (algo também incomum para o anime e seria o exato oposto dos jogos), já que, bom, a maioria dos Pokémon não sabem segurar uma escova ou uma colher de pau. Ainda assim, talvez seja justamente o fato de que as tarefas da performance temática mudam de acordo com o local que faça a diferença e tenhamos algumas atividades realmente interessantes e criativas.
Depois da performance temática Tripokalons, vem a performance livre, na qual os Treinadores e os Pokémon preparam uma apresentação para que o monstro exponha seus golpes junto de seu Treinador. Ah! E Shauna cita que Aria (a Performer famosa que faz PokéVisões e não deve demorar a aparecer no anime em “carne e osso”) é da Classe Mestra (Master Class), indicando que eles devem seguir com as classes dos Torneios dos jogos: Normal, Great, Hyper e Master. Ela também diz que o vencedor das disputas da Classe Mestra é consagrada Rainha de Kalos, posição que Aria tem, é claro. Honestamente, é bom esses episódios serem caprichados na animação pra pelo menos isso valer alguma coisa, mas considere-se minha opinião oficial a respeito do caso como a seguinte: esses Tripokalons são bem broxantes! E esse nome trava-língua! E eu posso estar enganado? Eu QUERO estar enganado.

XY041/ Episódio 845 – PokéEnteering! O X na Neblina!!

E já que estamos falando do Acampamento de Verão, por que não entrarmos de cabeça no quinto dia de atividades? (o episódio começa na noite após as atividades do quarto dia =P) Diferente dos demais episódios deste arco, este é o único não-escrito por Atsuhiro Tomioka, sendo assinado por Junki Takegami (O Campeão da Floresta! Hawlucha Aparece!!). E apesar de não curtir o trabalho de Takegami na maioria dos episódios que ele escreve devido a seus roteiros cheios de furo, parece que acampamentos de verão despertam nele alguma veia latente de inspiração porque se ele foi o principal responsável pelo excelente “Quem Tem Medo de Fantasmas?” de Diamond & Pearl, eu devo dizer que sinceramente acho “PokéEnteering! O X na Neblina!!” o primeiro episódio legitimamente divertido deste arco.
Não entenda mal, os dois primeiros foram bons e tiveram muitas qualidades, mas me incomoda muito como Tomioka não equilibra bem o fato de eles estarem num acampamento de verão com toda a apresentação e amadurecimento de personagens que quer promover e no final tudo o que tivemos em termos de atividade foram umas batalhas nada demais, uma pesca em flashback e os vídeos chatos, então é ótimo ver um episódio em que finalmente vemos os Treinadores fazendo algo mais movimentado e genuinamente divertido. Na tarefa do dia, chamada de PokéEnteering (não ouso tentar traduzir), os Treinadores devem explorar uma região próxima ao acampamento – que engloba uma montanha e uma densa floresta – para coletar carimbos em determinados pontos de verificação posicionados em locais estratégicos para desafiar os Treinadores.
De certo modo, há até alguns paralelos entre o PokéEnteering e a atividade que Takegami escreveu para “Quem Tem Medo de Fantasmas?”. Ambos envolvem Treinadores se embrenhando na mata atrás de algo importante (carimbos X medalhas), o afastamento de uma das crianças do acampamento para uma área perigosa (Bonnie X Conway), a presença de Pokémon Fantasmas e uma aparição sobrenatural (Xerneas x menina fantasma). Mas se o episódio que trazia Dusknoir era sombrio e até meio macabro, este de XY é bem mais alegre e com um clima leve, abusando da boa dinâmica e rivalidade amistosa entre o Time Froakie e o Time Squirtle e doses bem equilibradas de humor. Outra coisa bacana é ver os Pokémon auxiliando seus Treinadores nas missões e Takegami nos faz um imenso ao favor ao trazer Fletchlinder pra fora de sua Pokébola depois cinco episódios juntando poeira, mesmo com sua evolução em um dos Pokémon Voadores mais legais dos últimos anos.
A participação de Xerneas aqui também lembra um bocado as aparições aleatórias sem propósito de lendários na região de Johto, onde estar no lugar certo na hora certa era aparentemente fácil demais. Ele basicamente aparece, faz umas flores crescerem, solta brilho arco-íris e depois some, sem fazer nada demais. Aliás, se serve para alguma coisa talvez para confirmar que o filme da Diancie ainda não faz parte do cânone da série animada já que Ash e cia não o reconheceram? Eu não vi o filme, mas a abertura e outros vídeos já revelaram que Xerneas aparece em destaque nele. Uma coisa que eu gosto muito também é de como os Treinadores se unem para ajudar Bonnie. É lindinho ver Pikachu deixando as crianças mais velhas irem na frente para ir cuidar da garotinha – como se ela fosse seu novo Togepi. Toda a comoção de salvamento da garota é muito legal – eu adoro ver Ash pulando pelos Drifblim e a sensação de perigo e sacrifício que o momento tem, com ele carregando Bonnie nas costas.
A animação deste episódio também está sensivelmente superior à de seu antecessor, com os traços melhor definidos. Entretanto, peca-se um pouco na parte do salvamento também justamente pela forma confusa como os animadores situam os Drifblim e os Treinadores - me questiono se é mesmo culpa dos animadores ou mais um típico erro de Takegami. Na cena em que Trevor usa o zoom de sua câmera para mostrar a localização dos Pokémon balões, eles estavam a uma profundidade bem grande. Depois, quando os Treinadores vão cruelmente acordá-los de seus sonos bombardeando-os com ataques, eles estão no mesmo nível que os Pokémon, mas não tão fundo quanto a cena anterior havia seguido e não é explicado como eles desceram: Chicote de Vinha de Chespin e Bulbasaur, Braço de Aipom do Clemont? E, por fim, na hora de salvar Ash, todos estão no topo do penhasco de novo. É bem confusa a parte espacial dessa cena, mas nada que prejudique seu impacto. O fato de que nenhum grupo saiu vencedor, apesar da vantagem mantida durante toda a competição foi legal, afinal nem todo bom ato é recompensado no final, e ver Clemont e Bonnie pedindo desculpas juntos é muito lindinho - ainda que nenhum deles tenha sido culpado. É eu gostei bastante desse episódio.

Considerações finais:
Sinceramente, a melhor coisa que Serena fez foi sair de Kanto. Com esse tipo de reação (completamente plausível) em relação a pontes de corda, ela simplesmente não ia sobreviver às várias pontas de corda banda que Ash, Misty e Brock tiveram que atravessar a caminho da Liga Índigo. Aliás, o quão sacana Shauna é por passar correndo desse jeito??? E eu simplesmente adoro a cara da Fennekin super não entendendo a reação de sua Treinadora;
Hora da audiência dos episódios do Acampamento de Verão! 
O episódio "Acampamento de Verão! O Trio Rival Aparece!!" conquistou apenas 3,6 pontos de audiência, mas ficou em 8º lugar, o que quer dizer que foi uma semana ruim para os demais também; 
"Serena VS Shauna! O Confronto de PokéVisão!!" obteve 5,2 pontos, valor mais próximo da média da série, mas ficou na 9ª posição; 
Já "PokéEnteering! O X na Neblina!!" foi assistido por 5,1% do público da semana, queda pequena em relação à semana anterior, mantendo-se na 9ª posição; 
Eu adoro a reação de Pikachu ao ver Ash em cima dos Drifblim;


Eu realmente adoro como eles pronunciam o nome de Tierno. Eles puxam o "r" de uma forma que eu me sinto vendo momentaneamente a uma novela mexicana no áudio original;
Que lindinho Bonnie ajudando Serena a fazer os PokéPuffs. E ela ainda exibe uma nova roupinha adorável *-----*
Falando em Bonnie e Serena, ambas foram mostradas na sequência do cartão do título do episódio e, de fato, cada episódio foi focado em uma delas. O mundo voltou ao normal de novo. Exceto que esta semana eu lembrei que a TPCI usa o mesmo cartão de título com o Ash em todo episódio e eu fiquei com raiva deles por fazerem isso :'( 
Demos a graças a Arceus que Bonnie foi levada por Drifblim porque se um dos Drifloon misturados ali no bolo decidisse levá-la, a menina podia desaparecer de vez (segundo as Pokédexes de Pokémon Black 2 & White 2); 
Ainda sobre Bonnie, eu fico com dozinha de como ela cai do alto e de cabeça T-T 
E que gracinha o Dedenne nervoso por participar de uma filmagem pela primeira vez *--* 
Eu acho um crime que Tomioka tenha colocado Ash e Clemont para trabalharem numa invenção juntos e NÃO nos mostre nenhuma cena dos dois; 
O Time Charmander fez um vídeo abordando os Pokémon de Água. O Time Chikorita fez um sobre os Pokémon Voadores. Ironia proposital ou mera coincidência? 
Eu gosto muito que Tomioka também tenha nos dado um momento a sós entre Serena e Shauna na praia à noite; 
Uma coisa que os roteiristas definitivamente melhoraram muito é a forma como eles retratam Serena e Fennekin. As duas tem estado tão unidas nesses últimos episódios que é lindo ver a devoção da raposinha sendo retribuída por sua Treinadora;
Pelo visto existe um Wailord (menor do que o normal) que adora brincar nessa praia, sem correr o menor perigo de encalhar. Aliás, Trevor totalmente mereceu os 10 pontos só por conseguir puxar a vara. Nerdin por fora, Whey Protein por dentro; 
Eu adoro como o coro de crianças no acampamento soa verossímil. E todas elas são tão bem-educadas. Se fosse uma versão brasileira, queria só ver o Prof. Sycamore conseguindo explicar como funciona o sistema de pontuação; 
Falando no sistema de pontuação, entre o terceiro dia de acampamento e o quinto, o Time Froakie (de Ash e cia) e o Time Squirtle (do trio rival) ficaram empatados com 13 pontos. Como o Time Froakie já havia terminado o PokéVisão com 13 pontos, quer dizer então que eles também não ganharam nenhum ponto no quarto dia, enquanto o Time Squirtle ganhou 3 pra somar aos 10 que eles haviam obtido na pesca. Eu só quero ver se ao final desse acampamento, a parada dos pontos vai fazer algum sentido porque com ambos os times ficando com 13 pontos no quinto dia, eu diria que o desempenho deles está bem aquém do esperado =P; 
Na hora de escalar a montanha pra pegar o primeiro carimbo, Tierno faz um movimento locão de rodar todo 360º que lembra muito a virada cósmica (cosmic flip), a manobra suprema que você pode realizar nos jogos Pokémon X & Y utilizando seus patins; 
Os desenhistas de Pokémon deviam estabelecer um visual para o Esporo que não fosse tão parecido com os ataques de Pó (Pó do Sono, Pó Atordoante e Pó Venenoso). Se não estivesse tão específico na legenda, eu ia morrer achando que o Amoongus tinha usado o Pó do Sono. Não que fizesse alguma diferença, mas me incomoda quando a animação de alguns golpes não diferencia da de outros com efeitos similares; 
Eu gosto de como a Equipe Rocket é quem vai ao resgate de Ash, Pikachu e Serena. Embora o lance deles cozinhando já tenha se tornado repetitivo, eu gosto de como eles estão ficando quietos enquanto recebem aumento atrás de outro. Eu também gosto de pensar que o talento deles com comida não se deve à Jessie, que já foi mostrada como péssima em talentos culinários anteriormente, mas sim a James e Meowth. Especialmente ao felino devido ao seu histórico trabalhando com macarrão, como visto em Diamond & Pearl. Eu também gosto de ficar me perguntando se todos os ingredientes misteriosos fantásticos que eles estão usados não possuem nenhum tipo de veneno ou droga ou algo assim. Eu ia adorar se o esquema final deles envolvesse dopar geral no acampamento e surrupiar os Pokémon da galera, mas acho que não vai rolar; 
O que eu entendi que o Tripokalon representa para as meninas no mundo Pokémon:
Estou prevendo que se Serena continuar nesse ritmo, ela pode acabar matando um de seus companheiros de jornada por exaustão;

5 comentários:

  1. É demais ler seus textos. Também gosto muito das roupinhas da Bonnie. Gosto por que vc sabe destacar os pontos positivos e negativos e como cita os momentos divertidos e engraçados. Muito bom. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Ótima matéria XD

    ResponderExcluir
  3. estou esperando os do ep 42,43,44 e 45....

    ResponderExcluir
  4. Acho que a ideia do o Tripokalon veio das idols que sempre devem ser fofas com as táticas dos torneios. Como lá no japão o machismo predomina, eu não surpreendi tanto com a escolha dos quesitos da competição de pokeidols (na verdade era para ser o nome das garotas que participam dos Tripokalon).

    Como garota, gostaria que fosse uma competição ao estilo dos torneios com os pokemons usando roupinhas feitas pelos treinadores de ambos os sexos que seria mil vezes melhor que isso.

    Sinto falta dos torneios de Sinnoh pelo fato que voce pode vestir um vestido bonito e os meninos poderem participar. Isso deve ser para chamar a atenção do público feminino para comprar os jogos.

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após a aprovação.
Comentários pejorativos e desviados do assunto abordado no post serão automaticamente excluídos.

A PBN agradece a sua participação!