Feliz aniversário: Um pouco sobre os 21 anos de Pokémon






Vinte e um é um número com muitos significados. Alguns acreditam, inclusive, ser um número mítico. Na numerologia, pessoas representadas pelo número 21 são consideradas corajosas e confiantes. Vinte e um também é o número de um jogo de baralho, bem famoso nos Estados Unidos e no mundo. Aliás, uma pessoa com 21 anos é considerada dona de si, oficialmente na maioridade perante a lei.

Vinte e um, na Pokédex, é o número do Spearow. Pokémon este que, como muitos de vocês devem se lembrar, é protagonista do primeiro episódio do anime de Pokémon. Graças a uma pedra estupidamente arremessada por Ash contra um Spearow, um banda ataca o nosso herói e o seu rebelde Pikachu. Após sobreviverem ao acontecimento, nasce uma amizade que… bem, o resto eu tenho certeza que todos se lembram.

Mas, significados a parte, hoje o vinte e um fala alto por outro motivo: Pokémon Red e Blue completam em 2017 os seus bem vividos 21 anos. Os primeiros games da franquia, onde tudo começou, abriram o caminho para uma história fantástica. Repleta de momentos incríveis.

Quem diria que hoje, vinte e um anos depois, Pokémon seria considerado um dos maiores ícones pop de todos os tempos?



Um jogo que fez história

Aniversário é pra isso mesmo: bater palmas. E, meus amigos, Pokémon merece demais. Lá atrás, quando os primeiros jogos foram lançados, ainda em preto e branco, os monstrinhos de bolso abriram caminho para uma trajetória de glórias e recordes incríveis.

Se você foi criança nos anos 90, provavelmente você chegou a ter os tais “mini-games”. Moda da época, os mini games eram nada mais nada menos que um console portátil repleto de jogos simples - como Tetris, por exemplo. Alguns eram mais completos e vinham com jogos ao estilo Space Invaders. E, veja bem, naquele tempo o Game Boy Classic já existia. Com o surgimento de Pokemon, o conceito do “console portatil” invadiu de vez a juventude daquela geração. Pokémon popularizou essa idéia e abriu portas para que consoles portáteis não fossem apenas um passatempo para você ir ao banheiro.

Agora ter um Game Boy era o sonho de consumo de qualquer criança. E, bem, ter um Charizard era meio que uma coisa comum nos corredores das escolas.



Ainda temos que pegar

Vinte e um anos se passaram e olha só quem ainda está aqui: ele mesmo, o Pokémon.

Hoje, Pokemon é mais do que um cartucho de 16-bits com 151 monstrinhos para você capturar e ser o cara descolado do recreio. Pokemon é uma cultura, basicamente. Brinquedos, figuras colecionaeis, filmes, card games… Pokémon está em todos os lugares. Vinte anos depois de seu surgimento explosivo, a franquia ainda teve gás para emplacar um sucesso de vendas que foi Pokémon GO, tomando conta dos noticiários e voltando a atenção do mundo para si novamente.

É muita história pra contar.

Citar o quanto Pokémon é grandioso não é difícil. A história está aí, escrita em livros, cartuchos e conversas de corredor. Que os 21 anos sejam apenas o começo e que ainda tenhamos muitos Pokémon para pegar. Pra ser dos mestres o melhor!

___

Gostou desse texto? Venha conhecer também o meu canal, onde abordo temas e discussões sobre o mundo dos games e principalmente Pokémon: https://goo.gl/FKXbF7


Um comentário:

  1. Só queria avisar que o Game Boy Classic, assim como a versão Color, são portateis de 8-bits e não 16-bits como afirmado no texto.

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após a aprovação.
Comentários pejorativos e desviados do assunto abordado no post serão automaticamente excluídos.

A PBN agradece a sua participação!