Análise Temática - Deck Fusão de Destinos - Mestre das Batalhas


Saudações treinadores e treinadoras desse Brasil! 

Hoje retornamos às análises estratégicas Theme Decks/Decks Temáticos. Quais deles valem a pena ser comprados, quais estratégias ocultas e onde pode se chegar com esses decks! 

Um resumo do que temos até aqui é que geralmente, pais e mães de todo o Brasil são alguns (talvez maioria, mas não posso garantir isso) dos compradores de produtos Pokémon TCG. É um mercado paralelo ao competitivo, e para ajudar os novos players interessados propriamente no jogo e não somente em coleção estou fazendo essas pequenas análises dos Decks Temáticos que são traduzidos e distribuídos pela Copag. 

Como prometido na semana passada, o deck analisado hoje será o que estampa Zygarde como carta principal. Esse é o:


Deck Fusão de Destinos (Fates Collide) – Mestre das Batalhas

Antes de tudo, caso você não conheça as regras, sugiro que dê uma lida no manual que acompanha o deck. Dessa forma você poderá apreender como funciona o jogo e entender o que cada golpe custa e causa de dano. Caso já conheça bem as regras, vamos em frente.

Pra começar vamos a listagem de cartas do deck:

Zygarde ×2
Pupitar ×2
Larvitar ×2
Lucario ×1
Riolu ×2
Carbink ×1
Hawlucha ×2
Serperior ×1
Servine ×2
Snivy ×3
Wormadam ×2
Burmy ×2
Deerling ×2
Shuckle ×2
Minccino ×2
Cinccino ×2
Bolsa de Energia ×1
Fã Clube Pokémon ×1
Poção ×1
Carta do Professor ×2
Shauna ×2
Substituição ×2
Tierno ×2
Wally ×1
Energia de Luta ×10
Energy de Grama ×8

Tal como da última vez, vamos primeiramente eliminar as cartas de Pokémon que no geral são muito fracas e que não ajudam muito o deck. No final das contas, todo o time tem os seus pontos fracos.


As cartas que poderiam muito bem sair desse deck são Larvitar e Pupitar (Esse você poderia até queimar, uma das piores cartas que existe). Esses dois Pokémon possuem ataques com um custo de energia incolor, mas que são muito fracos para dar dano consistente, ou mesmo, podem ser arriscados, afinal causam dano no próprio Pokémon. 


Já cartas como o Carbink possuem uma boa habilidade, entretanto, é muito raro que em algum Deck temático exista cartas que descartem energias dos Pokémon. Há um ou outro Ataque, mas por vezes isso não acaba sendo um diferencial para a partida. Há cartas como a Servine que também possui uma ótima habilidade que pode ser um diferencial em muitas partidas caso resulte em cara e paralise o Pokémon ativo do oponente, entretanto além disso e de servir como evolução para a Serperior ela se torna praticamente obsoleta.


Esse é outro ponto. Diferentemente do outro deck analisado na semana passada, o Mestre das Batalhas tem a maioria dos seus atacantes como sendo Pokémon Evoluídos (estágio 1 e estágio 2), com exceção do próprio Zygarde. Portanto, cartas como Minccino, Burmy, Snivy e Riolu são muito ruins caso não se busque suas evoluções com agilidade. 


Nesse deck também temos algumas coisas que podem ser úteis no início do jogo, tais como Shuckle e Hawlucha, que são bem parecidos em seus ataques, onde o primeiro ataque possibilita manutenção de mão com compra de cartas, e com o segundo golpe que com duas energias, (duas incolores ou uma lutadora e outra incolor, respectivamente) causam 30 de dano, mas que além disso possuem a possibilidade de paralisar o Pokémon Ativo do oponente, ganhando um turno extra e acumulando dano. 


Ainda em um pensamento de cartas úteis, mas não tão boas, temos a Deerling que também é uma boa carta principalmente para o início do jogo. Essa carta permite, ao atacar com uma energia incolor buscar qualquer Pokémon do seu deck para a mão. Já que, como mencionei, esse deck é propriamente um deck que ataca com Pokémon evoluídos, isso permitirá você acelerar o deck buscando evoluções e ligando energias aos Pokémon do Banco. Por fim, temos o Cinccino que com uma energia incolor pode causar 60 de dano com resultado cara, ou nada, com resultado coroa, sem contar o outro ataque de olhar a mão do oponente e colocar uma carta no fundo do deck.

Confesso que não sei onde poderia colocar esse Pokémon pra o Theme Deck, ele varia muito entre ruim, mais ou menos e bom. Cinccino pode te salvar da mesma forma que te prejudicar. Mas por via das dúvidas deixei ele como médio, afinal não é uma carta que veremos no metagame.


Dada todas subtrações, ficamos com os seguintes Pokémon como principais: Zygarde, Serperior, Wormadam e Lucario. A questão é: Por que esses Pokémon são melhores que os demais?
Esses Pokémon possuem, além de ataques com bastante dano e pouca energia, também uma boa quantidade de HP/PS, mesmo para Pokémon do estágio 1 como o caso do Lucario (110) e Wormadam (120). Quanto a questão de bons ataques com baixa energia não há segredo. Com exceção do Zygarde, todos os listados possuem golpes com apenas uma energia e que, caso não apliquem um bom dano, ainda possuem outro efeito, como curar 20 de dano do Womadam, ou o próximo ataque causar +60 de dano da Serperior. Isso permite, ganhar tempo ao se carregar outros Pokémon com energias para ataques destrutivos como o próprio Zygarde, que com duas energias lutadoras mais uma incolor pode causar 120 de dano, ainda que cause 10 em todos os seus Pokémon do banco.


Além dos Pokémon, as cartas de Treinadores são consistentes com o deck, como por exemplo a Ferramenta/Tool Bolsa de Energia que permite o retorno de todas as energias ligadas no Pokémon para a mão quando o mesmo é nocauteado. Temos uma Potion/Poção, que está longe de ser uma carta boa, mas pode quebrar um galho e fornecer um turno extra para algum Pokémon, curando 30 de dano. Além disso, temos também dois Switch/Troca que evita o gasto de energia para recuar algum Pokémon, utilizando o Pokémon ativo como escudo até estar prestes a ser nocauteado e recua-lo de graça para um contra-ataque. 


Entretanto, o Deck se ausenta de bons Apoiadores para manutenção de mão, o que convenhamos, não é raro se tratando dos Decks Temáticos. O deck sofre pela ausência do Sycamore, mas compensa com 2x Shauna e 2x Tierno. Para esse deck específico, que possui muitas evoluções, também há a ótima presença de 1x Wally, que permite evoluir um Pokémon ignorando as regras de início de turno e de evolução no mesmo turno. 

Dessa forma, no geral, temos o seguinte resultado:



Custo Benefícios: 8/10
Cartas úteis futuramente: 6/10

Esse deck é bom para jogos entre Decks Temáticos, entretanto, as cartas que ele fornece para se jogar no competitivo ou de melhora de deck são muito específicos. Por exemplo, a linha evolutiva da Seperior é boa, entretanto só é boa caso você monte um deck de Serperior. Idem para Zygarde que só será útil em decks lutadores. Dessa forma, como ele não apresenta cartas presentes no meta atual, classifiquei o uso de cartas úteis futuramente como 6.

Espero que tenham gostado, treinadores. Nos vemos na próxima semana.

Até lá, um grande abraço do seu amigo Xoxim.



Acompanhe a PBN nas Redes Sociais! Clique:

 Pokémon Blast News Face   Pokémon Blast News Canal   Pokémon Blast News Twitter   Pokémon Blast News Insta


0 Comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após a aprovação.
Comentários pejorativos e desviados do assunto abordado no post serão automaticamente excluídos.

A PBN agradece a sua participação!