Até onde queremos que os jogos de Pokémon evoluam?





Já há muito tempo a série de jogos principal da nossa amada franquia segue um padrão de história, narrativa, gráficos e desafio. Salve algumas excessões podemos dizer que Pokémon, nos consoles portáteis, sempre foi eficaz e certeiro mas pouco inovador em termos de jogabilidade. Vimos jornadas em diversas regiões, adições interessantes em cada geração que era lançada mas sabemos que a Nintendo jamais ousaria demais em cima dos jogos que são uma fonte certa de renda e popularidade para a empresa.

Muitos dirão que não esperam mudanças na franquia, que não se mexe em time que está ganhando - e nisso eu devo concordar, de certa forma. Mas quem nunca sonhou em jogar um jogo de Pokémon com gráficos semelhantes ao do já anunciado Pokkén Tournament? Quem nunca delirou e viajou em pensamentos imaginando o quão magnifico seria um Pokémon para console de mesa, com suporte online, onde você personaliza o seu personagem e pode batalhar, capturar e viajar pelo mundo com o mesmo estilo dos jogos portáteis mas com gráficos maravilhosos ao melhor estilo Xenoblade? Atire a primeira pedra quem não gostaria disso! 

De certo a Nintendo tentou. Vimos fracassar no Game Cube o Pokémon XD, um jogo com uma história interessante, gráficos bons para época e que seguia o mesmo padrão de jogo dos jogos da série principal. Mas vimos um grande acerto em Pokémon Black/White e Black/White 2, com um grande amadurecimento na narrativa e na história do jogo em si. Em Pokémon XY a tão aguardada personalização de aparência, que muitos fãs sempre esperaram, além da mudança no motor gráfico - que pode sim ser considerado a maior inovação nos jogos da franquia, até o momento. Mas até que ponto a nostalgia dos fãs e o apreço da Nintendo em não trocar o certo pelo duvidoso afeta essa evolução dos jogos?

Afinal, os tempos são outros. Não é mesmo?


Arte original de Ken Sugimori para Pokémon Red/Blue. Saudades, né?








  
Um brinde a saudade e dois brindes ao acaso
 
Tenho certeza que por muitas vezes em uma conversa entre amigos alguém ouviu uma pessoa reclamar que “Pokémon não é mais a mesma coisa, esses novos parecem Digimon!”. Se Pokémon tivesse parado em Johto - como muitos dos antigos fãs prefeririam - certamente não existiriam mais jogos, a franquia se tornaria defasada e repetitiva, sem inovações e desafios diferentes. Isso seria um desrespeito. Tudo precisa crescer e evoluir mas lidar com tudo isso é difícil. Muitos deixaram de caminhar ao lado de Pokémon, justamente por conta de adições julgadas “desnecessárias”. 

Mudanças são necessárias. Grandes jogos da história ousaram e ganharam uma nova vida. Vimos isso em Final Fantasy e Resident Evil, por exemplo. A própria Nintendo soube como ganhar MUITO dinheiro quando inovou criando o surpreendente Nintendo Wii, que revolucionou a industria de jogos. Nem todos mudaram para melhor, é verdade, mas muitos arriscaram. Porque foi preciso. 

Todos somos reféns do padrão de jogos que Pokémon criou e seguiu durante todos esses 20 anos de sua existência - inclusive a própria Game Freak. E, veja bem, não estou reclamando. Mas talvez seja hora de sermos presenteados com um grande e diferente jogo de Pokémon, que homenageia o passado e brinda o futuro com maestria. O Nintendo NX pode ser a grande plataforma para abrir essa possibilidade, se a Nintendo quiser, se a Game Freak quiser e o principal: se nós, os principais condutores disso tudo, abraçarmos esse afastamento da nostalgia e aceitarmos trocar o clássico pelo inovador.

13 comentários:

  1. Queria tipo um jogo que o personagem ouve as histórias dos heróis dos jogos anteriores aí saísse em jornada e vence a liga também, derrota a gangue vilã como nos outros jogos. Assim contava a história do Pokemon sem sair do padrão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso seria interessante! Acho que tudo que pudesse trazer mais grandiosidade e que figurasse entre os games mais modernos seria bem vindo :)

      Excluir
  2. Cara concordo plenamente, eu nao sou muito fã dos jogos de pokemon pra portatil, e gostaria muito que tivessem jogos para os de mesa n estilo que voce falou mas sem modo historia ( o modo historia ficaria para os portateis) queria um jogo no estilo do anime sm que capturassemos os lendarios principais ( xerneas, yveltal, zygarde, zekrom...e etc) poderiamos pegar apenas os lendarios normais ( os regis, os caes e etc) e a liga pokemon e os ginasios fossem iguais ao do anime, e que a elite 4 fosse praticamente impossivel de ser vencer, afinal como um mlk de 10 anos vence a elite 4? Esse é meu jogo dos sonhos. E que fosse tirado o sistema de batalha em turnos, mas acho qe nao tem um melhor pq a outra opcao é a no estilo do poken ou seja quem clica mais rapido ganha. Essa é minha opinião.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, acho que um jogo nos padrões do Nintendo 3DS mas com um sistema inovador, gráficos bonitos e um suporte online ao estilo MMO seria muito bem vindo! Daria uma nova vida a franquia e seria uma carta de entrada muito linda nos consoles de mesa. O Nintendo NX parece ser plenamente capaz de executar games com esse potencial e os fãs com certeza gostariam de jogar algo ousado, com uma longa história e uma experiência inovadora! Se não desse certo, fazer o que? Ainda tem o 3DS... Mas que arriscassem com tudo, pois potencial não falta!

      Excluir
  3. Vocês adivinharam os meus pensamentos mais loucos sobre Pokémon, mas então:

    1) Adotar um estilo gráfico e o gameplay de batalha semelhante a Ni No Kuni, mas claro, sem a interferência direta do treinador.

    2) Aumentar a dificuldade geral dos games. Crescer mas sem perder a essência jove. Exemplo:
    1 treinador tem um Charizard com um peso ótimo e boa força,os golpes físicos deste Pokémon serão melhores devido a estes fatores...

    Tenho muitas outras idéias, mas bem sei que não verei nada parecido nos jogos da série.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também sonho com tais mudanças. Quem sabe algumas possíveis adições aos poucos? Um jogo utópico com elementos diferentes seria fantástico, mas certas coisas como opção de dificuldade na abertura do save e histórias mais profundas não seria tão difícil. Quem sabe um dia?

      Excluir
  4. nossa charizard ta deformado naquele desenho ali...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem diferente do desenho atual, né? Hahaha mas sou apaixonado pelas artes antigas do Ken Sugimori! Me traz uma grande nostalgia <3

      Excluir
  5. Pokemon é a mina de ouro da game freak é assim de tudo um produto... Os fãs têm um grande apego emocional com a série... Pra gf isso significa mais lucros... Cada jogo da série tem suas particularidades... Um bom exemplo disso é a personalização de personagem que pertence exclusivamente a kalos e só a ela... Não veremos isso em nenhum outro jogo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas acho isso a pena. Entendo toda a magia e o conceito por trás de desses detalhes, mas certas coisas podiam servir de herança para futuros jogos da franquia. Eu me apaixonei pela personalização de personagem e vou sempre sentir falta disso, caso não volte a figurar em novos games!

      Excluir
  6. Aumentar o limite de 6 para 7 pokes na party já seria uma boa inovação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que isso seria bem radical hahahaha

      Excluir

Seu comentário será publicado após a aprovação.
Comentários pejorativos e desviados do assunto abordado no post serão automaticamente excluídos.

A PBN agradece a sua participação!