Review: Pokémon XY085

Fala, galera!
Dando sequência à semana de reviews aqui no site, hoje trago o texto avaliando o XY085. Este texto foi originalmente publicado em 07 de outubro de 2015 no meu blog.
Não deixe de comentar também e deixar sua opinião sobre este episódio. Abraço o//

XY085/ Episódio 889 - Um Galho Partido: Um Coração Partido! Os Fortes Sentimentos de Braixen!!

A evolução de Fennekin para Braixen foi uma melhora em todos os aspectos: poder ficar em pé sobre as pernas traseiras deixaram suas mãos e seu torso livres para a realização de movimentos belos, como dançar e rodopiar e o brotar do galho em sua cauda lhe deu um instrumento perfeito para malabarismos, que podem ser executados com uma infinidade de combinações graciosas. Além disso, a transformação da pequena raposinha em alguém maior e mais feroz parece ter contribuído até mesmo com o amadurecimento de Serena, que parece ter mais ganhado mais confiança para entrar em batalhas agora que tem uma forte aliada ao seu lado. De fato, Braixen é uma evolução em quase todos os sentimentos em relação à sua forma anterior, exceto, talvez, na forma de lidar com situações que contrariam suas vontades.
Quando a primeira tentativa de Serena de bolar uma nova apresentação após ganhar sua Chave de Princesa - baseada principalmente em reciclar as ideias que lhe deram a vitória na competição anterior :v - resulta em Pancham quebrando, acidentalmente, seu precioso galho, a Pokémon reage de forma bastante orgulhosa e arrogante. Chega a dar raiva vê-la recusando todos os galhos que todos se esforçaram para encontrar enquanto ela ficava lá chorando o leite derramado. Chega parecer crueldade a forma como ela torna a situação de Pancham, se remoendo em culpa, ainda pior com seu olhar ressentido. Todavia, no mundo onde Pokémon devem ser tratados com amor e respeito acima de tudo, especialmente pelos heróis, aos Treinadores não é permitido esboçar a mínima revolta com a atitude extremamente desagradável da Pokémon Raposa, apenas uma ligeira incompreensão.
Nesse sentido, parece ser muito mais sobre os telespectadores que sobre os personagens do anime em si que James faz seu discurso sobre o quão incompreendida Braixen está sendo - ainda que a pergunta de Serena sobre o porquê de a Pokémon ter recusado os galhos coletados pelos outros e a reação de indignação de Braixen deixem claro que a raposinha esperava que ao menos sua Treinadora fosse entendê-la. Entretanto, não dá pra ter ódio quando o próprio antagonista se coloca no lugar da Pokémon e ativa aquele sentimento tão fácil de desligar: a empatia. Como posso julgar Braixen por lamentar perder seu amado galho quando eu me sentiria tão chateado quanto se meu 3DS ou meu laptop quebrasse ou até mesmo se alguém derrubasse água ou outra coisa pior nas minhas várias revistas em quadrinhos e encadernados?
Eu ainda me lembro do quão arrasado fiquei com pessoas que eu amo, como minha mãe e uma prima extremamente queridas, quando aquela permitiu que esta levasse meu Pokémon Emerald Version para Governador Valadares para sempre! Eu amava aquele jogo e ele significava tantas coisas pra mim, tantas horas de dedicação e alegria! Mas eu amava a minha prima e até quis odiá-la pelo que ela fizera, mas eventualmente entendi o que era realmente importante - em parte na esperança de que os remakes seriam lançados um dia e eu teria um Emerald melhor pra jogar (e o destino só me trouxe a decepção que Omega Ruby e Alpha Sapphire foram =P).
A nova perspectiva passa a nortear o episódio de forma especial, principalmente quando descobrimos que o problema todo é que Serena, um belo dia, num momento nunca visto antes, decidiu falar que seria graças ao maldito galho que ela se tornaria Rainha de Kalos. Se tem uma outra coisa que a evolução de Fennekin não mudou foi sua devoção infinita e inquestionável à sua Treinadora, então é óbvio que faz todo sentido ela ficar péssima pelo galho partido e pelo fato de Serena não ser capaz de entender sua chateação.
O roteiro de Junki Takegami - aquele roteirista que sinceramente parece escrever mais por obrigação que por interesse porque seus episódios são geralmente os mais mal roteirizados - peca em não conseguir muito bem desenvolver a partir daí. Serena então fica numa obsessão por consertar o galho, claro, e quando a Enfermeira Joy não é capaz de ajudá-la, a menina descobre que tem um médico de madeira (er…) morando bem ali pertinho OLHA SÓ QUE COINCIDÊNCIA INCRÍVEL, MENINA! O médico é famoso por conseguir restaurar o chifre de um Sawsbuck - ainda que um chifre seja completamente diferente do outro, fazendo todo esse "restaurar" bem suspeito -, o que anima a jovem e seus Pokémon o suficiente para fazê-los ir lá, acompanhados de James. É claro que ninguém nunca nem sequer considera a possibilidade de fazer uma gambiarrazinha com fita adesiva.
O fato de a Enfermeira Joy achar que o médico de madeira podia ajudar por ter "consertado" o chifre de um Sawsbuck já parecia absurda demais - gente duas coisas completamente diferentes pqp -, logo foi um alívio quando ele disse que não tinha jeito. O episódio também traz uma batalha que promete. Os gifs dela estavam muito legais, assim como as cenas na prévia e Gallade é um Pokémon que eu sempre gosto de ver lutar. Todavia, a batalha entre os dois entrega beeem menos do que prometera. Em parte porque ela é interrompida sem propósito pela Equipe Rocket - teria sido muito mais emocionante se Braixen tivesse aprendido a usar a Rajada de Fogo num momento de dificuldade dentro da própria batalha contra o Gallade. Além disso, a forma como James pula pela cabeça dos meninos, tira o disfarce e NINGUÉM PERCEBE exige uma suspensão de crença além das minhas capacidades.
Ainda com esses problemas todos, o episódio termina com uma lição positiva sobre não se apegar demais a ferramentas, mas confiar na força interior. É também interessante observar como a superação de Braixen não é feita pela Pokémon sozinha, mas com a ajuda de sua Treinadora e seu parceiro. Os episódios de Serena tendem a sempre transformar os problemas de um em problema dos três, algo que legal de ver porque reforça a união e o comprometimento de um com o outro. É lindinha a cena de Pancham tirando o galho do seu compartimento infinito em seu pelo, Serena decorando-o e os três fazendo o juramento de vencer com o novo galho. Todos superam e seguem em frente em sua jornada, mas não antes de uma breve homenagem ao galho partido e uma promessa de visitá-lo porque ferramentas podem até não ser tudo, mas merecem tratamento digno.

Considerações finais:

  • Nossa como a voz da Braixen pode ser irritante…
  • A BGM que acompanha a busca do Pancham é tão fofinha;
  • É legal ver Serena se desculpando aos outros depois que Braixen sai correndo;
  • James tem uma tampinha com a imagem da concha de um Slowking. É claro que a essa altura já sabemos que o mundo sempre teve mais de 150 Pokémon e a diferença é a distribuição por região, mas é engraçado pensar que já se fabricavam tampinhas de garrafa referentes ao Pokémon e ainda assim ele era desconhecido para os pesquisadores Pokémon;
  • Quem falou que jogou as tampinhas do James fora foi a mãe de James. A dubladora Mako Hyodo voltou exclusivamente para dublar aquela fala;
  • Que metido Clemont indo se oferecer pra juiz. Ninguém pediu não, limãozinho. Aquieta o facho!
  • Não acham que já passou da hora de Braixen aprender um ataque Psíquico? Sempre imagino uns raios psicodélicos fodinhas sendo expelidos da varinha;



  • Gente, sabe o que me deixa mais com raiva da cena do James pulando loucamente pra fazer o lema e ninguém percebendo? É porque isso foi CLARAMENTE feito para evitar de dar trabalho aos animadores tendo que redesenhar um lema só com a Jessie e Meowth. Imagina só que sacrilégio fazer eles terem que dar uma terceira(?) animação para o lema dos bandidos em 85 episódios!
  • Falando neles, James recicla o mesmo uniforme civil de sempre e Serena não o reconhece. Eu não tinha parado pra perceber - ou não sei se é um erro de continuidade ou falha de memória dos Treinadores - que Ash e cia nunca viram os Rockets com essas roupas de civis. Imagino se isso poderia ocorrer uma segunda vez, com Serena se lembrando de James como o "Sr. Escolha" (mas que diacho de nome gente);
  • Eu adoro que Jessie quer que James roube Pancham e Braixen para acabar com a concorrência. Isso aí, Jessie! O chefe que se dane =P
  • "Um Galho Partido: Um Coração Partido! Os Fortes Sentimentos de Braixen!!" entrou para o TOP 10 das animações japonesas, ocupando a 9ª posição, mas conquistando admiráveis 4,2 pontos no ibope!
  • A propósito, vocês viram que desde o último dia 5, segunda-feira, o CN retomou a exibição dos episódios inéditos de Pokémon - A Série XY no Brasil? Hoje às 16h tem de novo!

0 Comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após a aprovação.
Comentários pejorativos e desviados do assunto abordado no post serão automaticamente excluídos.

A PBN agradece a sua participação!