Review: Pokémon XY074

Ei, Pokénerds!
Hoje chegamos à última postagem da semana louca de reviews de Pokémon XY, finalizando com a batalha de Ginásio do Palletiano na Cidade de Laverre!
A próxima deve vir na sexta ~mas quem sabe eu não surpreendo vocês com algo antes disso?, então melhor ficarem ligados!
Para mais textos de Sir Charizard, acesse o Vale Charicífico no menu do lado direito do site.
Boa leitura e não deixe de comentar e dizer o que você achou do texto e do episódio também, claro ^^

XY074/ Episódio 878 - Luta no Ginásio de Laverre! A Bela Armadilha de Fada!!

Quando Ash chega à sua terceira batalha de Ginásio em pouco mais de 15 episódios, fica difícil entender a urgência quando o narrador clama que o Treinador está "finalmente" prestes a conseguir sua sexta Insígnia. O problema com essa pressa toda é justamente a falta de novidades ou de expectativas que isso gera para essas lutas. Enquanto tivemos tempo para antecipar os desafios contra Grant, Korrina, Ramos e Clemont, não houve nem tempo para gerar uma expectativa sobre que tipo de luta Ash teria contra a primeira Líder de Ginásio do tipo Fada de Kalos. Além disso, a inserção de Goomy ocupou tanto espaço no caminho para Lumiose que não vimos nenhum progresso dos outros Pokémon de Ash nesse meio tempo. Não houve treinamento, nem aprendizado de golpe novo, nem evolução, ou seja: nenhum progresso - embora seja revelado aqui que isto não é totalmente verdade, não acompanhamos nenhum desenvolvimento desse time.
Ainda assim, a escolha de focar em Hawlucha e Fletchinder é uma boa. Por mais que ambos tenham participado do maior número de Ginásios até aqui (o luchador em Shalour, Coumarine e Lumiose e a ave em Santalune, Cyllage, Shalour e Coumarine), eles são bastante negligenciados em praticamente todos os outros momentos da jornada - especialmente o passarinho -, portanto é bom que eles ganhem um destaque pra variar. Todavia, é uma pena que tenham protagonizado a batalha de Ginásio mais fraca de Pokémon XY.
O quarto Ginásio de Tomioka na saga começa muito bem com um ótimo confronto entre Fletchinder e Sylveon. A ação rápida de Ash com a Asa de Aço recebendo a resposta rápida de Valerie usando os laços de seu Pokémon Fada para prender o adversário. Se nas Pokédexes dos jogos, as fitas-sensores da eeveelução são descritas como tendo o propósito-primeiro de acalmarem, aqui descobrimos porque ele é chamado de o Pokémon Entrelaçamento. Ver a ave completamente presa pelas fitas de Sylveon certamente dão o tom ameaçador do Pokémon. Porém, quando seu adversário consegue incendiar o próprio corpo, tocá-lo não é uma ideia muito boa. A reação do Palletiano era só uma questão de tempo e ele até demora pra executá-la. Por fim, Ash sai vitorioso e a melhor batalha do episódio acaba aqui.
Enquanto eu entendo a decisão de mudarem o time de Valerie, substituindo os já conhecidos Mr. Mime e Mawile por uma criatura desta geração, eu certamente não gostei de colocarem Spritzee como seu Pokémon principal - a única coisa em que ele realmente supera o outro é fofura. Teria sido muito mais interessante, por exemplo, ver como Hawlucha se sairia contra as perigosas fitas de Sylveon, já que seus golpes dependem exclusivamente do movimento de seus corpos. Em vez disso, o que temos como o grande momento da batalha é a Sala de Truques (Trick Room).
É claro que considerando o efeito interessante que o movimento possui isso não deveria ser problema algum. Muito pelo contrário. Uma das batalhas mais fodas que o anime já fez envolveu em grande parte este mesmo movimento (VS Conway na Liga Sinnoh, lembram?). Porém, o que incomoda aqui é o quão estática as coisas acabam ficando, ironicamente. Para uma estratégia focada em mudar agilidade, é triste ver o quão pouco Valerie e Ash aproveitam a situação. Pra começar, é um verdadeiro alívio ver que o Palletiano não estava investindo na Carga de Chamas porque esquecera os efeitos do ataque - algo que me deixou seriamente preocupado a princípio -, mas porque sabia que o aumento de agilidade de Fletchinder acaba tendo efeito nenhum uma vez que as paredes psíquicas caem. Um defeito tanto da animação, que retrata a ave se movendo do mesmo jeito que antes de começar a ter sua velocidade aumentada, quanto do roteiro - qualé, super dava pra se esquivar daquela Explosão Lunar, considerando a quantidade de vezes que a Carga de Chamas foi usada!
Já o desafio contra Hawlucha guarda problemas similares: Spritzee escapa do golpe do luchador fácil demais, com a Sala de Truques ainda desativada. E, quando ativada, novamente vemos Valerie com ofensivas fracas. É muito bacana a forma como Hawlucha quebra a parede da Sala de Truques usando seu Corte-X pela lógica de Inseto vence Psíquico, porém eu já tenho mais dificuldade de engolir seu giro (ou será que as leis da física não são alteradas pelo golpe?). Verdade seja dita, o problema com a Sala de Truques é que, no fim das contas, sua existência foi bastante subaproveitada e teve pouco ou quase nenhum efeito real. Quando comparada com as três batalhas de Ginásio anteriores, bem ágeis e extravagantes, com ideias realmente boas para superar estratégias - embora não livres de problemas -, o combate contra Valerie resulta em algo decepcionante, embora não seja propriamente ruim.
Mostrando sintonia com o trabalho feito por Omode no episódio passado, Tomioka consegue manter o estilo místico de Valerie e do Ginásio de Laverre. É interessante ver a forma como ela reconhece como legítimo o jeito de Ash de se comunicar com seus Pokémon e sua historinha sobre como ela queria ser um monstro de bolso ajuda a explicar bastante não só a comunicação própria que ela desenvolvera com os tipos Fadas, mas também sua escolha como designer - lembram que no episódio anterior fora revelado que ela se inspira nos próprios Pokémon? Falando em sua profissão, é bom ver que seu Ginásio não era a arena externa que vimos no episódio passado, mas uma sala muitíssimo bem decorada dentro da construção mesmo. Aliás, segundo os jogos, Valerie vem da região Johto, o que explica seu estilo mais tradicional e por que ela decidiu morar em Laverre: há muitas similaridades entre esta cidade e Ecruteak, por exemplo, ou até mesmo com a Cidade Violeta. Será que ela chegou a conhecer as Irmãs Kimono?
Outro aspecto que incomoda é novamente toda a ideia do Ash fodão, que esta saga cada vez insiste em promover. Chega a ser arrogante o Treinador falar que não fez preparo nenhum para a batalha e que vai confiar plenamente no vínculo com seus Pokémon. E Serena, a sempre toda preocupa, acaba indo na pilha dele. Em Sinnoh, Ash era frequentemente humilhado ou depreciado (embora isso acabasse gerando diversos momentos para ele provar o contrário). Em Unova, ele era o infantil bobão sem noção. Agora, ele é o herói fodão. Seria bom se os roteiristas encontrassem um equilíbrio em vez de focar numa única característica exclusiva, evitando essa super simplificação. Até antes do Ginásio de Shalour, as coisas estavam até equilibradas. Mas depois de lá, o menino começou a ser endeusado demais. Está fazendo falta vê-lo treinando e se esforçando para superar suas dificuldades. Será que rola alguma coisa nesse sentido até o Ginásio de Olympia?

Considerações finais:

  • Acho engraçado Serena perguntando se é a primeira vez que Scottie assiste a uma batalha de Ginásio, como se fosse grande coisa. Qualé! O menino já lutou em Ginásios, kirida! Assistir é fichinha!
  • Gente, a Kirika ficou tão sem chão quando o Sylveon caiu que nem lembrou de declarar a derrota do Pokémon, tadinha;
  • Scottie aprendendo sobre os tipos Fada é a forma que o anime está usando para explicar as vantagens e desvantagens do novo tipo? Parece meio tarde pra isso
  • É, galera, a demora é tensa, mas tem motivo: fim de semestre. Socorro, alguém me salva.
  • Sim, não tem mais nada a considerar.


Um comentário:

  1. "Em Unova, ele era o infantil bobão sem noção. Agora, ele é o herói fodão. Seria bom se os roteiristas encontrassem um equilíbrio em vez de focar numa única característica exclusiva, evitando essa super simplificação."

    Numa boa, depois de aturar aquele Ash insuportavelmente retardado de BW e seus líderes de ginásio com um rei na barriga cada um, esse Ash fodão passando o rodo é mais que bem vindo. Tô resignado que ele sempre será "adaptado" a cada geração, então, vou aproveitar que ele tá fortão agora, pq é capaz de voltar a ser um paspalho na região seguinte.

    A batalha poderia ter sido melhor se, pelo menos, Valerie usasse a evolução do spritzee (feia que dói, aliás), mas não foi de todo ruim. Achei que iam lembrar que o Ash já foi transformado num pikachu uma vez pra fazer um paralelo, mas aí é querer demais.

    Também, um dos poucos problemas de XY é que a equipe dele está sendo montada num ritmo lento demais. Ele já vai pro 7º gym e só tem cinco bichos.

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após a aprovação.
Comentários pejorativos e desviados do assunto abordado no post serão automaticamente excluídos.

A PBN agradece a sua participação!