Crônicas de Bolso: Singelo como Inseto - Beautifly e Dustox


  
   Olá, galerinha!


   Como hoje é quarta-feira, hoje tem Crônicas de Bolso! E aí, como vocês estão? Espero que estejam todos afiados para a nossa primeira crônica dupla! É isso aí, hoje é emoção em dobro! =)

   A ideia de trazer dois Pokémon em uma mesma crônica é antiga, mas só agora se tornou realidade! Aliás, já repararam como Hoenn possui uma enorme quantidade de duplas Pokémon? Temos os vaga-lumes, uma dupla de rivais, os meteoritos, os roedores gêmeos, o ninja e sua sombra e... Beautifly e Dustox!

   Como muita gente havia pedido, eu realmente cogitei trazer os ninjas do Tipo Inseto esta semana, mas acabou que eu não consegui parar de pensar em algo que se encaixava melhor na borboleta e na mariposa. Vocês vão descobrir o porquê! ^^

   Sendo assim, hoje é o dia da estreia da subsérie Singelo como Inseto! Agora, senta que lá vem história! =)


Pois é, Masquerain, não foi dessa vez também...


    Uma das coisas mais simples e, ao mesmo tempo, mais complexas da vida é, sem dúvidas, o amor. Que outro sentimento requer doçura e resistência, inocência e maturidade, doação e ponderação? Talvez seja esta a origem dos conflitos. O motivo mais simples e mais forte para o surgimento deles jaz no fato de as pessoas não tentarem compreender umas às outras, com amor.


- - - - - - -


Singelo como Inseto: Beautifly e Dustox


   O amor costuma ser um tema atraente para diversas histórias e o mesmo acontece para a vida das pessoas. Apesar de ser um sentimento sublime e poderoso, existem nuances ainda pouco exploradas sobre ele.
   O amor também é como uma fortaleza que deve resistir aos rigores do tempo e das adversidades, ainda mantendo a doçura que o torna cativante. A própria família é um perfeito exemplo de que o amor deve ser como uma chave-mestra. Não importam quais são as necessidades de cada um, pois os corações são como fechaduras únicas, o amor sempre deve ser moldado de forma que possa abrir todos os corações, como uma chave-mestra. O amor deve ser puro e pleno, singelo.
   Em um bairro suburbano de Lisboa, morava uma gentil senhora que havia acabado de se aposentar. O lugar era pacato e bucólico, sem os grandes luxos encontrados nos centros movimentados.
   Como não precisava mais trabalhar, sobrava-lhe tempo para cuidar de suas coisas e desenvolver seus projetos há muito esquecidos devido às suas tarefas diárias. Uma das principais atividades que preenchia o coração da senhora era a jardinagem. Ela simplesmente amava cuidar de seus bonsais e suas flores, bem como cultivar uma horta doméstica.


   A vida da aposentada era feliz e tranquila. Quando não estava podando, regando ou adubando, ela saía para se divertir com suas amigas ou visitava seus estimados filhos.
   Certo dia, enquanto cuidava de um dos canteiros, percebeu que duas lagartas estavam se alimentando das folhas que caíam sobre a terra. A senhora buscou seus óculos para poder enxergar melhor e viu que havia duas Wurmple ali, aparentemente atraídas por seu belo jardim.
   Em um primeiro momento, a idosa pensou em proteger suas flores e hortaliças da visita supostamente indesejada, mas logo compadeceu das duas lagartas. Seu coração era generoso, por que seu amor pelas plantas precisava acabar com a vida daquelas que só queriam se alimentar e sobreviver?
   Pouco a pouco, as duas Wurmple começaram a cativar igualmente o coração da senhora, que fez duas casinhas com caixas de papelão para abrigá-las com algum conforto e resguardo. A aposentada logo tratou de dar nomes às duas irmãs Wurmple: Mimi e Momo. Segundo ela, uma era tímida e misteriosa, se escondia e pouco retribuía sua atenção. Já a outra era amorosa e formosa, adorava aparecer e agradá-la.
 

   As personalidades das lagartas irmãs eram diferentes. Cada uma tinha seus próprios valores individuais, naturezas características de cada uma. Momo vivia saindo de sua casinha para poder mordiscar algumas plantas no canteiro e adorava atrair a atenção da idosa com suas peripécias. O quarto da senhora estava quase sempre sujo com os fios de seda que Momo tecia e também era ela que sempre acompanhava a senhora durante o cultivo do jardim. Momo sempre a fazia sorrir.
   Mimi era quieta e refreada, vivia dormindo ou escondida dentro de sua casa. Poucas eram as vezes em que saía de lá, só o fazia porque adorava subir até a janela e observar o luar, recostada na lateral do vidro. Os olhos de Mimi brilhavam à noite, quando tudo era calmo e quieto, assim como ela. Quando a aposentada podava suas plantas, Mimi só ia buscar algumas folhas depois de horas, se Momo já não tivesse comido todas. Mimi sempre a fazia refletir.
   Em poucas semanas, a idosa começou a perceber que as lagartas estavam se transformando, havia seda e um muco pegajoso nas caixas e os corpos delas pareciam começar a mudar. Foi assim que as diferenças entre as irmãs se tornaram ainda mais visíveis. Momo virou Silcoon e Mimi virou Cascoon.


   Pela primeira vez, a aposentada se viu tratando ambas igualmente, já que os cuidados necessários pelas crisálidas eram semelhantes. Ela colocou algumas folhas perto dos casulos e cuidou para que a luminosidade, o calor e a umidade fossem perfeitas. A idosa só queria o bem de suas meninas e respeitou o tempo de cada uma. Eram crianças que passavam pela adolescência até se tornarem adultas.
   Mimi e Momo pouco podiam se movimentar, apenas observavam o quarto da senhora e sonhavam. Como um bom quarto de senhora modesta, os móveis eram tradicionais, talhados em madeira nobre e já de longa data. As estantes guardavam livros de diferentes épocas e temas. As crisálidas se encantavam com cada nova descoberta que faziam, o que incluía as fotos de família na cabeceira da cama.
   Enquanto Momo se divertia com as coisas que aprendia, Mimi se sentia nostálgica por não poder mais ver a Lua e sentia falta de sua infância, sentindo-se amargurada e sozinha.
   A experiência positiva no casulo ajudou Momo a se desenvolver bem e logo a seda do casulo se rompeu e asas vibrantes anunciavam o seu renascimento como uma borboleta de estonteante beleza, Beautifly. A primeira coisa que a borboleta fez foi voar por todo o quarto, mesmo que derrubasse as coisas, já que não era especialista em voos ainda.


    Naquele dia, a idosa havia ido à padaria e não pôde ver a transformação de Momo, mas foi recebida carinhosamente logo que chegou em casa, ainda com a sacola de pães nas mãos. Momo dava piruetas e simulava uma brisa prateada com o pó de suas asas. A senhora aplaudia a beleza da Beautifly, que parecia trazer luz e brilho à casa.
   Quando foi averiguar se Mimi havia evoluído, a aposentada logo se frustrou. A Cascoon continuava parada e enciumada de todo o traquejo social e beleza de sua irmã. Para piorar a situação, a senhora convidou suas amigas para ver Momo em sua forma evoluída e, como era de se esperar, o espetáculo foi cativante e charmoso. Momo encantou todas as amigas da senhora e gostava de ficar pousada atrás de sua cabeça, fazendo companhia enquanto ela cuidava do jardim.
   Cheia de amargura, Mimi sentia-se desamparada e totalmente posta de lado, era como se fosse uma sombra para sua irmã. Durante a noite, a senhora acordou e ouviu certos murmúrios vindos da caixa de Mimi. Eram como gemidos de dor de alguém que não consegue chorar.
   Compadecida do casulo, a idosa levantou-se e suspendeu a caixa de papelão e a levou até a janela, apesar do esforço para sua idade avançada. Ela sentou-se em uma cadeira e se pôs a observar a Lua junto de Mimi, como ela adorava fazer em segredo quando era apenas uma lagarta. O brilho lunar encheu mais uma vez os olhos da Cascoon, que se sentiu amada pela senhora, apesar de todas as barreiras que havia criado para se preservar. Com carinho e empenho, Mimi finalmente conseguiu evoluir e se tornar uma bela mariposa de cores fortes, Dustox.
 

   Mimi e Momo, distintas de todos os jeitos. Enquanto a borboleta adorava exibir suas asas coloridas até para quem não lhe dava a mínima, a mariposa custava a abrir seu coração para qualquer um. Muitas eram as diferenças e os desentendimentos. A aposentada se via novamente apartando brigas, como fazia com seus filhos no passado.
   Apesar das semelhanças com tempos de outrora, ela não era mais a mesma. Durante uma briga entre as irmãs, a senhora acabou passando mal e precisou ser levada às pressas para o hospital. Embora morasse sozinha, não demorou muito para que pudessem socorrê-la, pois aguardava as visitas costumeiras para apreciar a Beautifly.
   Sentindo-se culpada pelo ocorrido, Momo fugiu e deixou sua irmã para trás. Apesar da dor, a Dustox era fiel àquela que lhe ajudou a evoluir e seguiu a ambulância até o hospital. Mimi ficava perto da janela do quarto onde a senhora estava internada.
   As visitas no quarto pouco davam importância para ela, pois só conheciam o charme de Momo, só a senhora estava feliz por ter a Dustox por perto.
   Certa vez, Mimi decidiu engolir seu ciúme por uma causa justa e saiu em busca da Beautifly perdida. Usando seu feixe sinalizador, ela rastreou sua irmã e a encontrou.
 

   Momo estava voando sem rumo e desolada, sentia-se devastada por não ser nada além de um encanto para os olhos, mas Mimi foi capaz de consolá-la.
   As irmãs estavam encontrando um caminho que as duas pudessem trilhar juntas pela primeira vez. Uma precisava admirar e aprender com a outra. Momo sabia receber o amor, ela suportava a felicidade que a Dustox se negava a receber. Momo era generosa e amorosa como a senhora. Mimi sabia dosar o amor, ela suportava os obstáculos que a Beautifly se julgava incapaz de conseguir. Mimi era ponderada e disciplinada como a senhora.
   Naquele momento, as duas perceberam que eram as metades que se completavam. Cada uma havia herdado uma qualidade da idosa, que sabia dar e receber amor. O amor que se doa sem saber se o outro é capaz de recebê-lo é irresponsável, como Momo. O amor que se nega a quem precisa recebê-lo é seco, como Mimi.
   Quando as duas irmãs se reconciliaram, elas partiram rumo ao hospital, para alegrar a senhora, que sempre as amou igualmente. No entanto, quando as duas chegaram à janela do quarto, viram que o mesmo já estava vazio...

E assim termina a história de hoje...


- - - - - - -


   Pois então! O que acharam da história de hoje? Sentimentos duplos? Gostaram da história? Quem tocou mais o coração de vocês? Vocês são #TeamMimi ou #TeamMomo? Espero que tenham gostado dessa novidade, a crônica dupla. Se quiserem, podemos ter mais histórias de Pokémon aos pares no futuro! ^^

   Bom, não dá nem para fingir que a gente não sabe qual é o Tipo da próxima semana, certo? Pois é, acabou que o Tipo Elétrico vai fechar com chave de ouro a primeira temporada das Crônicas. Agora... nas mãos (ou patas, sei lá) de que Pokémon fica essa responsabilidade? Aguardem e vejam! Uma ótima semana para todos vocês! =)



Créditos de imagem:

34 comentários:

  1. Adorei a crônica! Muito linda! Assim como todas são *-*
    Ainda bem que Mimi consegui dar a volta por cima! Porque o ciúme que sentia por sua irmã só iria deixa-la mais triste! E também a Momo, deve ter se frustrado muito quando percebeu que seu encanto não era importante como o seu amor pela irmã e pela senhora. Que bom que elas ficaram amigas!
    Foi triste o final, será que a senhora morreu? :´( Ou se recuperou e voltou para casa? =D
    Sou da #TeamMimi e #TeamMomo pois as duas são encantadoras com seus jeitos ;)
    Próximo Pokémon é elétrico?! Será que é de Kanto? Ou de Kalos? Ou será que ´de Unova? Kkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camila, você voltou! Muito obrigado pelo seu comentário tão gentil. ^^

      É exatamente isso, uma pode e deve aprender com a outra. As irmãs conseguiram ficar amigas. =)

      Bom, eu quis deixar em aberto o final, aí fica a critério de cada um. Na verdade, ela iria morrer na primeira versão da história, mas acabei mudando de ideia. =P

      Pois é, a Beautifly é bonita, mas a Dustox está conquistando corações! xD

      Só falta o Tipo Elétrico agora, mas ainda não decidi. Praticamente todas as regiões têm chances de ganhar a corrida do Tipo Elétrico. Das seis regiões principais, acho que cinco delas têm chances de finalizar esta temporada das Crônicas. ^^

      Excluir
    2. Finalmente mais alguem que olhou os dois lados da história, pobre Momo, foi enganada por seus sentimentos, e Mimi, conseguiu terminar com sua onda de ciúmes e perceber que a irmã também precisava do apoio dela
      Essa crônica foi mt awnt

      Excluir
  2. Little_Tiger29/04/15 22:48

    Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhh Jesuuuuss! Bom, antes do comentário/crítica, queria esclarecer umas coisas: (uau, que mudança de humor rápida!)

    Semana passada (Sexta, para ser mais exata) estava viajando e o comentário da crônica anterior não havia sido enviado (é de quanto em quanto tempo mesmo? Uma vez demorou 40 minutos para ser enviado e semana passada quase dois dias!) e eu fiquei sem Internet. Quando voltei estava no carro e passei o resto da viagem raciocinando sobre sua "dica", senhor Gabriel. Porém meu cérebro de algas estava sonolento e eu não consegui pensar em uma dupla de "irmãos", mas pensei em Minun e Plusle e... BEAUTILFY E DUSTOX!! Ainda mais quando você disse aquilo das asas...

    E quando eu vi que uma das minhas apostas estava certa, bom... foi como eu comecei esse comentário, só que pior, huahuahuahua

    No começo da crônica eu achei que a Wurmple mais tímida seria a Beautifly, mas me surpreendi, pois eu gosto de achar que uma coisa vai seguir um caminho diferente para eu não me surpreender mas eu acabo me surpreendendo pois o caminho que a coisa ia seguir não foi mudado e eu acabei de bugar.

    Mas enfim, achei impressionante como aquelas irmãs eram tão diferentes e tão iguais. E, mais impressionante ainda foi como eu me identifiquei com a Dustox. A Pokémon é sempre vista como "feia" em relação à Beautifly (sinto muito, mas em quesito beleza, Beautifly é Beautifly u.u), mas a personalidade dela é tão fofa e ela não deixa uma coisa boba atrapalhar tanto em sua família, que eu fico como #TeamMimi.

    PARA DE MEXER COM OS MEUS SENTIMENTOS, GABRIEL! COMO ASSIM A SENHORA FOFA-DIVA-AMÁVEL-TUDO-DE-BOM-"MÃE"-DAS-IRMÃS MORREU???
    O.K., eu sei sim que já que o leito estava vago, havia duas opções. Ou a mulher se recuperou e voltou pra casa, ou... Você se inspirou no episódio do Espurr em XY? Ou na senhora do Flabébé? Ambas estavam no hospital, mas...

    Sinceridade? Quando eu li as últimas linhas, minha primeira impressão foi que a senhora morreu. Mas nada de perder as esperanças né? xD Mas enfim, essa crônica foi muuuuuuito legal <3


    Bom, e que tal alguma dica para a crônica da semana que vem? Pelo menos sei que, já que são patas, não é um elétrico/voador como Zapdos.

    Até quarta que vem! :-)

    Little_Tiger

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Little_tiger! Tudo bem? ^^

      Realmente, demorou um pouquinho para liberar os comentários na semana passada, mas o importante é que acabou indo...

      Na verdade, a dica foi ambígua. Aliás, tudo em dobro! Eu havia pensado em Ninjask e Shedinja ou Beautifly e Dustox. De certa forma, funcionaria para ambas. Você acertou! Parabéns, garota! Ah, Jesus!!! xD

      Eita, deu um nó aqui na parte da Beautifly tímida, hahaha. Deu tilt! Pois é, Beautifly é Beautifly, mas Dustox também tem seu charme. ^^

      Tadinha da senhora, né? Eu comentei ali em cima com a Camila que, na primeira versão da história, a senhora realmente morria. Mimi e Momo só faziam as pazes no enterro dela, mas a história acabou tomando outro rumo. ^^

      Bom, a inspiração foi bem distante. Eu gosto desses episódios, mas não estava com eles em mente dessa vez. Acabei preferindo um desfecho em aberto. =)

      Quando eu parei para ler, eu também achei que essa fosse ser a primeira opção, aí eu deixei intencionalmente. kkkkkkkkkk

      Fico feliz que tenha gostado da história das irmãs. Muito obrigado, Little_tiger! ^^

      Vejamos... eu lembro que eu já havia comentado algumas vezes sobre "um tal" de Top 5 do Tipo Elétrico, com os que mais têm chances de estrear.

      Chega de segredo! Vou revelar o Top 5: Heliolisk, Raichu, Luxray, Plusle & Minun e Ampharos! Agora é só girar a roleta e ver qual deles vai estrear a subsérie do Tipo Elétrico. Aceito sugestões! Até quarta que vem. ^^

      Excluir
    2. HEUAHEU meu Nincada foi pro saco xD
      Bieu lembrou daquele negocio que alguem tinha comentado sobre steampunk, lá em baixo, bem, meu Heliolisk tb vai pro saco pelo jeito ne? ;-; Okk ehuhaheu vc qm manda

      E '"MÃE"-DAS-IRMÃS'... ué, ia ser mãe das primas? ta parei xD

      teau

      Excluir
  3. -Não é do Ariados? Magoou ;~~;
    -Essa história foi tão fofa e-e
    -#TimeMimi. Por favor, ela é tão fofinha <3
    -Acho que fui o único maluco que achou que a tímida seria a Beautifly
    -Wurmple cara de bunda divando no começo. Entendedores Entenderão
    - Saudades senhorinha ;~~;
    -''Patas'' A próxima vai ser do Luxray, né? <3
    -Todos os elogios para esta história linda <3

    Até.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hueitir e o seu trauma de wonder trade

      Excluir
    2. Little_Tiger30/04/15 16:10

      Também achei que a tímida seria a Beautifly, Luis, somos malucos ashuahsuahushau

      Excluir
    3. Oi, Luis! Que bom te ver por aqui! =D

      Não foi o Ariados... mas sabe de uma coisa? Como ele tem dois tipos, ele tem o dobro (é tudo em dobro hoje, hehe) de chances de aparecer por aqui! ^^

      Eu entendi o que você quis dizer sobre a Wurmple. kkkkkkk

      Pois é, que fim levou a senhorinha? Mistééério! =O

      Luxray tem chances de dar as caras por aqui, dá uma olhada no que eu comentei logo ali com a Little_tiger sobre o Top 5 de Tipo Elétrico. ^^

      Todos os agradecimentos para o seu comentário também! =)

      Excluir
    4. Tiger, somos dois malucos ashuhshuahsuha

      Verdade. Não sei por quê, mas tenho o costume de amar pokemons Bug/Poison (Beedrill, Ariados, Scolipede). Não é a toa que Poison é meu segundo tipo favorito \o/

      Huetir é mito.

      https://www.youtube.com/watch?v=8GIdYXBqu1s

      Eu que agradeço :)

      Excluir
    5. Wurmple cara de bunda uaehuaeh
      Heitor lovers xD
      BEM... o Heliolisk tem patas tb ne ? --aql mlk que ainda pensa que tem chances (le eu)-

      Excluir
    6. Heitor não, Hueitir u.u
      Acho que sim :v ~Aquele muleke que quer que o que ele acabou de falar não seja verdade pra crônica ser do seu pokemon favorito=Eu~

      Excluir
  4. Manectric please ^-^ Necessito ver esse elétrico se ñ for ele que seja jolteon. E essa historia foi perfeita,a forma como uma se completava com a outra foi tão kawaii desu.
    Kaio(Carinha do flygon)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado tanto da história das irmãs Mimi e Momo. Muito obrigado pelo seu comentário, Kaio! ^^

      Eu gosto muito do Manectric desde a terceira geração! Gosto do esquema de cores dele, do design, de tudo. Ele é muito legal, mas acho difícil ele ser o primeiro Tipo Elétrico por aqui. Na segunda temporada, quem sabe? =)

      Excluir
  5. Ótima ideia de cronica dupla!!
    Adorei essa cronica!!!
    por favor a próxima cronica tem que ser a do Heliosk com o titulo de Lendas do Trovão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado desta crônica! Muito obrigado. ^^
      Heliolisk? Altas chances de acontecer, viu? Ele está muito bem cotado! =)

      Excluir
  6. Assim como tem sido até aqui, mais uma vez parabéns! Essa crônica nos leva a uma reflexão diferente... Em alguns momentos meditamos no relacionamento e personalidade de irmãos, principalmente se forem gêmeos e em outros momentos refletimos sobre a necessidade de entender o amor no sentido de completude (me refiro principalmente ao amor de homem e mulher - onde ambos são tão diferentes e só descobrem o que é o amor quando reconhecem que as diferenças são o que completam cada um... Pude me ver em alguns momentos da crônica... Até mais Gabriel!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jonathan! Fico muito feliz por você ter gostado da história de Mimi e Momo, ainda mais por ter refletido sobre a questão dos relacionamentos e das personalidades distintas. Muito obrigado!

      É bem isso, duas partes diferentes podem ser complementares ou se anularem. É só uma questão de escolher como lidar com isso e tirar o melhor proveito! ^^

      Excluir
  7. muito legal a cronica, achei fofa!!!
    #TeamMimi com certeza, a proxima cronica sera....... eu estou em duvida em tres: Heliolisk, Manectric, Luxray vou espara ansiosa a proxima cronica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bom saber que você gostou da história das irmãs! Muito obrigado pelo seu comentário! ^^

      A Mimi conquistou a todos com seu jeito meigo, não é? =)

      Olha, você acertou duas das três opções! Tanto o Heliolisk quanto o Luxray têm chances de estrear a última subsérie, só o Manectric que vai precisar esperar um pouco mais. ^^

      Excluir
  8. Yay! Crônicas!

    Kra. Kra. Kra. Essa crônica com certeza entrou no meu Top 10!!!!!!!!!
    Mas vamos começar do começo (Dã).
    Hoenn realmente é um lugar bem "duploso". É incrível isso! O camelo e o tubarão, a vitória régia e a semente, o dinossauro e a baleia, os gêmeos Eon.... INCRÍVEL!

    Agora a história.

    A dupla de Wurmple criou dois personagens carismáticos; e tb mostrou como a sra. conseguiu amar ambos, sem diferença, vendo q a maioria das pessoas gostaria mais de Momo (PS. #TeamMimi !!)
    Isso é provado com a evolução. Ela não ficou favorecendo a Momo.
    Mas acho q houve uma recaída na evolução dela. Fiquei com o coração apertado na hra da frustração por Mimi não ter evoluído.

    Acho q vc definiu bem as reações de Dustox e Beautifly. Em saber dar e receber.

    KRA! KD A SENHORINHA!?!?!?!?!?!?!
    Por favor, q ela não tenha MORRIDO!

    Já não basta o Espurr no anime, e o Simplesmente Normal (captou?) Audino, todas as doces senhorinhas têm q morrer?

    Eu torço com todas minhas forças, q a maca do hospital tenha quebrado e ela mudou de hospital



    Bem... Acho q nem preciso mostrar minha sugestão
    Mas vou mostrar assim mesmo
    HELIOLISK
    HELIOLISK
    🌞HELIOLISK🌞

    INCRÍVEL crônica
    Espero ansiosamente pela próxima! (Meu novo motto.)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rafael! Tudo bem? Fico feliz que a história das irmãs tenha entrado para o seu Top 10! Muito obrigado! =D

      Nossa, você foi bem mais além na questão dos Pokémon pareados! Aliás, isso faz muito sentido se você parar e pensar que Hoenn inaugurou as batalhas duplas! =)

      Momo precisa aprender a lidar com as dificuldades e Mimi precisa aprender a aproveitar as coisas boas da vida, mas ambas podiam contar com o amor incondicional da senhora. ^^

      Falando na senhora, e aí? O que aconteceu? Originalmente, ela morreria, mas aí o final ficou em aberto. Já basta a senhora da Angeline, né? Sem contar a do Espurr e a da Flabébé. Pokémon é um perigo para as velhinhas. kkkkkkkkkk

      E o hype para o Heliolisk se intensifica! Hehe. Gostei do novo motto! Até a próxima! =)

      Excluir
  9. #TeamMimi
    Postando de novo, o meu primeiro post não foi aprovado .-.
    Bom, eu nunca tinha postado, mas dessa vez eu postei. Porque sim u.u Mas leio as crônicas desde a primeira (Ninetales lindo <33)
    História linda, como sempre! Eu, na verdade, torcia para a Beautifly ser a tímida, como o Luis e Little_tiger xD
    Para a próxima crônica, gostaria que fosse interligada com o tipo Steel e Fairy :3 Poderia ser do Luxray, e ele era o governante do Reino do Metal, que seria um lugar meio steampunk :D

    ~Asa Negra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Asa Negra, uma das coisas que mais me fazem feliz por aqui é conhecer um leitor novo! Muito obrigado pelo seu comentário! ^^

      Eu adorei saber que você acompanha as Crônicas desde o começo. Falou até do Ninetales e do arco da Princesa Mawile! =D

      Todos torciam para a Beautifly ser a tímida e querida, né? Só que aí vem uma Dustox que usa Flash e pronto! Ofuscou a pobre borboleta. xD

      Hmm... Bom, eu posso adiantar que a história da semana que vem não se interliga com o arco da Mawile, mas teremos cenas dos próximos capítulos em breve! ^^

      O cenário steampunk foi uma sugestão que eu gostei muito e já foi pedido uma vez. Já está no forno! =)

      Excluir
  10. Mimi é responsável, enquanto Momo tinha a aparência psicológica de uma criança imatura. Gostei muito, legal você usar uma linguagem coloquial/formal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado da história, ainda mais por ter gostado do estilo de linguagem! Muito obrigado, Withamy! =)

      Eu gosto muito quando um texto tem um grau de formalidade, mas mantém a simplicidade e a fluidez na leitura. De que adianta ser rebuscado se vai ser difícil de entender, não é mesmo? ^^

      Excluir
  11. Adorei a crônica, ficou incrível!!!! Mimi e Momo são muito cativantes mas, confesso que sou #TeamMimi.
    Aliás, fugindo um pouco da crônica dessa semana. Mostrei pra minha mãe a sua primeira crônica, a do Ninetales. Ela adorou, e olha que ela nem gosta muito de Pokémon ^^
    Pra próxima Semana, Luxraaaaaaaaaaaaaaayy Divo (Sempre achei que ele merecia ser Electric/Dark-Type. Bom, se aparecer uma MegaEvo pra ele quem sabe não rola??)
    Abraço Gabs (Vou te chamar assim porque curto por apelido nos outros :P)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, LoKu-kun! Aqui estamos novamente! ^^

      Cara, fiquei muito feliz por até sua mãe ter gostado mesmo sem ser fã de Pokémon! Ninetales conquistando corações! Muito obrigado! =)

      Desse jeito, eu vou precisar entrar para o #TeamMomo, tadinha da Beautifly! Quase todo mundo está escolhendo o lado da Dustox! xD

      Eu apoio! Não existe Pokémon com essa combinação de tipos, por que não Luxray? Até! =)

      Excluir
  12. Ótima crônica, Gabriel. Foi diversão em.. (lá vem a piada) dose dupla! Como foram dois Pokémons abordados, o desenvolvimento de ambos acaba sendo mais difícil, pois você tem que encontrar uma forma de manter uma boa estória para as duas, no caso Mimi e Momo, e conseguir fazer com que uma não se sobressaia sobre a outra. Mas aqui você conseguiu com êxito mostrar as características e personalidades de cada uma, deixando tanto a Beautifly como a Dustox carismáticas ao público. Legal também que cada uma teve o seu momento de destaque na trama. Enfim, foi tudo bem arranjado ^^

    Sobre a senhora, no momento que eu li eu pensei em duas coisas: Ela morreu ( :/ ) ou... a estória terá uma continuação! kkkkk provavelmente não foi essa a intenção, mas aquele final da Mawile meio veio à cabeça, não pude evitar xD

    Provavelmente você já está escrevendo o última crônica agora, mas só queria destacar uma coisa: de todos os Pokémons abordados até agora, só teve um da Geração 2, o Xatu. Apesar de também só haver um Pokémon da Geração 6 com uma crônica, o Trevenant, houveram vários Pokémons que megaevoluiram ao longo das crônicas. O que eu quero dizer é: quando estiver com dúvidas sobre qual Pokémon abordar nas suas crônicas dê uma olhadinha pra Johto para achar uma inspiração xD (Quem ver, parece até que essa é a minha região favorita, na verdade a minha predileta é Hoenn xD).

    Daniel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Daniel! Fico duplamente feliz com seu comentário. Afinal as piadas com "dobro" precisam continuar. Isso me faz lembrar absolutamente da semana do Absol! xD

      Eu fiquei realmente satisfeito e aliviado por saber que você achou que Mimi e Momo tiveram equilíbrio na história. Eu realmente fiquei atento a isso, porque, quanto mais personagens em cena, fica mais difícil desenvolvê-los em poucas páginas! Muito obrigado! =)

      Bom, a velhinha iria morrer, mas achei que o final em aberto cairia melhor. Precisamos fazer uma campanha em prol das velhinhas. Não tem uma que sai viva das Crônicas! Tadinhas das senhorinhas. kkkkkkkk

      Olha, eu não vou dar spoilers, mas Johto vai se dar bem no futuro, hehe. Sobre a próxima crônica... Desculpa, Ampharos! Não foi dessa vez, apesar de eu gostar muito dele. xD

      Eu também amo Hoenn! Foi uma época bastante significativa para mim quando eu joguei o Sapphire. Não falo em termos técnicos ou de jogabilidade, mas por valor emocional. ^^

      Excluir
  13. AAAHHHHHHH primeiramente, desculpe, eu tava viajando gabriel ;~; hehe..

    OMG eu pensei que ia ser Ninjask e Shedinja mas eu gostei muito dessa história! Amo as segundas formas das Wurmple ^^
    E parece que alguem conseguiu colocar todos os pedidos de vingança, dó e paz que eu fiz na semana passada xD obrigado sr gabriel
    Awwnt que senhora bunitinha.. tadinha auhehu aaaaaaaaaa nao senhora voltee
    Sou #TeamVelhinha HJEAHUHEU
    Dscp, eu to histérico hj
    Pra próxima crônica: HELIOLISK
    Havia um medroso helioptile que era fraco e indefeso, entao ele evoluiu e predeu o medo,fim
    O resto vc faz xD


    Adeus sr Gabriel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fael, gosto muito de te ver por aqui! Sem problemas, viajar é bom! xD

      Bom, são insetos, têm asas, ambos voam e são de Hoenn, mas... não são Ninjask e Shedinja. =P

      Fico feliz que tenha gostado da história da Mimi e da Momo (e da velhinha também, por que não?). Muito obrigado! ^^

      Eu ri muito com #TeamVelhinha. Alguma idosa precisa chegar viva ao final de alguma história das crônicas, está ruim para as velhinhas. kkkkkkk

      Heliolisk? Será? Não sei, quem sabe? Até! =P

      Excluir

Seu comentário será publicado após a aprovação.
Comentários pejorativos e desviados do assunto abordado no post serão automaticamente excluídos.

A PBN agradece a sua participação!