Conto Pokémon: As Esferas Elementares - Parte 3: Hydrosphere, a Esfera dos Mares!



Olá Poké-Fãs!

Na última parte do Conto Pokémon, nossos heróis foram inteiramente derrotados pela Equipe Dark. Eles conheceram Sabrina, a sacerdotisa do Templo de Groudon, e os Pokémon da caverna que ajudaram na batalha contra dos soldados da Dark. Infelizmente, a luta foi muito intensa e Dilan e seus amigos foram derrotados, Maslow conseguiu a Esfera da Terra e sequestrou Manu, Ian e Sabrina. Para saber o que vai acontecer leia a próxima parte dessa grande aventura!


AS ESFERAS ELEMENTARES - PARTE 3:
Hydrosphere, a Esfera dos Mares!


Lenda: Em Hoenn existe um Templo que fica escondido nas cavernas submarinas de uma ilha. Dizem que a Esfera Elementar dos Mares, que possui o poder de Kyogre, está sendo guardada nesse templo.


CAPÍTULO 1: EM DIREÇÃO AO MAR


Depois de perder seus amigos e a poderosa esfera de Groudon, Erika e Dilan se encontram indo para a cidade de Lavaridge. Enquanto isso, Maslow usa a esfera para causar tremores e aterrorizar várias partes da região. Os jornais noticiam cada vez mais abalos de terra em todas as cidades de Hoenn.

Erika: Dilan volte para casa. Daqui para frente eu preciso seguir sozinha.

Dilan: O que? Por que está dizendo isso?

Erika: Não posso deixar que a Dark continue vencendo, mas não quero que mais alguém se machuque. Eu sou a responsável por deter Maslow e até agora só deixei que ele levasse nossos amigos.

Dilan: Erika! Você não deve pensar assim. Não foi sua culpa!

Dilan: Não importa o que você diga, eu irei contigo novamente para salvar nossos amigos e deter a equipe Dark.

Erika: É verdade, você tem razão. Confesso que fiquei preocupada, mesmo com tão pouco tempo, sinto que já somos grandes amigos.
Dilan: Não se preocupe. Estamos juntos nessa e vamos conseguir.

Erika: O problema é que não sabemos para onde ir agora.

Dilan: Na verdade, eu sei!

Erika: Sabe? Como você tem certeza?


Dilan: Não sei exatamente como aconteceu, mas enquanto estava desmaiado na caverna, eu tive um sonho muito estranho. Sonhei havia uma ilha bem longe da costa e embaixo dela havia cavernas subterrâneas onde só se entrava pelo mar.

Erika: É um sonho bem estranho, mas conheço uma ilha que bate com essas descrições. Acho que vale a pena irmos nessa ilha, talvez seja nossa próxima descoberta.

Dilan: Mas como vamos ao mar?

Erika: Esse detalhe pode deixar comigo...

Com um sorriso esperto, Erika pegou o seu celular e telefonou:

Erika: Alô General? Precisamos de sua ajuda.

General (por telefone): Erika, o que está acontecendo? Uma força estranha está provocando diversos tremores em Hoenn!

Erika: General, neste momento estamos indo ao encontro do culpado, mas precisamos de um submarino.

General: Vá em direção à costa marítima mais próxima de você e encontrará um submarino da Policia Internacional pronto para usar.

Erika: Obrigado, senhor!

General: Tome cuidado e volte a salvo.

Erika: Combinado! Até mais general.

(Fim da ligação).

Dilan: Conseguiu?

Erika: Sim. Agora vamos para o mar, por que a missão ainda não acabou!

Dilan: Vamos nessa!

Depois de ir ao Centro Pokémon e recuperar seus companheiros, Dilan e Erika se dirigiram à costa marítima afim de encontrar o submarino da Policia Internacional.

Erika: Nossa! Eu nunca vi algo tão bonito assim.

Dilan: Verdade, o brilho do Sol deixa o mar cintilante.

Os dois se depararam com a beleza do mar que brilhava com os raios solares. Era uma costa cheia de pescadores e haviam muitos barcos ancorados. De longe, eles conseguiram ver o submarino e se dirigiram a ele...

Dilan: Olha ali está ele!

Erika: Vamos entrar.

Era um submarino médio com dois lugares e estava bem equipado com turbinas de alta tecnologia. Depois que eles entraram, o submarino começou a submergir.

Erika: Preparado para mais uma missão?

Dilan: Estou! Acredito que chegaremos bem rápido nessa ilha graças aquela visão.

Erika: Segundo o mapa, tem uma ilha a leste com cavernas subterrâneas.

Dilan: Deve ser essa! Provavelmente o próximo templo é lá. Qual esfera nós encontraremos?

Erika: Acho que só saberemos ao chegar. Vamos lá!

A partida do submarino foi dada e a dupla de heróis foi em direção ao fundo do mar.


CAPÍTULO 2: A ILHA GAROU


Depois que Maslow conseguiu a Esfera da Terra, logo começou a usar o seu poder com o objetivo de dominar o mundo Pokémon. Os telejornais, frequentemente, noticiavam terremotos e muita confusão nas cidades de Hoenn. O poder da esfera estava sendo usando para o mal e Maslow já se preparava para buscar a próxima esfera...

Dr. Tamer: Mestre Maslow, constatamos que ainda existem duas esferas elementares escondidas na região de Hoenn.

Maslow: Eu sei doutor e todas serão minhas. O que quero saber é a localização da próxima esfera.

Dr. Tamer: As buscas estão incessantes e mesmo assim ainda não sabemos exatamente rastrear o sinal de energia dessas esferas.

Maslow: Trate de conseguir ainda hoje. Use a esfera da terra e termine imediatamente.

Dr. Tamer: Sim, mestre. Como o senhor quiser.

Tamer é um renomado estudioso do poder Pokémon e lidera as pesquisas da Equipe Dark. Através de seus estudos, Maslow conseguiu articular seus grandes planos de dominação.

- Na prisão da Dark...

Maslow: Soldado abra a cela, preciso conversar com alguns dos meus convidados de honra.

Soldado 015: Sim senhor!

Maslow: Ora, ora, ora. Como tem passado Sabrina?

Sabrina: Maslow, você não tem coração. Como pôde nos prender aqui?!

Manu: Acha mesmo que vai conseguir o que quer? Você vai ser derrotado logo.

Maslow: Vocês ainda são inocentes e ingênuas se acham que podem me deter tão amarradas desse jeito.

Ian: Solte-as agora Maslow! Você não pode fazer isso.

Maslow: Tanto posso que fiz. Mas não vim discutir isso. Eu vim perguntar uma coisa a você, Sabrina, e se você não responder, seus amigos sofrerão.

Manu, Ian e Sabrina permaneciam presos na base de Maslow. Eles estavam amarrados e vigiados sem qualquer brecha para fuga.

Maslow: Eu quero saber, onde está a Esfera dos Mares?

Sabrina se assustou com aquela pergunta. Ela ficou impressionada com o que Maslow sabia. Porém, ficou em meio a um dilema contar ou arriscar a vida de seus amigos?

Manu: Não conte nada Sabrina! Não conte nada a ele.

Ian: Se ele pegar a próxima esfera o mundo estará num grande perigo.

Sabrina: Jamais contarei Maslow! Você nunca saberá isso de mim.

Maslow: Ah é?! Será que vendo seus amigos sofrer você muda de ideia?

Sabrina: Não toque neles!

Antes que Maslow tentasse algo, um soldado chegou com notícias...

Soldado 003: Senhor, o Dr. Tamer acaba de encontrar a próxima esfera.

Maslow: Enfim, não precisei de vocês. Agora, finalmente vou conseguir o que quero. Hahahaha...

Sabrina: Desculpe amigos. Coloquei a vida de vocês em risco mais uma vez.

Manu: Não se preocupe, a culpa não foi sua. Ainda vamos sair aqui.

Ian: Verdade. Não podemos perder a esperança em nossos amigos, Dilan e Erika.

- No Laboratório...

Dr. Tamer: Conseguimos localizar a próxima esfera, senhor.

Maslow: Foi o que mandei que você fizesse. Onde é o lugar?

Dr. Tamer: É uma ilha um pouco distante da costa de Hoenn. Chama-se ilha Garou e acreditamos que possua cavernas subterrâneas. Localizamos lá uma energia semelhante a da Esfera da Terra.

Maslow: Prepare os submarinos! Partiremos imediatamente para essa tal ilha Garou.

Tamer e Maslow, com um grande número de soldados, se dirigem aos submarinos e começam a busca no mar.

- Enquanto isso...

Erika: Chegamos! Estamos na ilha Garou. É um lugar pequeno, mas moram bastantes habitantes por aqui.
(Imagem meramente ilustrativa)
Dilan: Ufa! Foi uma viagem incrível. Ver todos aqueles Pokémon aquático e principalmente, estar com você.

Erika ficou meio envergonhada, mas logo voltou ao foco da missão...

Erika: Vamos depressa em busca das cavernas subterrâneas.

Dilan: Tudo bem. Com os equipamentos da policia, vamos conseguir encontrar uma entrada.

Os sensores identificaram que realmente havia cavernas subterrâneas naquela ilha, e ao seguir procurando a entrada, nossos heróis saíram da praia e encontraram uma caverna em meio a muitas árvores numa vegetação muito densa.

Dilan: Olha essa caverna! Tenho certeza que é bem funda.

Erika: Então vamos entrar antes que escureça.

Caminhando pelas cavernas com lanternas, Dilan e Erika não encontravam nada e nenhuma saída.

Erika: Tive uma ideia! Desligue sua lanterna.

Quando eles desligaram as lanternas, conseguiram ver uma luz azul no fim de um túnel e seguiram para lá.

Dilan: Nossa! Que lugar é esse?

Erika: Acho que encontramos a entrada.
(Imagem meramente ilustrativa)
Eles chegaram a uma caverna iluminada pelo reflexo das águas que vinham do mar e entravam pelas cavernas subterrâneas. Uma luz azul preenchia todo o lugar, mas alguém os encontrou primeiro...

Samira: Quem são vocês? Retirem-se agora.

CAPÍTULO 3: O TEMPLO DE KYOGRE


Dilan e Erika acabam de chegar a Ilha Garou, ao explorar a ilha, eles encontraram uma caverna que leva ao subterrâneo. Caminhando pelas cavernas, chegaram ao fim dos túneis, onde só havia uma passagem para o mar. Nesse lugar eles foram surpreendidos por uma pessoa misteriosa...

Samira: Respondam! Eu perguntei quem vocês são.

Dilan: Calma, eu sou o Dilan e ela é a Erika. Nós estamos aqui por motivos muito importantes.

Erika: Procuramos por um templo citado numa antiga lenda de Hoenn.

Samira: Não conheço nada assim por aqui. É melhor que vocês vão embora.

Erika: Você está mentindo.

Samira: Como ousa a me chamar de mentirosa?

Erika: Eu sou uma espiã, sei quando uma pessoa está mentindo.

Samira: Não importa. Aqui não é lugar para vocês.

Dilan: Espere! Acho que você ainda não entendeu. Estamos aqui para proteger o templo.

Erika: Exatamente. Uma poderosa organização chamada Equipe Dark planeja roubar a esfera que esse templo protege.

Samira: Como sabem da esfera?

Dilan: Você precisa acreditar em nós! Em breve o líder deles, Maslow, irá chegar para obter a esfera e usá-la para o mal.

Samira: Não sei se posso confiar em vocês.

Erika: Você preci...

Enquanto eles conversavam no subterrâneo, Maslow chegou à ilha e o submarino se chocou com as pedras, causando um tremor na costa.

Samira: O que foi isso?

Erika: Só pode ser Maslow. Acho que ele acabou de chegar.

Samira: Vou acreditar em vocês, mas se isso for verdade, vamos precisar de um plano.

Dilan: Primeiro precisamos encontrar o templo.

Samira: Isso não é problema.

Naquele instante Samira assobiou muito forte, o que chamou alguns Pokémon aquáticos.

Samira: Vamos com eles. Para entrarmos no templo é preciso passar por uma caverna submarina.

Erika: Ok! Vamos lá.

Samira foi num Frillish, Erika e Dilan com um Seel. Eles mergulharam nas águas daquela caverna e descobriram uma imensidão. Era como um paraíso aquático com quase todo tipo de Pokémon de água. E mergulhando cada vez mais eles viram mais Pokémon e depois chegaram a caverna onde subiram.


(Imagem meramente ilustrativa)
Dilan: Isso foi incrível. Nunca mergulhei assim antes.

Samira: Vamos ao templo, agora eu tenho um plano e vou precisar de vocês.

Erika: Entendido. Vamos te ajudar.

- Enquanto isso, na superfície...

Maslow: Finalmente chegamos.

Dr. Tamer: Senhor, identifiquei cavernas subterrâneas e um grande número de Pokémon nesse local. Acredito que seja lá o templo.

Maslow: Soldados, encontrem a entrada das cavernas e vamos invadir!

Dr. Tamer: Encontramos também um submarino na costa. Talvez alguém chegou à ilha antes de nós.

Maslow: Acho que sei quem foi, mas estarei preparado para qualquer coisa.

Soldado 003: Senhor, encontramos uma caverna!

Maslow: Vamos entrar e pegar o que é meu.

- Chegando ao Templo...

Samira: Apresento a vocês, o Templo de Kyogre!

Dilan: Uau! É mesmo incrível. Parece muito com o templo de Groudon, mas é tudo conforme o mar.

Samira: Vocês estiveram no Templo de Groudon? O que aconteceu?

Erika: Infelizmente, Maslow conseguiu pegar a Esfera da Terra. Tentamos impedir, mas fomos derrotados e nossos amigos capturados.

Samira: A situação é mais difícil do que pensei.

Dilan: Mas não podemos permitir que ele pegue as esferas.

Samira: Escutem o plano...

Enquanto Samira articulava um plano contra Maslow, o líder do mal se aproximava das cavernas subterrâneas.

Dr. Tamer: Este é o fim da linha. Parece que precisaremos mergulhar para seguir até as outras cavernas.

Maslow: Soldados preparem o equipamento e seus Pokémon. Daqui para frente vamos batalhar de baixo d’água.

Maslow: Dr. Tamer, você ficará aqui.

Dr. Tamer: Por quê?

Maslow: Questão de precaução. Acho que sei quem está lá embaixo.

Os soldados da Dark mergulharam liderados por Maslow e encontraram um pequeno exército de Pokémon aquáticos prontos para atacar.

Imediatamente, os soldados liberaram seus Pokémon!

Soldado 033: Carvanha, ataque!
Soldado 007: Sharpedo, mostre sua fúria.
Soldado 019: Crawdaunt, acabe com eles.



(Imagem meramente ilustrativa)
Com um dispositivo que permitia o contato embaixo d’água, Maslow ordenou o ataque.

Maslow: Acabem com eles, precisamos chegar à caverna principal.

CAPÍTULO 4: BATALHA MARINHA



Um grande número de Pokémon aquático estavam entre Maslow e o Templo de Kyogre, entre eles tinham muitos Squirtle, Poliwag, Seaking, Remoraid, Gorebyss, Buizel, Finneon, Lumineon, Alomomola, Tentacruel, Corsola, Frillish, Sealeo e outros. Aqueles Pokémon estavam dispostos a não deixar os soldados passarem. 


(Imagem meramente ilustrativa)
Mas ai...

Soldados: Ataquem!

Um bando de Carvanha, Sharpedo e Crawdaunt começaram um violento ataque contra aqueles bons Pokémon que protegiam o mar. Era possível ver Squirtle, Poliwag e Frillish soltando Rajada de Bolhas, enquanto outros Pokémon atacavam com Redemoinho e Aqua Míssil.
Alguns deles ficaram muito machucados devido as poderosas mordidas dos Carvanha. Outros ficaram fora de combate.

Maslow: É só uma questão de tempo até todos eles serem derrotados. Hahahaha...

- Dentro do Templo...

Samira: Os Pokémon aquático não vão aguentar por muito tempo. A Equipe Dark é muito forte para eles lutarem sozinhos.

Dilan: Nós vamos ajuda-los agora mesmo!

Samira: Não! Eu tive uma ideia.

Erika: Qual?

Samira: Vocês vão levar a Esfera de Kyogre daqui.

Erika: Como assim? Você tem certeza?

Samira: Tenho. Acho que eles vão chegar aqui e não podemos deixar que mais uma esfera elementar cair nas mãos do mal.

Dilan: Como fugiremos sem lutar? E você?

Samira: Vocês irão proteger a Esfera por enquanto e eu lutarei com Maslow até vocês fugirem. Posso contar com vocês?

Erika: Claro! Vamos ajudar.

Dilan: Pode deixar. Nós não vamos decepcionar.

Samira: Obrigado pessoal. Vamos colocar o plano em ação!

Enquanto Samira se preparava para lutar com Maslow, a luta no mar estava cada vez mais intensa, os Pokémon da Dark estavam avançando e o fim era próximo.

Maslow: Hahahaha! Vamos acelerar a nossa vitória.

Maslow: Soldados, usem as armas de plasma!

Soldados: Sim, senhor!

Os soldados começaram a atirar nos Pokémon e prendê-los em uma camada de plasma pegajoso. Presos, os Pokémon aquáticos ficavam sem poder nadar e caiam no fundo do mar. Com essa estratégia, Maslow conseguiu paralisar todos os seus inimigos.

Soldado 010: Senhor, todos os inimigos estão presos e podemos entrar na caverna.

Maslow: Muito bom, muito bom. Vamos entrar!

A Equipe Dark finalmente conseguiu entrar no templo, e agora? O que Samira irá fazer?

Maslow: Soldados, espalhem-se pelo templo e tragam a Esfera de Kyogre para mim!

Samira: Não se eu puder evitar. Daqui você não levará nada.

Maslow: Hahahaha. Mais uma iludida. E você quem é?

Samira: Sou a Sacerdotisa do Templo e protetora dos Pokémon aquático desta região.

Maslow: Quero que você me dê a esfera que guarda aqui. Agora!

Aquele olhar maquiavélico só ansiava pela ambição e poder. Maslow estava disposto a qualquer coisa.

Samira: Só se você me derrotar, seu grande idiota.

Samira vivia naquela ilha desde pequena e assim como Sabrina foi escolhida para proteger um templo. Apesar de ser bem calma e tranquila como a água de uma lagoa, quando o negócio é batalha contra o mal, essa lagoa se torna um rio revolto e fervente.

Maslow: Então você quer lutar comigo? Saiba que será derrotada.

Samira: Isso é o que vamos ver.

Maslow: Mostre o que é terror! Darkrai.

Samira: Vamos batalhar Jellicent!

Maslow e Samira estavam mano a mano na caverna, enquanto isso os soldados secretamente procuravam a Esfera dos Mares.

Maslow: Darkrai, Pulsação Sombria!

Samira: Jellicent, use o Hidro Bomba!



O impacto os ataques foi forte e uma densa nebrina tomou conta da caverna.

Maslow: Darkrai, aproveite e use o Garra das Sombras.

Jellicent foi atingido, mas Samira e seu Pokémon não desistiam tão fácil.

Samira: Força Jellicent, nós vamos conseguir. Ataque com o Bola das Sombras!

Maslow: Darkrai destrua com um Raio de Gelo.


O ataque de Jellicent foi neutralizado e enquanto a batalha só esquentava um soldado da Dark apareceu...

Soldado 020: Senhor Maslow, vistoriamos toda a caverna e a esfera não está aqui.

Maslow: Não pode ser!

Samira olhou para Maslow, com um olhar de vitória e ele sacou que foi enganado.

Maslow: Isso foi uma armadilha, não foi?

Samira: Pense como quiser. Mas você não terá a esfera!

Maslow: Onde está? Estou fervendo em raiva!

Samira: Está mais longe do que você pensa.

Maslow: Então, eles estavam realmente aqui e levaram a esfera antes que eu chegasse.

Maslow lembrou-se do submarino que encontrou na praia e entendeu que tudo foi um plano de Erika e Dilan. Imediatamente, ele ligou para Dr. Tamer que estava nas cavernas da superfície.

Maslow: Tamer!

Dr. Tamer: Sim, senhor Maslow?

Maslow: Aqueles enxeridos pegaram a esfera e estão indo em sua direção. Não deixe que eles fujam. Eu quero aquela esferaaaa!

Dr. Tamer: Farei tudo que foi preciso.

Maslow: É melhor mesmo para o seu próprio bem.

(Fim da ligação...).

Samira: E então? Conseguiu sua esfera?

Maslow: Cante vitória agora Samira. Mas logo você não estará tão feliz.

Maslow: Volte Darkrai, precisamos ir atrás da esfera.

Samira ficou na caverna e Maslow mergulhou novamente com seus soldados para ir em busca da esfera que já se encontrava com Dilan e Erika que corriam para superfície...

Dilan: Acho que a essa hora já devem saber que a esfera está conosco.

Erika: Verdade. Temos que ir mais rápido, assim chegaremos logo no submarino e vamos embora daqui.

Dr. Tamer: Eu não teria tanta certeza.

No meio do caminho apareceu um obstáculo, Tamer encontrou os jovens heróis em plena fuga.

Erika: Quem é você? O que quer conosco?

Dr. Tamer: Meu nome é Tamer e sou um cientista da Dark. Quero a esfera que está com vocês.

Dilan: Inimigo a vista! A esfera fica com a gente. Vamos sair daqui!

Erika estava com a esfera numa bolsa e de lá emanava um brilho incrível. Mas se eles não saírem da caverna logo, Maslow e seus soldados irão alcança-los.

Erika: Vamos por aqui. Corre!

Dr. Tamer: Não vão escapar!

Dr. Tamer: Golem, use Explosão de Rocha nas paredes da caverna!



Aquele ataque destruiu parte da caverna e causou um deslizamento de rochas e gerou uma grande confusão.

Erika: Dilan, cadê você?

Dilan: Estou aqui! Mas tem uma enorme parece de rochas e não estou conseguindo passar.

Dilan: Erika? Esta me ouvindo?

Ele estava preso em meio a muitas rochas e Erika não respondia.

Dilan: Gallade, escolho você!

Dilan: Use o Corte Psíquico e destrua essas rochas!



O ataque de Gallade foi muito poderoso e destruiu a parede de rochas que estava impedindo a passagem da caverna.

Dilan: Obrigado Gallade! Retorne.

Dilan: Onde ela está?

Dilan correu por toda a caverna procurando Erika e quando chegou à superfície se deparou com uma terrível cena. Maslow estava no em cima do submarino com a Esfera dos Mares nas mãos e Tamer com Erika desmaiada nos braços.

Maslow: Viu garoto? É por isso que você não deve se meter com os fortes. Hahahaha.

Dilan: Maslow, solte-a agora!

Maslow: Não me faça rir, garoto idiota. Não pense que você é capaz de me deter outra vez. Levarei ela comigo e me livrarei dela e de seus amigos.

Dilan estava perplexo e quase sem ação. Mais uma vez Maslow saiu com a vitória.

Maslow: Ahh, sim! Toma um presente!

Maslow lançou uma granada no submarino da policia internacional e o destruiu, deixando Dilan sem transporte de volta.

Dilan: Isso não ficará assim Maslow. Salvarei meus amigos e destruirei seus planos!

Maslow: E como fará isso? Sem equipamento, sem amigos e sem força alguma. Desista e saia do meu caminho.

Maslow: Adeus! Preciso dominar Hoenn e depois o mundo com as Esferas Elementares! Hahahahahahaha...

O submarino submergiu e Dilan ficou sozinho naquela ilha, o Sol estava se pondo e parecia não haver uma gota de esperança.

O que será do mundo agora? Maslow tem duas das poderosas Esferas Elementares. Será que tem algo a se fazer? Não deixe de ler a próxima e última parte:


As Esferas Elementares – Parte 4: Atmosphere, a Esfera do Ar!

Espero que tenham gostado! Logo postarei a parte final. Até mais! ^^

2 comentários:

  1. Esse conto seria bom se não demorasse tanto para ser lançado, é melhor contos pequenos porque assim a gente ainda gosta dele.

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após a aprovação.
Comentários pejorativos e desviados do assunto abordado no post serão automaticamente excluídos.

A PBN agradece a sua participação!